conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Ponte em construção: base defensiva montada e forte concorrência na frente

Publicado

Elenco Ponte Preta (Foto: Fabio Leoni/ PontePress)Elenco da Ponte ainda está em formação para o Brasileirão (Foto: Fabio Leoni/ PontePress)

Após quatro partidas consecutivas (três pelo Brasileirão e uma pela Copa do Brasil) com a mesma escalação, Eduardo Baptista interrompeu a sequência com duas mudanças contra o Flamengo: uma por necessidade – a entrada de Fábio Ferreira no lugar do vetado Douglas Grolli – e outra por opção – Roger na vaga de Clayson.

Com a queda de rendimento da equipe e novas opções à disposição, a expectativa é que outras novidades apareçam entre os titulares nas próximas rodadas, principalmente no setor ofensivo. Como já deixou claro que prioriza a manutenção da base e também para não “machucar” o grupo com alterações radicais, a tendência é que Eduardo faça um processo de transição até colocar em campo o que considera melhor para o momento. 

– O time está em construção, está sendo formado. Vejo o sistema defensivo quase montado, e uma briga grande na frente. Cabe a gente descobrir o melhor momento de cada um para colocar os atletas – afirmou o comandante alvinegro. 

VEJA TAMBÉM:
> Vestiário após derrota serve de alento para Eduardo projetar sequência fora

Depois de a Macaca iniciar o Brasileiro com uma formação longe do ideal, a busca pela melhor formação ganha força a partir de agora, com os reforços contratados com status de titular em condições de atuar. É o caso do volante Renê Júnior, do meia Galhardo e do atacante Pottker. Os dois primeiros estrearam na última quinta, na derrota por 3 a 0 para o Corinthians, enquanto Pottker defendeu a Macaca pela primeira vez ao entrar no segundo tempo do revés por 2 a 1 para o Flamengo, domingo, em Campinas. 

O time está em construção, está sendo formado. Vejo o sistema defensivo quase montado, e uma briga grande na frente. Cabe a gente descobrir o melhor momento de cada um para colocar os atletas
Eduardo Baptista, técnico da Ponte

Com essas peças, aumenta a concorrência na frente. Pottker vai disputar posição com Felipe Azevedo, Clayson, Wellington Paulista e Roger. Galhardo também é alternativa para o setor, que ainda conta com Rhayner e Léo Cereja no elenco. A vaga de Azevedo talvez seja a única garantida no momento. As outras estão em aberto, com briga mais intensa entre Wellington Paulista, Roger e Pottker. Os três, juntos, tiveram 25 gols no Paulistão – 11 de Roger, pelo RB Brasil, sete de Pottker, com a camisa do Linense, e sete de WP9, que já estava na Ponte. 

Leia mais:   Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Se sobram possibilidades do meio para a frente, as alternativas para a defesa são mais escassas. Até por isso que o treinador considera o setor “quase montado”. A maior carência está na zaga, para onde a diretoria ainda busca um reforço – Renato Chaves, do Fluminense, segue em pauta. Com a ausência de Grolli no último domingo, Fábio Ferreira recebeu nova chance e não comprometeu na visão do treinador. Antônio Carlos, ainda em busca de ritmo, e Tiago Alves são as outras opções.

Pottker, atacante Ponte Preta (Foto: Reprodução EPTV)Pottker estreou contra o Flamengo e tenta ganhar espaço com Eduardo na Macaca (Foto: Reprodução EPTV)

João Carlos, apesar da falha no segundo gol do Flamengo, Kadu e Reinaldo são peças incontestáveis. Em baixa, Jeferson tem a sombra de Diogo Mateus, ainda pouco aproveitado, mas por enquanto continua prestigiado na lateral direita. Uma coisa é certa: independentemente das escolhas futuras, Eduardo Baptista fará o máximo para preservar quem deixar o time, com uma atenção especial para os mais jovens.

Ravanelli, meia da Ponte Preta (Foto: Fabio Leoni/ PontePress)Ravanelli ainda tenta se firmar entre os titulares da Ponte Preta (Foto: Fabio Leoni/ PontePress)

Depois de encantarem nas duas primeiras rodadas, o volante Matheus Jesus e o meia Ravanelli caíram de produção, assim como toda o time, e veem jogadores mais tarimbados ganharem espaço. Renê Júnior vem sendo trabalhado para ser o pilar do meio de campo, enquanto Galhardo pede passagem, seja no setor de criação ou no ataque. 

Leia mais:   Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

– Tive uma formação em educação, então tenho noção como trabalhar nessas situações. Não me movo por pressão de torcida, imprensa, diretoria. O Ravanelli é um menino, vai aprender a conviver com essa pressão, vai ser aplaudido e vaiado, vai jogar bem e mal, e eu estarei aqui para proteger, blindar e saber o momento de colocar e tirar. Disseram que queimei o Matheus Jesus contra o Corinthians, mas conversei com ele e fez um primeiro tempo gigantesco contra o Flamengo. Eles (garotos) têm minha confiança. 

Sem problemas de suspensão, Eduardo Baptista aguarda pela situação de Grolli, com desgaste muscular na panturrilha esquerda, para saber quem poderá utilizar contra o América-MG, quinta-feira, às 19h30, quando a Macaca buscará a reabilitação em Belo Horizonte após duas derrotas consecutivas. Com quatro pontos, a Ponte aparece à beira da zona de rebaixamento. 

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

Leia mais:   Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Leia mais:   Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana