conecte-se conosco


Destaque

Quatro cidades lideram o ranking Mato-grossense de tênis

Publicado

Cuiabá, Nova Mutum, Sinop e Campo Verde conduzem as principais posições no ranking do Circuito Estadual de Tênis. Rivaldo Barbosa, Gabriel Santos, Matheus Dreher, Fabiano Alves e Bryan Kuntz, dentre outros, são os representantes melhor classificados. E alguns deles já estão inscritos para a 7ª etapa do Circuito Estadual, que ocorre de 20 a 22 de maio, na Academia Ace Tênis, em Primavera do Leste (245 km da capital).

Rivaldo Barbosa, tenista cuiabano de 47 anos, é o líder da principal categoria da modalidade, a 1ª Classe, com 290 pontos. A campanha dele está com 63,6% de aproveitamento, foram 11 partidas e sete vitórias. No último jogo que disputou sofreu uma forte derrota para Fabiano Alves, na final da 5ª etapa, realizada em abril, no município de Sinop, por dois sets a zero e parciais de 6/0 e 6/1. Barbosa já está inscrito para a 7ª etapa, em que tentará manter o status.

Gabriel Santos, um cuiabano de 19 anos, está empatado na segunda posição da 1ª Classe com outros dois tenistas com 180 pontos. Ele tem 85,7% de aproveitamento, com sete confrontos e seis vitórias. Essa porcentagem conta também com uma participação na 1ª etapa da Seletiva Regional Correios – Centro Oeste, certame da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Santos não tem ingressado em todas as fases do estadual por disputar torneios nacionais.

Leia mais:   Comando de Fronteira Jauru/66º Batalhão de Infantaria Motorizado vem auxiliando na vacinação do Covid-19

Empatados com Santos em segundo lugar estão Matheus Dreher e Fabiano Alves. Dreher, de 25 anos e da cidade de Nova Mutum, está com 100% de aproveitamento. Disputou a 3ª etapa do circuito estadual, ao qual venceu numa final contra Rivaldo Barbosa por dois sets a zero e parciais de 6/4 e 6/3. E Fabiano Alves, um sinopense de 24 anos, também com 100% de aproveitamento com três duelos vencidos. Ele venceu Barbosa na final da 5ª etapa.

Logo depois está Bryan Kuntz, tenista de 13 anos e de Campo Verde, na quinta posição do ranking estadual com 160 pontos na 1ª Classe. Kuntz tem 75% de aproveitamento com 32 partidas feitas e 24 vencidas. Possui essa grande quantia de jogos por disputar em duas categorias do circuito estadual e também certames nacionais. Kuntz faturou o troféu de bronze, no dia 07 de maio, da 2ª etapa Seletiva Regional Correios – Centro Oeste. O garoto está com a corda toda.

Atrás dos cinco melhor classificados estão Lucas Lima, cuiabano de 30 anos, na 6ª posição com 120 pontos. Seguido por quatro empatados no sétimo lugar com 80 pontos, Mário Meira, de 37 anos e de Cuiabá, Tiago Castro, de 30 anos e de Sinop, Matheus Denti, de 20 anos e de Cuiabá, e Pedro Junior, de 38 anos e de Sinop. Lucas Lima foi o vice-campeão estadual geral do ano passado (2015). E, neste ano, recuperado de uma lesão, deve voltar ao topo da Classe.

Leia mais:   Unemat lamenta a morte de fundadora da Instituição e decreta luto oficial

 

Comentários Facebook

Campeonato Brasileiro de Futebol

Cuiabá sobe para a série A pela primeira vez e rede hoteleira prevê movimento no setor após o fim da pandemia

Publicado

G1 MT

A ascensão do Cuiabá Esporte Clube para a série A do campeonato brasileiro pela primeira vez e um possível fim da pandemia com a chegada das vacinas podem reaquecer o turismo na capital e na rede hoteleira a partir deste ano.

Apesar de ter pedido o jogo por 3 a 1, o Cuiabá subiu para a série A, porque o CSA empatou com o Brasil – RS numa partida realizada um pouco antes.

A diretora de marketing da rede de Hotéis Mato Grosso, Adriana Aires, disse que o grupo está otimista com essa nova fase do time no estado.

“Isso representa mais jogos na nossa capital e mais movimento em toda rede hoteleira, aquecendo a economia e os negócios”, ressaltou. No entanto, ainda não é possível fazer uma estimativa precisa do impacto financeiro para o turismo.

Além disso, ela destaca que com a imunização da população por meio da vacina, consequentemente, chegará também o fim da pandemia e um movimento maior na capital.

“O Cuiabá poderá jogar contra grandes times brasileiros que têm torcidas fortes em todo o estado. Isso fará com que os torcedores do interior tenham a oportunidade de ver seus times atuando ao vivo e aproveitarem para passear pela Baixada Cuiabana. Além disso, torcidas organizadas de todo o país também podem vir para a capital”, explicou.

Em relação à recuperação do turismo neste ano, Jefferson vê com cautela a movimentação dos turistas. Para ele, esta retomada será gradual e os números só melhorarão significativamente em 2022.

“Temos uma campanha de vacinação em andamento, mas não sabemos quando ela será finalizada. Ainda vivemos uma pandemia e precisamos tomar todos os cuidados. Não acredito em um novo lockdown, mas em algumas restrições que visam preservar a saúde da população. Por isso, 2021 será um ano melhor que o anterior, mas ainda não retornaremos à movimentação que tínhamos pré-pandemia”, ressaltou.

Cuiabá Esporte Clube

De 2006 a 2008 por falta de recursos, o Cuiabá anunciou o licenciamento de suas atividades. Em 2009, o time retornou ao cenário do futebol disputando a segunda divisão e conquistando o vice-campeonato. Em 2003, ganhou o primeiro título do campeonato mato-grossense.

Já em 2014, o Cuiabá foi a final novamente, dessa vez contra o recém-promovido para a série B, Luverdense. As duas partidas foram vencidas pelo Dourado por 1 x 0.

Desde então, a equipe tem trabalhado para levar o tima à elite do futebol.

Neste ano, conquistando o 3° lugar no Brasileirão série B, o Dourado disputará o campeonato Brasileiro série A.

Faz 35 anos que Mato Grosso não tem sequer um representante na primeira divisão nacional. A última vez que isso aconteceu foi em 1986, com o Operário.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Comando de Fronteira Jauru/66º Batalhão de Infantaria Motorizado vem auxiliando na vacinação do Covid-19

Publicado

Assessoria

Comando de Fronteira Jauru pode prestar apoio logístico ao Secretaria Especial de Saúde Indígena durante o processo de vacinação.

O Comando de Fronteira Jauru/66º Batalhão de Infantaria Motorizado – Batalhão General José Miguel Lanza, juntamente com o 3° Batalhão de Aviação do Exército (BAvEx) e de integrantes do 13º Pelotão de Polícia do Exército vem atuando cumprindo missões de comando, controle e logística em apoio à SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) na atividade de vacinação nas áreas indígenas.

As atividades iniciaram no dia 21 de janeiro com apoio nos deslocamentos e no transporte de vacinas para terras indígenas no estado de Mato Grosso.

No dia 22 de janeiro iniciou a fase de execução da vacinação, onde o Comando de Fronteira Jauru pode prestar apoio logístico ao Secretaria Especial de Saúde Indígena durante o processo de vacinação.

O deslocamento para as comunidades indígenas isoladas de difícil acesso ocorrem com o apoio de aeronaves do 3° Batalhão de Aviação do Exército (BAvEx).

Leia mais:   Cáceres recebe 955 vacinas, mas precisa de 10 mil só para quem está na linha de frente do coronavírus

O Comando de Fronteira está atuando em 4 regiões e nas seguintes terras indígenas: Chiquitanos (região de Fortuna); Vale do Guaporé, Kithaulu e Cerrado (região de Comodoro); Aterradinho e Perigara (região Pantanal); Halataikwa, Kolinakwa, Manoki e Myky (região de Brasnorte).

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana