conecte-se conosco


Estadual

Professores criticam proposta, mas decidem na 2ª se mantém greve em MT

Publicado

Sintep afirma que documento não apresenta nada de concreto para encerrar a paralisação

O Sindicato dos Profissionais do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) encaminhou nesta quarta-feira (05.06) o documento enviado pelo governo Mauro Mendes, com as propostas às reivindicações da categoria, para a base. O conteúdo será analisado nas Assembleias locais e o resultado trazido pelos delegados para o Conselho de Representantes, dias 8 e 9 de junho. A deliberação final será feita na Assembleia Geral, dia 10, a partir das 14h, na Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá.

Na avaliação geral, o documento apresentado traz uma justificativa ampliada dos argumentos apresentados pelo governo, em três reuniões anteriores. A proposta não trouxe nada de novo, conforme esclareceu o secretário de finanças do SIntep/MT, Orlando Francisco. “O governo apenas reafirma a impossibilidade de cumprir o direito dos servidores devido o limite prudencial, e a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse.

Conforme o dirigente, o governo se esforça por apontar as despesas do estado, com o limite de gastos com pessoal, mas não traz incrementos de receitas ou esclarecimentos sobre o por que não cumpre o artigo 245 da Constituição Estadual, que ampliaria a arrecadação possibilitando margem para cumprir a Lei 510/2013, esclarece o dirigente.

Leia mais:   Governador apresenta balanço a prefeitos e demonstra que ações têm ajudado a consertar MT

Enquanto se avalia o documento, a greve continua. A Assembleia da próxima segunda-feira (10.06) dará o norte ao movimento. A categoria fará o debate coletivo e apresentará o posicionamento.

Folha Max

Comentários Facebook

Destaque

Unemat abre processo seletivo para contratação de 102 professores em diferentes câmpus

Publicado

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) abre processo seletivo para a contratação temporária e cadastro de reserva de 102 professores do Ensino Superior, para atuação nos câmpus de Alta Floresta, Barra do Bugres, Cáceres, Nova Mutum, Nova Xavantina e Sinop.

Os docentes contratados cumprirão jornada de trabalho de 20 horas semanais. A remuneração varia de acordo com sua titulação do docente, chegando a R$ 6.218,89 para profissionais com doutorado, R$ 5.029,17 para mestres e R$ 2.703,88 para graduados.

O período de inscrição e os requisitos variam conforme o seletivo. Os editais completos podem ser acessados clicando aqui.

Em Alta Floresta são 22 vagas e cadastro de reserva para áreas vinculadas à Faculdade de Ciências Biológicas e Agrárias. O período de inscrição deste edital é de 18 a 28 de novembro.

Barra do Bugres: há uma vaga de cadastro de reserva para Metodologia Científica, da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas. As inscrições podem ser efetuadas de 18 a 27 de novembro.

Cáceres: são quatro vagas para cadastro de reserva para a área do Direito. O período de inscrição vai de 22 de novembro a 02 de dezembro.

Leia mais:   Novos soldados da Polícia Militar começam a atuar nas ruas

Nova Mutum: há sete vagas de cadastro de reserva para as áreas de Matemática, Informática, Ciências Contábeis, Filosofia, Extensão Rural, Fitotecnia e Engenharia Agrícola, da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Agrárias. Inscrições de 18 a 28 de novembro.

Nova Xavantina: abertura de vagas temporárias e cadastro de reserva para 27 áreas vinculadas à Faculdade de Ciências Agrárias, Biológicas e Sociais Aplicadas. O período de inscrições encerra-se em 26 de novembro.

Já em Sinop estão abertos três editais. O Edital n. 041/2019, da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas, oferta vaga para a área de Contabilidade Privada e cadastro de reserva para mais três áreas. Período de inscrição: 21 a 29 de novembro.

Sinop: a Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas oferta vagas e cadastro de reserva para 22 áreas. Inscrição para este edital de 22 de novembro a 2 de dezembro. Já a Faculdade de Educação e Linguagem abre cadastro de reserva para 16 áreas. As inscrições: de 22 de novembro a 02 de dezembro.

Em todos os editais inscrições devem ser feitas pela internet, no endereço: http://seletivos.unemat.br/.

Leia mais:   Servidor não pode ser microempreendedor individual

Danielle Tavares | Assessoria/Unemat

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Seminário abordará “Violência e Segurança Pública na Fronteira”

Publicado

Evento conta com apoio da Ouvidoria Geral de Polícia e terá participação do comandante do Comando Regional de Cáceres, coronel PM José Nildo de Oliveira, que comandou o Gefron até o outubro deste ano

Com foco na segurança pública da região de fronteira de Mato Grosso, o Núcleo Interinstitucional de Estudos da Violência e Cidadania (NIEVCi) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realizará o Seminário “Segurança Pública e Violência”. O evento ocorrerá nos dias 10 e 11 de dezembro, nos Institutos de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) e de Geografia, História e Documentação (IGHD).

A 10ª edição terá como tema principal “Violência e Segurança Pública na Fronteira Oeste do Mato Grosso – Brasil: tensões, conflitos e integração regional”. O evento conta com o apoio dos Programas de pós-graduação em Sociologia (PPGS), em Política Social (PPGPS) e Antropologia Social (PPGAS) e da Ouvidoria Geral de Polícia de Mato Grosso, vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

A programação inclui minicursos e apresentação de trabalhos, cujas inscrições podem ser feitas até o dia 08 de dezembro. No dia 10, logo após a abertura, às 20h, será realizada mesa-redonda com o tema “Segurança pública na fronteira e integração regional”, que contará com a participação do comandante do Comando Regional de Cáceres, coronel PM José Nildo de Oliveira, que comandou o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), até o outubro deste ano.

Leia mais:   Novos soldados da Polícia Militar começam a atuar nas ruas

“O Seminário tem como objetivo refletir sobre a questão da violência na fronteira do estado de Mato Grosso e temas transversais, como a questão da soberania de território, o espaço-território, a circulação de pessoas e mercadorias, os mercados (i) legais e como as cidades da faixa de fronteira sofrem os reflexos dessa problemática”, explica o coordenador do NIEVCi, professor Francisco Xavier Freire Rodrigues.

Serão abordados ainda os temas “Violência e conflitualidades”; “Fronteiras, tensões, conflitos e integrações”; “Criminologia e diretos humanos”; “Violência, gênero e emoções”, entre outros.

A programação completa pode ser conferida aqui. Mais informações para inscrição nas atividades e submissão de trabalhos podem ser obtidas na página do evento.

Dúvidas podem ser sanadas pelo e-mail nievici16@gmail.com. (Com informações da assessoria da UFMT)

Nara Assis | Sesp-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana