conecte-se conosco


Destaque

Rubens deixa requerimento da oposição ao TCE para a próxima sessão

Publicado

Na sessão de segunda-feira, 18, a grande expectativa era a aprovação de um requerimento do vereador José Eduardo Torres (PSC) que pede a auditoria extraordinária pelo TCE, além de abertura de procedimento contra o prefeito Francis Maris Cruz, por descumprir a lei, sem justificativa, ao não pagar os salários dos servidores interinos do município.

No requerimento, o vereador ainda alega que o prefeito violou vários princípios da administração pública, como o da legalidade estrita (o gestor não pode fazer nada que não esteja previsto em lei), do concurso público entre outros.

Em questão de ordem, o vereador Torres pediu a inclusão do requerimento na ordem do dia, o que foi negado pelo presidente da mesa diretora, que alegou complexidade no requerimento, e que teria que ser melhor analisado pelos demais vereadores. A votação do requerimento ficou para o dia 25.

Ainda na sessão, o presidente anunciou a apresentação do parecer da Comissão de Finanças sobre a Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Cáceres do ano de 2018, e anunciou votação dos dois turnos para o dia 20, sendo o primeiro turno às 11h e o segundo turno às 11h30.

Leia mais:   AL define rito para a eleição da Mesa Diretora

O vereador Cézare Pastorello – Solidariedade, pediu questão de ordem e usou do mesmo argumento da presidência, a complexidade da matéria, visto se tratar de parecer envolvendo todas as contas de 2018, sugerindo que fosse votado somente na próxima semana. Alegou ainda que em 30 minutos não haveria tempo hábil para a discussão.

No entanto, foi marcada a primeira sessão extraordinária para apreciação das contas já para o dia 21, quinta-feira, às 11h, e a segunda sessão extraordinária para o dia 25, após a sessão ordinária.

“Eu votei contra a prestação de contas de 2017 e, infelizmente, terei que votar contra a de 2018 pelos mesmos e não sanados motivos, a ineficiência no recebimento de recursos da saúde do Governo Federal. Na administração Francis, o seu pior desempenho é em receber recursos da saúde, o que se reflete na falta de atendimentos” afirmou.

E, continuou “falei em 2017, por exemplo, sobre a falta de repasses da Atenção Farmacêutica, de mais de meio milhão por ano, e nada, absolutamente nada foi feito. O pior é que em 2018 continuamos sem receber o recurso e em 2019 também, como se fôssemos uma cidade rica em que todos pudessem comprar remédios”.

Leia mais:   Projeto estabelece descarte correto de máscara e outros EPIs

E, concluiu “prestação de contas não é só como se gasta, mas também como se recebe os recursos. Para cobrar do povo, a prefeitura é um leão. Para atender às exigências do SUS e receber do Ministério da Saúde, é um gato morto”.

Assessoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   PL institui a política de prevenção e enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

OMS decide retomar pesquisas com cloroquina

Publicado

METROPOLES

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta quinta-feira (04/06), que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

O trabalho havia sido suspenso na semana passada depois que os resultados de uma pesquisa com 96 mil pacientes foram publicados na revista científica The Lancet. Segundo os pesquisadores, o medicamento não tinha eficácia contra a Covid-19 e aumentava o risco de arritmia cardíaca e morte.

Porém, nesta segunda (02/06), a publicação científica anunciou em editorial que os resultados passariam por auditoria e que os editores estariam “preocupados”.

Nos bastidores, governo admite que novo protocolo da cloroquina “fracassou”. Mais de 3.500 pacientes em 35 países farão parte do ensaio clínico da OMS. Segundo Soumya Swaminathan, cientista-chefe da entidade, não há evidência de que qualquer remédio diminua a mortalidade em pacientes com coronavírus.

Ela reforçou que a OMS não está fazendo uma recomendação acerca do uso da medicação, e sim autorizando investigações para descobrir se a cloroquina funciona ou não contra a doença.

Comentários Facebook
Leia mais:   Deputado Claudinei participa da entrega de viaturas para 2° Comando do Corpo de Bombeiros Militar de MT
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana