conecte-se conosco


Destaque

Prefeito demite secretários e fará fusão de secretarias

Publicado

A exemplo de anos anteriores, no final deste ano, o prefeito Francis Maris Crus (PSDB) fará mudanças no secretariado, começando o próximo ano, com novos nomes no staff e fusões em secretarias. Desta vez, a secretária mais antiga da administração, Nelci Eliete Longhi puxou a fila. Depois de sete anos, Nelci foi substituída, na secretaria de Fazenda e Planejamento, pelo advogado Gustavo Calábria. O próximo que deverá deixar a pasta será o assessor Especial do prefeito o advogado Maikon Carlos de Oliveira.

A informação é de que Maikon Oliveira pediu para sair. Francis não confirma. Porém, informações de interlocutores do gabinete, asseguram que outras “peças” do secretariado serão remanejadas até o final do ano. O que o prefeito se convenciona chamar de “reoxigenação”. “São mudanças que ocorrem em qualquer administração. É normal essa reoxigenação da máquina. Seja por questões econômicas seja por ajustes normais nas secretarias” assinala confirmando o pedido de demissão do assessor.

“Estamos avaliando alguns currículos de pessoas que podem substituir o assessor especial Maikon Oliveira que pediu para sair” disse lembrando que, a posse do secretário Gustavo Calábria substituto de Nelci Longhi deverá ocorrer na segunda-feira.

Leia mais:   Após mais de uma década, Governo retoma transplante de rins em Mato Grosso

Além de mudanças no secretariado, com a proposta de “enxugar” ainda mais a máquina pública, o prefeito irá realizar a fusão de algumas secretarias. A Secretaria de Fazenda, por exemplo, irá juntar-se com a de Finanças, tendo como titular a secretária Arly Monteiro Rodrigues. Outra fusão será a da Secretaria de Administração com a de Planejamento. Nesse caso, o secretário Gustavo Calábria, já entra no staff com status de supersecretário. Assim como Arly Rodrigues que irá comandar as finanças da administração.

A “reoxigenação da máquina” no final do ano é quase comum na administração do prefeito Francis Maris. Em 2017, ele exonerou a então secretária de Planejamento Marli Oliveira Assis e o então secretário de Administração Luiz Fernando. Em 2018, nesse mesmo período, foram exonerados o então secretário de Governo, Wilson Massahiro Kishi e o assessor Especial Átila Silva Gattass. No início do ano, também foi exonerado o secretário de Planejamento, Júlio da Semelc.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Destaque

Adriano será candidato do Democratas à sucessão em Cáceres, diz Fábio Garcia

Publicado

Dois nomes já estão definidos como pré-candidatos à sucessão do prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) em Cáceres: o da vice-prefeita Eliene Liberato Dias (PTB) e do professor Adriano Silva (DEM). A pré-candidatura da vice-prefeita Eliene Dias já é conhecida desde o ano passado. A de Adriano Silva foi confirmada, com exclusividade, ao Jornal Expressão, pelo presidente do diretório estadual do Democratas, deputado Fábio Garcia.

Presidente da legenda, Garcia entrou em contato com a redação do Jornal Expressão para “esclarecer” a informação da matéria veiculada, na edição do último domingo, intitulada: “Nome do candidato do grupo do governador à sucessão em Cáceres deverá sair de pesquisa”.

“Em realidade, na última reunião da executiva do partido, realizada no mês de dezembro, definimos alguns projetos prioritários para o Democratas para este ano. Dentre eles, está o das eleições municipais em Cáceres, onde teremos candidatura própria e seremos representados no pleito pelo ex-deputado Adriano Silva” diz Garcia acrescentando que “esta é uma decisão já tomada pelo partido. E, portanto, o Adriano tem todo apoio e respaldo na construção desse projeto”.

Leia mais:   Mesa Diretora lamenta falecimento de Benedito Botelho, pai do presidente da AL

A confirmação de Adriano Silva, como pré-candidato do DEM do governador Mauro Mendes, contraria as informações de que o candidato do grupo sairia de uma pesquisa de opinião pública e joga um balde de água fria, na intenção dos demais partidos, principalmente, PV e PMDB que alimentam a possibilidade do lançamento das pré-candidaturas do ex-prefeito Túlio Fontes e do ex-vereador Marcinho Lacerda, respectivamente, a sucessão municipal.

A decisão deve atingir, principalmente, o ex-prefeito Túlio Fontes, ligado a família Campos – Júlio e Jayme Campos-.  Fontes era muito confiante no lançamento de sua pré-candidatura pela aproximação com os Campos Além disso, a confirmação do nome do presidente da Fapemat, como pré-candidato do DEM à sucessão municipal, pode proporcionar um “racha” no grupo e beneficiar diretamente, a pré-candidata do PTB, Eliene Liberato Dias.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

PM retira de circulação 125 armas em 2019 e recupera 16 veículos nos primeiros 15 dias de 2020

Publicado

Cento e vinte e cinco armas de diversos calibres, geralmente, usadas para práticas de crimes na região da fronteira, foram tiradas de circulação, em 2019, pela Polícia Militar, em Cáceres. As apreensões fazem parte de um relatório apresentado, pelo comandante do 6º Comando Regional de Polícia Militar (6º CRM), coronel José Nildo de Oliveira. No documento consta que, a região Oeste do Estado, a chamada Grande Cáceres, acompanhou o índice de queda da criminalidade de 10%  registrado em todo Estado.

Outro fator relevante verificado no “balanço” é o que se refere a localização e recuperação de veículos. Foram localizados e recuperados de janeiro a dezembro de 2019, nada menos, que 260 veículos, uma média de 21.6 veículos localizados e recuperados, mensalmente.  E, o cerco contra os atravessadores intensificou ainda mais, no início de 2020. Em menos de 15 dias – de 1 a 14 de janeiro – foram localizados e recuperados 16 veículos. A região é apontada como o corredor de drogas e carros roubados entre Brasil e Bolívia.

De acordo com o relatório, o número de registros de ocorrência policiais entre os anos de 2018 e 2019 é aproximado. Foram sete mil ocorrências em 2018 contra 6.140 em 2019. Coronel José Nildo cita que, ouve uma maior efetividade de pessoas presas e ou conduzidas pela PM para durante o ano. Em 2018 foram 740 contra 923 em 2019. E, ainda que, cerca de três mil pessoas foram conduzidas á delegacia, pela Polícia Militar, em situação de flagrante.

Leia mais:   Ulysses Moraes encaminha requerimento de informação acerca de R$ 150 mil liquidados

Embora não seja uma atribuição específica da Polícia Militar, o número de ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas, principalmente, o chamado tráfico doméstico – drogas vendidas em pequenas quantias, a maioria em papelotes – foi alto no ano passado. Conforme o balanço foram registrados 224 ocorrências, que totalizaram a apreensão de 16 quilos. A maioria pasta base de cocaína e crack. O volume de apreensão foi o dobro do ano anterior. Em 2018 foram apreendidos 8 quilos de entorpecentes.

O balanço aponta ainda o cumprimento de 212 mandados de prisão em flagrante em 2019 contra 396 em 2018. Em relação ao número de furtos e roubos, se manteve instável. Foram registrados uma média de três mil casos de furtos, tanto em 2008 quanto em 2019. Homicídio doloso – quando é cometido com a intenção de matar – foram 23 casos.

O Serviço de Inteligência da PM, de acordo com o relatório, tem monitorado, inclusive, os pontos e horários de maiores incidências de ocorrências policiais em Cáceres. Diz que, a área central da cidade, onde estão a maior concentração de agências bancárias e os grandes comércios, e, o bairro da Cavalhada, onde se localizada a Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat são os locais onde se registram o maior número de ocorrências. O horário, conforme a polícia é das 18 às 22 horas.

Leia mais:   Governo federal anuncia aumento do piso dos professores

O estudo aponta, de acordo com o coronel José Nildo, que a maioria dos pequenos furtos – telefone celular, bicicleta, botijão de gás – geralmente, são praticados por usuários de drogas, que furtam os produtos para serem trocados em pontos de revenda de entorpecentes. E, conforme o relatório, a maioria dos ladrões é reincidente. Alguns são presos, até três vezes por semana. Mas, logo são liberados por serem considerados crimes de menor potencial ofensivo.

Em relação ao reduzido número de efetivo, assim como a falta de estrutura da corporação, coronel José Nildo diz que “toda instituição tem deficiência. E, na Polícia Militar não é diferente. Porém, essa deficiência é suprida pela integração  entre a PM e os demais órgãos de segurança pública” diz acrescentando que, mesmo assim está previsto para os próximos meses, a realização de um concurso público para ingresso na PM. E, que há previsão de investimento do governo federal, na região da fronteira, ainda neste ano.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana