Connect with us

Assessoria

A prefeitura de Cáceres, continua avançando significativamente no seu propósito de regularização fundiária urbana, por meio do Reurb. Nos dias 19 e 20 de maio, quinta e sexta-feira, respectivamente, foram  protocolados junto ao cartório de registro de imóveis, mais de 300 Certidões de Regularização Fundiária – CRFs.

Segundo o secretário municipal de Planejamento, Jerônimo Gonçalves, esta é uma fase muito importante dentro do processo. Ele ajuizou que   para se chegar até aqui, muitas ações tiveram que ser efetuadas e em breve mais 300 famílias receberão suas escrituras definitivas, trazendo segurança jurídica aos imóveis.

“Os imóveis estão situados nos núcleos do Jardim das Oliveiras, Jardim Imperial e Grande Paraíso”, informou Gonçalves.  Ele destacou o empenho e dedicação da equipe técnica e administrativa do Reurb, que não tem medido esforços nesta causa social relevante.

O secretário ainda frisou a parceria do cartório do 1º ofício, que com muito comprometimento e competência nesta causa, tem sido fundamental na celeridade e entrega das escrituras. A prefeita Eliene Liberato Dias comemorou mais este avanço e disse que sua administração está empenhada para que o maior número de pessoas com imóveis irregulares possam regularizar seus bens.

Leia mais:   Gefron apreende 202 kg de cocaína em Porto Esperidião

Eliene também conclamou os moradores com imóveis irregulares a aderirem o Programa de Regularização Fundiária Urbana de Cáceres (Reurb) e pontuou que esse é um grande projeto social da prefeitura de Cáceres, pois traz tranquilidade ao cidadão ao oportunizar a legalização e a garantia do seu imóvel.

“Quero convidar os moradores do residencial Bem viver, Chácara Boa Fé, Jardim das Oliveiras Cibrazem, Loteamento Popular, Jardim União, São José, Panorama, Grande Paraiso, Nova Era, Vila irene( moradores que residem próximo a escola e o canal) e Jardim  Imperial, áreas, que procurem  O REURB na prefeitura e façam seus cadastros. Nossa equipe está à disposição para quaisquer informações do programa”, concluiu a prefeita Eliene.

Esdras Crepaldi

 

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Prefeitura anuncia inscrições para os jogos de praia do 39º FIPE

Published

on

Por – Esdras Crepaldi

A Praia do Daveron é um lugar especial da Baia de Cáceres. Um dos cartões de visita da cidade, local de lazer muito frequentado pela população cacerense. Banhos, pescarias, atividades físicas e jogos, fazem parte do cotidiano deste maravilhoso complexo.

Todos os anos, os jogos de praia, inseridos na programação oficial do Festival Internacional de Pesca Esportiva, acontecem ali e movimentam ainda mais o FIPE. Com um colorido todo especial, atletas e banhistas se misturam e lotam as areias da praia.

Este ano, mais uma vez, a Secretaria de Esportes, parceira do Festival, preparou uma grande programação esportiva para o espaço.

O Coordenador de Esportes Cristiano Neves, anunciou que a partir desta terça-feira, 28/06, as inscrições para as modalidades de vôlei de praia, hand beach, futebol de areia e beach tênis masculino e feminino, e futevôlei masculino e misto, podem ser feitas na sede da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, na Prefeitura de Cáceres.

“Façam suas inscrições, teremos premiações em dinheiro, troféus e medalhas”, incentivou Cristiano.

Leia mais:   Protesto de professores em greve pode comprometer possível eleições de Tulio e Valdeníria (Vídeo)

Já o secretário de Turismo, Cláudio Henrique Donatoni, disse que os jogos de areia dão vida ao FIPE, movimentam a praia do Daveron  e esquentam ainda mais as emoções do Festival de Pesca.

“O FIPE integra todas as secretarias da prefeitura e proporciona diversas atividades esportivas, culturais e ambientais. Os jogos de praia estão inseridos na programação oficial do evento. Agradeço toda equipe da Secretaria de Esportes e Lazer pela parceria e coordenação desses jogos”, reconheceu Cláudio Henrique.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Brasil já tem 17 casos confirmados de varíola dos macacos e imunologista dá dicas de como se prevenir da doença

Published

on

Da Redação
     Depois da pandemia da COVID-19, o mundo entra em alerta mais uma vez. A Monkeypox, ou varíola dos macacos, já tem casos confirmados em mais de 30 países. Aqui no Brasil, 17 pessoas testaram positivo para a doença.     A varíola dos macacos não é uma doença nova. A transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com o animal, com humano infectado ou com material corporal humano com o vírus. Portanto, contato pessoal com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados ajudam a transmissão.      As lesões se iniciam pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo e genital, formando erupções cutâneas e bolhas com pus. A transmissão só termina quando a crosta desaparece. Além das lesões, a doença gera sintomas como febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.     “Já temos vários casos confirmados no Brasil. É importante ficar atento aos sintomas e às lesões, que começam no rosto. O isolamento deve ser imediato, assim como o mapeamento das pessoas que tiveram contato com o doente. A liberação do paciente só pode acontecer após o desaparecimento das lesões”, explica Luiz Werber-Bandeira, imunologista/alergista e docente do IDOMED.

Patrícia Belarmino

(67) 9 9221-3227
Comentários Facebook
Leia mais:   Protesto de professores em greve pode comprometer possível eleições de Tulio e Valdeníria (Vídeo)
Continue Reading

Mais Lidas da Semana