conecte-se conosco


Mato Grosso

Politec avalia avanços de 2019 e planeja melhorias para o próximo ano

Publicado

Cerca de 40 gestores da Perícia Oficial e Identificação Técnica da capital e de quinze regionais do interior participaram nos dias 03 e 04 de dezembro do 2º Encontro de Líderes, realizado no auditório Licínio Monteiro, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O encontro de líderes oportunizou o nivelamento de informações e a socialização dos resultados, desafios e conquistas de 2019 e apresentação do planejamento e tendências do cenário para o próximo ano.

O diretor-geral da Politec, Rubens Sadao Okada, apresentou os resultados nas áreas de pessoal, com a contratação de médicos psiquiatras para Cuiabá e interior do Estado, e o credenciamento de médicos legistas para 17 municípios, além das nomeações para nove papiloscopistas e três técnicos em necropsia.

No quesito estrutura física, Okada citou a reforma do prédio central, a implementação do plantão metropolitano integrado da Politec e o início das obras da nova sede da Gerência Regional de Pontes e Lacerda.  

Na área de inovação, foi citada a implantação do novo modelo de carteira de identidade, em cédula e cartão, o escritório de projetos – para o fomento de parcerias e investimentos, e de software – para o desenvolvimento de soluções em tecnologia de informações.

O fortalecimento das parcerias públicas resultou no recebimento de R$ 760 mil em equipamentos para a Gerência de Computação Forense, de drones para a Gerência de Perícias de Crimes de Trânsito e equipamentos para o núcleo de Inteligência.   

Durante a reunião, o diretor-geral adjunto da Politec, Renato Barbosa Guanaes Simões, divulgou aos gestores as análises dos indicadores quantitativos e qualitativos das estatísticas de produtividade de todas as diretorias finalísticas. Ele abordou, ainda, sobre o trabalho de elaboração dos Procedimentos Operacionais Padrão nas áreas de Criminalística e de Medicina Legal, que esta sendo conduzidas pela Coordenadoria de Normalização, Pesquisa e Desenvolvimento Experimental.

Leia mais:   Fiscalização apreende maior quantidade de Castanheira em MT, espécie protegida por lei

Também citou os planos de ações de temas estratégicos elaborados nos eixos de qualidade de produtos e serviços, estratégico e de ambiente organizacional, que deverão ser implementados no próximo ano.

Os diretores metropolitanos de Criminalística, Medicina Legal, Identificação Técnica, Laboratório Forense, de Interiorização e de Suporte Institucional apresentaram sobre as ações desenvolvidas em 2019 e as ações planejadas para 2020. O mesmo tema foi explanado pelos Coordenadores Regionais de Sinop, Cáceres, Barra do Garças, Tangará da Serra e Rondonópolis.

A coordenadora regional de Barra do Graças, Cristiane Pernet Hara,  considerou que o encontro possibilitou a comunicação entre os gestores e a Direção Geral com a exposição das necessidades dos polos mais afastados.

“O encontro de líderes, profissionais e gestores permite o acesso aos saberes e práticas que possibilitem a qualificação da atenção e da gestão aos serviços públicos prestados pela Politec. Possibilita as discussões sobre a necessidade e problemática enfrentada pelos profissionais e gestores em garantir a continuidade dos atendimentos aos cidadãos. Dessa forma, entendemos que o encontro teve o seu objetivo alcançado e demonstrou o comprometimento de toda equipe Politec com os servidores e com a sociedade’’ avaliou.

Para a cordenadora de perícias em Biologia Molecular, em substituição legal, Késia Lopes, o encontro incentivou os gestores a buscarem soluções por meio de parcerias públicas a exemplo do que vem sendo realizado por algumas unidades.

“Demonstra que, apesar das dificuldades, a Politec tem conseguindo investimento de parceiros como o Ministério Público Estadual que impactaram diretamente em vários servidores, como foi a reforma no prédio principal, em Cuiabá.  Também achei muito importante a fala do nosso diretor geral dizendo sobre a real situação do estado, que não temos perspectivas de concurso e, deste modo, a Politec deverá se reinventar otimizando os recursos humanos e tecnológicos disponíveis para diminuir as diferenças de carga de trabalho entre unidades e setores da própria instituição’’, opinou.

Leia mais:   Governo do Estado finaliza COT UFMT e entrega complexo para universidade no dia 28

O evento contou com uma homenagem a dezenove servidores aposentados da Politec em 2019, por meio da exibição de vídeos com depoimentos de colegas e amigos de cada um dos servidores. Ao final, os homenageados receberam do Secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e do direto-geral da Politec, Rubens Sadao Okada, um certificado em agradecimento pelo tempo de contribuição.

Qualidade de Vida

Durante a programação, os participantes assistiram a duas palestras motivacionais com o tema “Autocuidado – você em primeiro lugar”, ministrada pelo educador físico da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Nelson Augusto da Silva Junior. E outra, ministrada pela servidora pública e coach em gestão pública, Tatiane Barbieri, com o tema: “feliz da vida no seu ambiente de trabalho’’.

Nesta palestra, os servidores receberam as cinco “chaves” para ser feliz na vida, no trabalho e em qualquer lugar, através da mudança do estado emocional diante dos desafios e das dificuldades enfrentadas no dia a dia, por meio do autoconhecimento, eliminação do vitimismo, o exercício da gratidão, o autocontrole.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Contribuição vai render juros para o servidor na previdência complementar

Publicado

A nova previdência complementar proposta para os servidores estaduais garante que parte do pagamento feito pelo servidor será capitalizada, e irá render com o passar dos anos em uma conta individual, possibilitando o aumento do valor investido para a aposentadoria. No regime atual, a contribuição previdenciária é utilizada para pagar o benefício dos atuais aposentados e pensionistas.

Já aprovada pelo Conselho da Previdência em 2019, o texto deve ser enviado nos próximos dias pelo Executivo para a apreciação da Assembleia Legislativa. A criação da previdência complementar faz parte dos esforços para a contenção do déficit da previdência, que alcançou o montante de R$ 1,3 bilhão em 2019.

A mensagem prevê que todos os servidores que ingressarem no Estado a partir da aprovação, terão como limite para a aposentadoria provida pelo Mato Grosso Previdência (MT Prev) o teto da previdência, fixado hoje em R$ 6.101,05, mas com o benefício de poder pagar a contribuição complementar. Para o restante dos servidores, a adesão é opcional. 

Na prática, o segurado que estiver no sistema de previdência complementar irá contribuir obrigatoriamente só sobre a parcela do salário que vai até o teto do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). 

Leia mais:   Fiscalização apreende maior quantidade de Castanheira em MT, espécie protegida por lei

A contribuição previdenciária sobre o restante e qual alíquota irá praticar, será uma decisão do servidor. Sobre o que ultrapassar o valor, o órgão empregador depositará como aporte a mesma alíquota, assim como é no regime atual, no entanto, até o limite de 7,5%. 

Manter a contribuição patronal, que é a parte paga pelo governo, ao fundo da previdência complementar será um benefício ao servidor que optar pelo regime, e representa o principal benefício quando comparada com a previdência privada.

Como a contribuição é facultativa, é possível que o servidor planeje qual o investimento mensal irá aportar na sua previdência de acordo com o seu planejamento de vida a longo prazo.

Reforma estadual

O aumento da alíquota de contribuição de 11% para 14%, principal ponto da etapa financeira da reforma, foi aprovado pelos parlamentares em janeiro deste ano. O próximo passo será a alteração das regras de concessão de aposentadorias, como o tempo de contribuição e idade, seguindo as regras já aprovadas na reforma nacional.

Após a implementação das reformas, será feito um novo plano de custeio do fundo previdenciário, que irá apontar – com base na nova legislação – a nova situação do déficit atuarial (dentro de 75 anos), e novas fontes de financiamento para financiamento das aposentadorias no futuro.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo do Estado finaliza COT UFMT e entrega complexo para universidade no dia 28

Publicado

Considerada uma das principais obras esperadas para a Copa do Mundo de 2014, o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) foi totalmente concluído e será entregue oficialmente à universidade no final de janeiro pelo Governo do Estado.

O complexo, que contou com investimentos de R$ 17,1 milhões, tem em sua estrutura um campo de futebol, uma pista de atletismo padrão internacional, que vem sendo utilizada desde 2018 para eventos esportivos, e arquibancada com capacidade para receber até 1,5 mil pessoas.

Segundo informações da equipe técnica da Secretaria Adjunta de Obras Especiais, da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), que coordenou os trabalhos na gestão atual do governo estadual, o término da obra foi possível após uma série de tratativas com a empresa responsável pela obra e a quitação de pagamentos (multas, glosas, retenções judiciais, entre outros), que não vinham sendo feitos desde 2014, bem como a resolução de pendências técnicas realizadas em parceria com a UFMT, responsável pelo projeto do COT.

O secretário Marcelo de Oliveira, titular da Sinfra, afirmou que a finalização de obras remanescentes da Copa do Mundo foi uma solicitação governador Mauro Mendes ainda no início da gestão e vem sendo cumprida.

“No início da sua gestão o governador nos pediu para que fizéssemos um trabalho muito sério para que pudéssemos retomar essas obras e dar uma conclusão. É inadmissível que um Estado espere sete a oito anos para entregar uma obra como a implantação e duplicação da Avenida Parque do Barbado e o COT UFMT, que eram para estar finalizadas em 2014. E agora as duas estão finalizadas”, salientou.

Leia mais:   Infração de trânsito pode ser aplicada por diversos órgãos do sistema nacional de trânsito

Complementando o tema, o titular da Infraestrutura citou que a Sinfra atuou ainda em 2019 para retomada dos trabalhos de revitalização do Córrego Mané Pinto, na Avenida 8 de Abril.

“Nossa previsão é de entregar essa obra em dezembro de 2020”, destacou ele, revelando que a equipe da Sinfra trabalha agora para reiniciar este ano as obras de revitalização e duplicação da Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho), cujas tratativas com a construtora tiveram início no primeiro ano da atual gestão da pasta.

Reiterando a fala, o secretário adjunto de Obras Especiais, Isaac Nascimento Filho, afirmou que toda as metas traçadas para 2019 foram executadas pela Adjunta. “Conseguimos vencer diversos imbróglios técnicos e jurídicos referentes a contratos remanescentes da Copa. Estamos bastante satisfeitos com o trabalho da equipe e em 2020 vamos continuar atuando para destravar outras obras importantes”, pontuou.

Obra do COT

O Centro Olímpico de Treinamento da UFMT (COT UFMT) conta com uma área construída de 5,4 mil metros quadrados e uma arquitetura moderna. Os vários espaços do complexo estão divididos em três pisos e a área externa engloba arquibancada para o público, pista de atletismo e campo de futebol.

De acordo com a equipe de engenharia da Sinfra, a estrutura do COT é completa, composta por dois vestiários climatizados (com uso de placas solares) com espaço destinado a aquecimento dos atletas, uma sala para comissão técnica e uma segunda para apoio médico.

Leia mais:   Fiscalização apreende maior quantidade de Castanheira em MT, espécie protegida por lei

O local possui ainda oito banheiros, sendo quatro para Portadores de Deficiência (PCDs). Quatro deles estão no primeiro piso e outros quatro no segundo. A estrutura comporta também seis salas de aula, quatro camarotes, um local para lanchonete, sala antidoping, auditório, elevador com acessibilidade, duas salas de apoio, uma sala técnica, dois depósitos e um mirante.

Na parte de fora, ficam a pista de atletismo, construída seguindo padrão internacional estabelecido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT), e o campo de futebol, que possui quatro torres de iluminação, com refletores.

Conforme informações da área de engenharia e fiscalização da obra, desde o primeiro semestre de 2019, quando foram retomados os trabalhos para conclusão do COT UFMT uma série de serviços foram concluídos. Entre eles, a finalização das instalações de prevenção e combate a incêndio; conclusão das instalações hidrossanitárias (água fria e água quente), além de loucas e metais; fixação de esquadrias; instalação de ar condicionado; comunicação visual do empreendimento; colocação do elevador, sistema de catracas; instalação dos armários dos vestiários, além da implantação do piso monolítico (que proporcionam unidade); rampa e calçamento, bem como, pintura, iluminação e paisagismo.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana