conecte-se conosco


Destaque

Hospital São Luiz recebe habilitação para receber R$ 720 mil para combater coronavírus

Publicado

O Governo Federal liberou a habilitação para o Hospital São Luiz, de Cáceres, receber até R$ 720 mil para combater a pandemia de coronavírus. A liberação foi publicada no Diário Oficial da União do dia 18 de maio,  na portaria 1.236, apó aprovação da Medida Provisória 940/2020. O deputado federal Dr. Leonardo, que indicou a unidade para receber os recursos, comemorou a ação.

“Esses recursos são fruto de muito trabalho e cobrança diária. Mato Grosso receberá R$ 37,872 milhões e conseguimos fazer essa verba não ficar só na Capital, mas também ser distribuída no interior. Aí eu destaco o Hospital São Luiz, da minha querida Cáceres, pelo qual venho lutando para que não feche as portas e continue como uma referência na Região Oeste e Sudoeste”, afirmou Dr. Leonardo.

A possibilidade dessa habilitação foi criada com a aprovação da MP 940/2020, pela qual o médico e deputado Dr. Leonardo trabalhou na Câmara. O parlamentar também fez uma série de indicações ao Governo Federal para tratar a unidade de saúde, junto com outras unidades do interior do Estado, como prioridade no recebimento dos recursos, a fim de não concentrar os serviços em Cuiabá.

Leia mais:   Lojas do Grupo Juba aceitam pagamentos do auxílio emergencial em débito digital

O Hospital São Luiz de Cáceres e o Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito de Tangará da Serra receberam habilitação exclusivamente para atender pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) adultas, por possuírem somente esse serviço habilitado junto ao Ministério da Saúde.

Já o Pronto-Socorro de Cuiabá, Hospital São Benedito, Hospital Universitário Julio Muller,  Santa Casa de Cuiabá, Santa Casa de Rondonópolis, o Hospital Regional Irmã Elza Geovanella, Hospital Antonio dos Santos Muniz, Hospital Metropolitano, Hospital Regional de Sinop, Pronto-Socorro de Barra do Garças, Hospital Hideo Sakuno e Hospital Regional de Sorriso foram habilitados para atender UTIs adultas e infantis.

“Continuo a cobrança junto ao Governo Federal para a liberação da emenda de bancada, a qual destinou uma verba de R$ 3 milhões para o Hospital São Luiz justamente para conseguir abrir  serviço de UTI infantil e cadastrar junto ao Ministério da Saúde. Tenho confiança de que o ministro interino Eduardo Pazuello terá sensibilidade, junto com o presidente Jair Bolsonaro, de liberar esse recurso que irá atender a população de toda Região Sudoeste e Oeste de MT”, afirmou.

Jardel P. Arruda
Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   Adriano sofre parada cardíaca e será transferido em UTI aérea para Cuiabá

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

OMS decide retomar pesquisas com cloroquina

Publicado

METROPOLES

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta quinta-feira (04/06), que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

O trabalho havia sido suspenso na semana passada depois que os resultados de uma pesquisa com 96 mil pacientes foram publicados na revista científica The Lancet. Segundo os pesquisadores, o medicamento não tinha eficácia contra a Covid-19 e aumentava o risco de arritmia cardíaca e morte.

Porém, nesta segunda (02/06), a publicação científica anunciou em editorial que os resultados passariam por auditoria e que os editores estariam “preocupados”.

Nos bastidores, governo admite que novo protocolo da cloroquina “fracassou”. Mais de 3.500 pacientes em 35 países farão parte do ensaio clínico da OMS. Segundo Soumya Swaminathan, cientista-chefe da entidade, não há evidência de que qualquer remédio diminua a mortalidade em pacientes com coronavírus.

Ela reforçou que a OMS não está fazendo uma recomendação acerca do uso da medicação, e sim autorizando investigações para descobrir se a cloroquina funciona ou não contra a doença.

Comentários Facebook
Leia mais:   Carros apreendidos e sem procedências poderão reforçar frota da segurança pública
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana