conecte-se conosco


Destaque

Representante da ACEC diz que “o cavalo está passando encilhado pela terceira vez, não podemos deixar escapar essa oportunidade”

Publicado

Representante da Associação Comercial e Empresarial de Cáceres (ACEC), Valdinei Felix disse que a princípio tinha algumas dúvidas sobre a viabilidade do projeto, mas, agora, está consciente de que será a melhor obra que a cidade poderia ter. Ele recorreu a um antigo ditado popular para comparar a situação do momento sobre o projeto.

“O cavalo está passando encilhado pela terceira vez. Se perdermos essa oportunidade será difícil encontrar outra” afirmou lembrando que o município perdeu a oportunidade de realizar as obras de coleta e tratamento de esgoto em duas oportunidades no governo Lula, na administração do ex-prefeito Tulio Fontes.

“Perdemos a oportunidade de fazer essa obra por ocasião do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC I e PAC II), no governo Lula. Naquela época havia recursos públicos para esse tipo de obra” diz acrescentando que  “vamos ter que pagar tanto se fosse pelo governo federal, quanto pelo financiamento. Temos que ter a consciência que hoje não existe nada de graça” afirmou

            Na opinião do empresário Claudio Oliveira, está errado quem diz que, a execução do projeto da rede de esgoto vai causar aumento de 100% na tarifa de água. “Isso não é verdade. Hoje temos órgãos controladores cuja missão é, exatamente, controlar esse tipo de cobrança” afirma o empresário elencando uma série de benefícios que irão advir do projeto.

Leia mais:   CDL de Pontes e Lacerda é declarada de utilidade pública

“Vamos melhorar os nossos índices educacionais. As nossas crianças dificilmente faltarão aulas por doenças e automaticamente vamos gastar menos com medicamentos. Vamos melhorar os nossos índices econômicos porque os municípios que tem esgoto tratado são mais valorizados e o provo tem melhor qualidade de vida” explicou.

O comerciante Jaime Ferreira, representante do Rotary Clube disse que “não dá para entender a atitude de alguns vereadores. O tratamento do esgoto é o sonho de qualquer cidade. Essas pessoas tem que parar com esse mimimi. Esses vereadores deveriam era dar uma moção honrosa ao prefeito por estar viabilizando um projeto dessa importância para nossa cidade”.

O protético Geraldo Leão pediu: “peço, encarecidamente, à todos os vereadores para que aprovem esse projeto. São poucas cidades que tem o privilégio de ter uma oportunidade de financiamento como esse. Sabemos que é um projeto de alto custo, mas é um custo que irá trazer inúmeros benefícios. Eu creio que, daqui há alguns anos, cidades que não tiverem rede de esgoto tratado não irão sequer receber recursos do governo federal”.

Leia mais:   Assembleia Social finaliza projeto de psicoterapia na Escola Estadual Fenelon Müller

O engenheiro Adilson Reis, disse que o projeto se reveste de fundamental importância. Relembrou que estudos da Organização das Nações Unidas apontam que com cada R$ 1 real investido no tratamento do esgotamento sanitário economiza-se R$ 4 reais, na melhoria da saúde pública. Doutor Adilson estará fazendo uma esclarecimento sobre a viabilidade do projeto, momentos antes da sessão, na segunda-feira.

Editoria

Comentários Facebook

Destaque

Francis deverá substituir Claudio Henrique na presidência do PSDB

Publicado

O prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) pode assumir a presidência do partido. Ele deverá substituir o vereador Claudio Henrique Donatoni, que renunciou a presidência, no final do mês de novembro. “Mantivemos contato com os dirigentes regionais do partido, para definir sobre a formação de nova diretoria. Não podemos deixar o partido acéfalo, por muito tempo, no ano véspera das eleições municipais”.

Explicou que, com a filiação da vice-prefeita Eliene Liberato Dias, no PSB e a renúncia do vereador Claudio Henrique, o partido ficou, praticamente, sem lideranças. Dai, segundo ele, a intenção de dirigir a legenda.

A proposta, de acordo com o prefeito, será realizar uma campanha de filiação, ainda no início do próximo ano. Adiantou que, alguns vereadores, já acenaram com a possibilidade de se filiar. “Muitas pessoas estarão se filiando. Até mesmo alguns vereadores já manifestaram esse interesse, mas estão aguardando a saída do vereador Claudio Henrique e da vereadora Valdeníria Dutra, para decidir”.

Renúncia

O vereador Claudio Henrique renunciou a presidência do PSDB, durante uma sessão na Câmara Municipal, no final do mês de novembro. Se referindo ao prefeito, ele disse que, não poderia permanecer na presidência de um partido em que o filiado mais importante age, totalmente, em divergência com o pensamento dos vereadores que o ajudaram a eleger.

Leia mais:   Projeto de saneamento básico irá contemplar todos os bairros da cidade

“Não poderia continuar na presidência de um partido em que o filiado mais importante não está em consonância com a opinião das pessoas, e, principalmente, dos vereadores que o ajudaram a eleger. Ele (prefeito) adotou uma postura onde só a verdade dele pode prevalecer. Não respeita a opinião de ninguém” diz afirmando que, entregou a presidência, mas irá continuar no partido.

Antiga filiada da legenda tucana, a vereadora Valdeníria, segue a mesma linha de raciocínio do colega Claudio Henrique. Afirma que pretende deixar o PSDB, pelos mesmos motivos. No quinto mandato de vereadora, Valdeníria é apontada como uma grande liderança. Cogitou-se, inclusive, o lançamento de sua pré-candidatura a vice-prefeita na chapa encabeçada pela vice-prefeita Eliene.

“O meu desejo é sair, mas vou aguardar o momento certo. Não posso permanecer no partido. Se eu ficar o prefeito vai me fritar”. Com a votação de 9.440 votos nas eleições para deputado estadual, a maior número de votos dos candidatos, em Cáceres, Valdeníria diz que vem recebendo convites de vários partidos para se filiar entre eles DEM, Podemos, PMDB e Solidariedade.

Leia mais:   TSE decide cassar Selma Arruda e convocar nova eleição para o Senado em Mato Grosso

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

SEGURANÇA PÚBLICA: Sérgio Moro recebe Dr. Leonardo para discutir ações na fronteira de MT

Publicado

Em reunião com o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, nesta terça-feira (10.12), o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) elogiou a atuação da pasta e pediu atenção especial a Cáceres (MT) na política nacional de fortalecimento das regiões de fronteira. O parlamentar, assim que assumiu o mandato, declarou apoio ao Pacote Anticrime de Moro e vem apoiando as medidas contra a corrupção.

Conforme relatou Dr. Leonardo ao ministro, o município, que faz divisa com a Bolívia, conta com a Delegacia Especial de Fronteira (Defron), inaugurada em 2017. O local, que foi montado para funcionar como uma agência de inteligência integrada com os órgãos estaduais como Polícia Civil, Polícia Militar e Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e instituições federais como a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, precisa de mais investimentos.

“Cáceres é cidade estratégica para Mato Grosso e para o Brasil no âmbito da segurança pública. O governo federal tem hoje uma política de melhoria da vigilância das fronteiras e de integração entre as forças públicas. Quero parabenizar o ministro Moro pela condução dos trabalhos. Ali na minha região, precisamos de esforços para diminuir a entrada de drogas, o contrabando de carros e todos os tipos de descaminho. Contamos com o ministro para nos ajudar”, afirmou Dr. Leonardo.

Leia mais:   CDL de Pontes e Lacerda é declarada de utilidade pública

Durante a audiência, Sérgio Moro lembrou que recentemente autorizou o uso da Força Nacional de Segurança Pública para o combate à criminalidade organizada na região, em conjunto com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Paralelamente, foi implantado o programa Vigia. Moro também observou o repasse de armas e equipamentos em 2019 e anunciou mais um repasse ao Estado, oriundo do Fundo Nacional de Segurança Pública. “Sabemos da importância de Mato Grosso, por isso estamos atentos”, disse Moro a Dr. Leonardo.

Pacote Anticrime – O parlamentar de Mato Grosso já havia se encontrado com Moro para discutir e manifestar apoio ao pacote anticrime, que consiste no conjunto de medidas que defende a segurança pública do País.  A proposta aprovada na Câmara adequa a legislação à realidade atual, dando mais agilidade no cumprimento das penas, tornando o Estado mais eficiente e diminuindo a sensação de impunidade.

Dr. Leonardo também pediu apoio para a aprovação do PL em Defesa da Saúde (PL 379/2019), de sua autoria. A proposta é vista pelo deputado como um importante aliado no combate à corrupção na saúde. Ela altera a Lei das Licitações (Lei nº 8.666/1993), a Lei que trata das organizações criminosas (Lei nº 12.850/2013) e a Lei da Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/1992) para agravar a pena por ato ilícito que tenha causado prejuízo à saúde pública.

Leia mais:   Orquestra Sinfônica da UFMT é homenageada na ALMT pelos 40 anos

 

Jardel P. Arruda
Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(65) 99267 9309

Jean Campos

Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(61) 99967-1232
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana