conecte-se conosco


Estadual

Prefeitos e prefeitas vão eleger a nova diretoria da AMM

Publicado

A eleição será na próxima sexta-feira, 7 de dezembro, no auditório da AMM, com duas chamadas, sendo as 9h e as 9.30h. Para votar os prefeitos devem estar associados e adimplentes com a instituição. Duas chapas se inscreveram para concorrer à eleição da nova diretoria da Associação Mato-grossense dos Municípios, conforme publicação no Jornal Oficial dos Municípios.  A Chapa “Municípios Unidos AMM Forte” é  encabeçada pelo atual presidente, Neurilan Fraga. A chapa “AMM mais forte e Transparente” é encabeçada pelo prefeito  de Araguainha, Silvio José de Moraes Filho. Cada chapa integra 18 prefeitos para a diretoria executiva, conselho fiscal e presidente de honra.

A comissão eleitoral que irá conduzir o pleito, é presidida pelo prefeito de Rosário Oeste, João Antonio da Silva Balbino. Ele informou que a nova diretoria será escolhida de forma democrática, através do voto dos seus membros aptos a votar. Os pedidos de registros das chapas foram analizados pela comissão formada pelos prefeitos de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva; Juara, Altir Peruso; Salto do Céu, Wemerson Prata e de  Arenápolis, José Mauro de Figueiredo.

Leia mais:   Desfile de crianças que aguardam adoção é alvo de críticas em MT; evento dá chance a jovens tidos como 'invisíveis', diz organização

A posse da diretoria eleita, será realizada somente em janeiro, quando encerrará o mandato da atual gestão à frente da AMM.

 

Histórico

A Associação Mato-grossense dos Municípios foi  fundada em 04 de maio de 1983, surgiu da necessidade de se criar uma entidade que congregasse e defendesse os interesses dos municípios, atuando junto aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e também para liderar as lutas municipalistas.

Entre os objetivos da AMM estão a prestação de serviços técnicos para as prefeituras, assistência jurídica e administrativa, auxilio na elaboração de planos de desenvolvimento e também na elaboração de projetos de engenharia, além de promover eventos para debater os problemas inerentes aos municípios, entre outras ações.

O primeiro presidente foi Anildo Lima Barros, então prefeito de Cuiabá. Ele foi sucedido pelos seguintes prefeitos: Darcy Capistrano, de Diamantino; Fausto Faria, de Rondonópolis; Evaldo Leite, de Colíder; João Batista Alves, de Barão de Melgaço; Aparecido Briante, de São José do Rio Claro; Hélio Brandão, de Jangada; Vilceu Marchetti, de Primavera do Leste; Jair Benedetti, de Comodoro; Érico Piana, de Primavera do Leste; Ezequiel Fonseca, de Reserva do Cabaçal; Cidinho Santos, de Nova Marilândia; Pedro Ferreira, de Jauru; Meraldo Figueiredo Sá, de Acorizal,  Valdecir Colle, de Juscimeira e Neurilan Fraga, de Nortelândia.

Leia mais:   Professor que tentou ‘tirar demônio’ de aluna em convulsão é exonerado

Agência de Notícias da AMM

Comentários Facebook

Estadual

Professor que tentou ‘tirar demônio’ de aluna em convulsão é exonerado

Publicado

Assessoria

Sete anos depois de uma confusão, que terminou com uma estudante internada, o professor A.R.M., da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) em Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá) foi exonerado de sua função. Em uma aula no curso de Ciências Biológicas, o professor teria praticado bullyng contra uma aluna que teve convulsões. Ao tentar ajudar, ele afirmou que ela estava “com demônio no corpo” e que “tinha que tirar isso” dela, o que acabou machucando ainda mais a jovem.

A demissão foi publicada no Diário Oficial do Estado de 22 de maio. Inicialmente ele foi afastado de suas funções para que fosse realizado um processo administrativo disciplinar (PAD). A exoneração será contada a partir de 1º de junho de 2013.

Na época do ocorrido, testemunhas contaram que durante a aula o professor começou a debochar da aluna, então com 17 anos, sobre sua forma de se vestir e se comportar. A adolescente começou a passar mal e teve uma crise convulsiva, sendo segurada pelo docente, que alegava que “ela estava com Satanás no corpo”.

Leia mais:   Professor que tentou ‘tirar demônio’ de aluna em convulsão é exonerado

Outro jovem também passou mal na mesma aula e ficou por alguns dias em estado de confusão mental, com dificuldades de se lembrar do ocorrido e fala desconexa.

Foram as famílias dos dois estudantes que denunciaram a ação do professor, não só pelo bullyng, mas também pelo comportamento em relação à aluna em crise convulsiva, que foi presenciada por várias testemunhas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

Desfile de crianças que aguardam adoção é alvo de críticas em MT; evento dá chance a jovens tidos como ‘invisíveis’, diz organização

Publicado

Por Flávia Borges, G1 MT

Um desfile de crianças e adolescentes de 4 a 17 anos que aguardam adoção promovido em um shopping de Cuiabá nesta terça-feira (21) foi alvo de críticas nas redes sociais. A Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), que organizou o evento, defendeu a iniciativa, citando que ela promove a “convivência social” e “mostra a diversidade da construção familiar”.

O desfile, que aconteceu pela segunda vez e faz parte das ações ligadas à Semana da Adoção, foi feito em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT).

A realização foi autorizada pela juíza Gleide Bispo Santos, da 1ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá.

Ao G1, a presidente da Ampara, Lindacir Rocha, disse que o projeto dá aos jovens a oportunidade de integrar uma convivência social “em um mundo que os trata como se fossem invisíveis”.

Segundo ela, será realizada uma exposição fotográfica com as crianças e adolescentes, com o objetivo de mostrar também a diversidade da construção familiar por meio da adoção.

Em nota, a Ampara informou: “A OAB-MT e a Ampara repudiam qualquer tipo de distorção do evento associando-o a períodos sombrios de nossa história e reitera que em nenhum momento houve a exposição de crianças e adolescentes”.

O trecho é uma referência a críticas em redes sociais feitas pelo advogado e membro da Academia Mato-grossense de Letras Eduardo Mahon, que comparou o desfile às antigas feiras em que escravos era comercializados (leia mais abaixo).

“Crianças e adolescentes que desfilaram o fizeram na companhia de seus ‘padrinhos’ ou com seus pais adotivos. A realização do evento ocorreu sob absoluta autorização judicial conferida pelas varas da Infância e Juventude de Cuiabá e Várzea Grande, bem como o apoio do Poder Judiciário”, acrescenta o texto.

‘Adoção tardia’

Em novembro de 2016, quando a primeira edição do desfile foi realizada, dois adolescentes foram adotados.

Lindacir Rocha cita ainda a questão da adoção tardia, que faz com que sejam urgentes medidas como a Semana da Adoção, que tornam público o que ela considera um problema social.

O Relatório de Dados Estatísticos do Cadastro Nacional de Adoção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informa que, no Brasil, 8,7 mil crianças e adolescentes aguardam por uma família.

Shopping diz repudiar ‘objetificação de crianças e adolescentes’

Em nota, o shopping onde foi realizado o desfile afirma que repudia a objetificação de crianças e adolescentes e esclarece que o único intuito em receber a ação foi contribuir com a promoção e conscientização sobre adoção e os direitos da criança e adolescente com palestras e seminários conduzidos por órgãos competentes que possuem legitimidade no assunto.

O shopping afirma que a ação foi promovida pela Ampara em parceria com Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da OAB-MT e reitera que o evento contou ainda com o apoio do Ministério Público Estadual (MPE), Poder Judiciário de MT, governo estadual, Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania, Sindicato dos Oficiais de Justiça, Associação Nacional do Grupo de Apoio à Adoção e Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, além do Tribunal de Justiça do Mato Grosso.

Leia mais:   Professor que tentou ‘tirar demônio’ de aluna em convulsão é exonerado
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana