conecte-se conosco


Cáceres e Região

Polícia Civil Prende Trio Acusado de Extorquir Cambistas em Cáceres

Publicado

Por João Arruda- Cáceres MT.

Três homens foram presos pela Polícia Civil, na tarde de ontem terça feira (23), na área central de Cáceres- a 210 quilômetros a Oeste de Cuiabá- são eles Jean Carlos Souza Soares(36); Danyllo Souza Guedes (20) e ainda o policial militar Antonio João de Campos (50), o trio está preso sob a acusação de formação de quadrilha, ameaças de mortes, extorsão à cambistas que atuam no jogo do bicho, neste município.

De acordo com nota pública emitida pelo delegado Wilson Santos, da 1° Delegacia, as prisões ocorreram em flagrante, após a denúncia de um casal ameaçado pela quadrilha.

As vítimas relataram que os três indivíduos chegaram na residência deles, alegando supostamente pertencerem a uma facção criminosa, e seguida impondo ao casal, que doravante somente poderia atuar na atividade do jogo do bicho, em Cáceres, desde que trabalhassem para o grupo que o trio representava, do contrário seriam mortos , executados a bala.

Assustados e temendo que as ameaças se cumprissem, o casal memorizou a placa do automóvel utilizado por eles. E, por reconhecer que um deles era policial militar bastante conhecido na cidade, inclusive foi motorista do Comandante , optaram então acionar a Polícia Civil, ao invés da Polícia Militar, por razões óbvias.
Agentes investigadores, agiram rapidamente, efetuando a prisão do bando, e ainda a apreensão do carro, quatro aparelhos móveis de celular, quatro máquinas para registros das apostas, carregadores, cartilhas do jogo do Bicho e uma caixa de sapato abarrotada de comprovantes eletrônicos de apostas.

Leia mais:   Com 50 testes positivo surto de covid suspende curso de formação de policiais penais em Mato Grosso

Os dois civis, foram submetidos à exames de corpo de delito, após serem autuados e indiciados por formação de quadrilha, ameaças e extorsão. Sendo posteriormente encaminhados para a Cadeia Pública de Cáceres, ambos alegaram ter domicílio em Alta Floresta e Sinop, municípios situados na região Norte de Mato Grosso- a 1 150 e 804 km de Cáceres- respectivamente. Enquanto o policial militar Jota Campos, dado a sua garantia constitucional, se encontra preso custodiado pelo Comando da Polícia Militar de Cáceres, na sede do Batalhão Corrêa. Ele, a exemplo de seus dois comparsas aguardam a audiência de custódia no Poder Judiciário local.

Enquanto a Polícia Civil de Cáceres, colhia os depoimentos das vítimas dos acusados em questão , compareceu uma segunda pessoa, que reconheceu o trio, pelas mesmas práticas.

É de domínio público, inclusive das autoridades policiais, que, em Cáceres, cidade com cerca de 100 mil habitantes, dois grupos sendo um de Cuiabá e outro do estado do Paraná, dividem pacificamente o nicho de apostas ilegais nos quadrantes do município há quase três décadas sem registros de beligerância de parte à parte.

Leia mais:   Cáceres adota plano de humanização do parto para evitar violência obstétrica

O jogo do bicho, surgiu no país, segundo registros históricos ainda no Século XIX, época do Império.
Empregam termos próprios- gírias- tendo cinco sorteios diários, com o avanço tecnológico, as pules impressas cederam lugar as ágeis máquinas de cartão.
A reportagem não conseguiu o contato da defesa dos três acusados até o fechamento da reportagem. ( João Arruda é repórter em Cáceres MT)

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Mulher de 22 anos que saiu de Cáceres é presa dentro de ônibus na rodoviária de Cuiabá transportando cocaína

Publicado

Por – Pedro Coutinho Bertolini
   Investigadores da Polícia Judiciária Civil (PJC) interceptaram operação de tráfico de drogas na Rodoviária de Cuiabá, na noite de sexta-feira (14). Na ação, os policiais prenderam Carolina Fernanda Camargo de Arruda, de 22 anos, que estava dentro de um ônibus que partiria da Capital para Cáceres, em posse de dois tabletes de cocaína.
     Carolina confessou o crime e alegou aos agentes que a droga era do traficante com alcunha de “Max”, sujeito gordo e com os braços tatuados e portador de tornozeleira eletrônica. A abordagem da mulher aconteceu dentro do veículo de passageiros, exatamente na poltrona 21, na plataforma 12 da rodoviária.
    A suspeita confessou que veio de Cáceres para buscar a droga e que recebeu R$ 500 pelo trabalho. A cocaína estava dentro de uma bolsa, nos pés da menor, abaixo da poltrona do ônibus. No momento da prisão, a suspeita gritou com a equipe, sendo necessário uso de força moderada para contê-la.

Leia mais:   Inscrições para o concurso da Segurança Pública iniciam nesta quarta-feira (12)

Ela foi conduzida para a delegacia para as providências cabíveis ao caso. A droga, proveniente de Max, foi buscada pela suspeita em Várzea Grande, numa casa localizada no Bairro Cristo Rei. No endereço, os policiais encontraram apenas alguns moveis como geladeira, TV e fogão.

Além disso, garrafas de bebidas alcoólicas, indicando presença de pessoas no local recentemente. Porém, no momento das buscas, o imóvel estava sem presença de moradores.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Polícia Civil apreende cargas de madeira extraída ilegalmente de terras indígenas em Comodoro

Publicado

Por PJC/MT
      Agentes da Delegacia de Comodoro apreenderam na sexta-feira (14.01) duas cargas de madeira extraídas ilegalmente na região. Uma das cargas, da espécie itaúba, foi retirada de uma reserva indígena. A equipe de investigação tomou conhecimento de um acidente envolvendo dois caminhões. Um deles transportava madeira com características de itaúba.
       No local, os policiais civis constataram que a madeira já havia sido retirada por outro caminhão. Em diligências para localizar o destino da madeira e o veículo, os investigadores localizaram um caminhão Mercedes Benz azul estacionado em frente a uma residência que correspondia às características informadas.
       Ao indagar o motorista sobre a carga que havia no caminhão, ele imediatamente confessou que se travava de 30 dúzias de toras de itaúba, extraídas de uma reserva indígena próximo à localidade Padronal, no norte de Comodoro. O veículo e a carga foram apreendidos e levados até a delegacia.
Segunda carga 

Os policiais checaram que a carga apreendida, embora fosse ilícita, não correspondia à madeira cujo caminhão se acidentou. Em continuidade às diligências, foi possível chegar ao motorista e ao dono da carga de madeira que havia tombado na rodovia.

Leia mais:   Gefron capacita mais de 500 policiais para atuação nas forças de segurança
     Em depoimento, o motorista disse que a madeira foi deixada à beira de uma estrada, na zona rual, a 28 quilômetros de Comodoro. A carag de madeira, lascas para construção de cercas, foi localizada e apreendida.
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana