conecte-se conosco


Cáceres e Região

Quase três mil candidatos se inscreverem para o concurso Público da Aguas do Pantanal

Publicado

Dois mil novecentos e sessenta e sete candidatos se inscreveram para concorrer a vários cargos efetivos, em diversas áreas, do concurso público da Autarquia Águas do Pantanal, que ocorre neste domingo, em Cáceres. Ao todo serão ofertadas 30 postos de trabalho. A maior procura foi para Assistente Administrativo. 1.994 candidatos se inscreveram para disputar 6 vagas. Um percentual de 332 candidatos por vaga.

A menor procura foi para o cargo de Técnico de Eletromecânica. Apenas três candidatos estarão concorrendo a uma vaga.  A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) será a responsável pela a realização do certame. Para os cargos de nível médio, a previsão de início da prova será às 8h10 com término às 12h10 e para os cargos de nível superior, as provas ocorrerão no período vespertino, com início previsto para as 15h10 e término às 19h10.

Foram disponibilizadas duas vagas para Portadores de Necessidades Especiais (PNE). As provas serão realizadas na Unemat, campus da Cavalhada; Escola Estadual Esperidião Marques; Natalino Ferreira Mendes, Demétrio Costa Pereira, União e Força e José Rodrigues Fontes.

Leia mais:   Adriano sofre parada cardíaca e será transferido em UTI aérea para Cuiabá

O candidato deve chegar ao local de provas, com pelo menos, uma hora de antecedência, portando documento oficial com foto e caneta esferográfica azul ou preta. Eventuais recursos, de acordo com o edital, deverão ser feitos no prazo de dois dias após a prova (dias 15 e 16). O resultado final sairá no dia 31 de outubro. Será divulgado pelo site do www.UFMT.br/concursos. E ainda no Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios de Mato Grosso.

De acordo com o diretor da Autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete Costa, a intenção será convocar os aprovados para tomarem posse até no final do ano. Explicou ainda que todo processo para realização do concurso foi feito dentro da legalidade. Tanto é que contratou a UFMT que tem muito experiência e comprovada seriedade em realização desse tipo de trabalho.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   Grupo Juba doa mudas de árvores no dia do meio ambiente

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

OMS decide retomar pesquisas com cloroquina

Publicado

METROPOLES

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta quinta-feira (04/06), que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

O trabalho havia sido suspenso na semana passada depois que os resultados de uma pesquisa com 96 mil pacientes foram publicados na revista científica The Lancet. Segundo os pesquisadores, o medicamento não tinha eficácia contra a Covid-19 e aumentava o risco de arritmia cardíaca e morte.

Porém, nesta segunda (02/06), a publicação científica anunciou em editorial que os resultados passariam por auditoria e que os editores estariam “preocupados”.

Nos bastidores, governo admite que novo protocolo da cloroquina “fracassou”. Mais de 3.500 pacientes em 35 países farão parte do ensaio clínico da OMS. Segundo Soumya Swaminathan, cientista-chefe da entidade, não há evidência de que qualquer remédio diminua a mortalidade em pacientes com coronavírus.

Ela reforçou que a OMS não está fazendo uma recomendação acerca do uso da medicação, e sim autorizando investigações para descobrir se a cloroquina funciona ou não contra a doença.

Comentários Facebook
Leia mais:   OAB, UCAM e Observatório Social são contra redução do número de vereadores proposto pela bancada do PTB
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana