conecte-se conosco


Policial

Policiais civis recebem treinamento para prevenção e reação a violência urbana

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O treinamento constante para prevenção e reação contra a violência urbana é uma necessidade para os profissionais que atuam diariamente em ocorrências criminais. A capacitação ao policial, para que saiba agir adequadamente,  tanto durante o desempenho da atividade, quanto em seus momentos de folga, tem sido realizada pela Gerência de Operações de Especiais (GOE), para policiais de unidades da capital e do interior.

Na semana passada, atendendo pedido, 20 policiais civis da Delegacia da Polícia Civil de Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte), participaram do treinamento, ocorrido nos dias 10 a 12 de setembro.

Nos três dias de curso realizado no município, os policiais civis receberam instruções e participaram de intenso treinamento de Combate Velado, Oficinas Drills, Situações de Sobrevivência, Porte velado, Saque velado e Teoria Sobrevivência Urbana em tempos de violência.

A realização do curso contou com a parceria do empresariado local, que investiu R$ 11 mil reais, com a aquisição de 3 mil munições 40 (pistola), além de outros parceiros que disponibilizaram o local apropriado.

Leia mais:   Polícia Civil prende homem que agrediu ex-companheira com chave de fenda em Várzea Grande

A turma de 20 alunos, dentre investigadores, escrivães e o delegado da unidade, Renato Resende do Nascimento, recebeu certificado de 20 horas/aula, expedido pela Academia de Polícia Judiciária Civil (Acadepol).

Conforme um dos instrutores do Goe, investigador Edcarlos Campos, o curso traz o situações onde uma simples atitude errada pode resultar no pior, que é a morte. “Para que isso não aconteça, trabalhamos desde a observação até a ação, resultante dos vários conjuntos e cenários possíveis frente à criminalidade”, disse.

O delegado de Barra do Bugres/MT, Renato Resende do Nascimento,  agradeceu policiais da GOE (Edcarlos, Otony, Gustavo e Daniel) pela disposição e desígnio em dividir os conhecimentos.

“Devemos sempre buscar a qualificação e capacitação dos nossos servidores, aprimorando as suas técnicas e visando a diminuição dos riscos atrelados à atividade policial, motivo pelo qual o treinamento é essencial”, afirmou.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Policiais civis recebem orientações sobre Nova Lei de Abuso de Autoridade

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Policiais da Gerência de Operações Especiais da Polícia Judiciária Civil participaram nesta sexta-feira (24.01) de uma palestra sobre a Lei 13.964/2019 – Nova Lei de Abuso de Autoridade. As orientações foram repassadas pelo delegado Marcel Gomes Oliveira, que atua na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá.

O objetivo foi orientar os policiais quanto aos novos tipos penais, e suas consequências, proporcionando conhecimento necessário para a atuação policial e evitando que incorrer em crime previsto na nova lei.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Polícia Civil realiza buscas para localizar menino desaparecido em Nova Ubiratã
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende mulher que tentava transferir veículo utilizando documento falso

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma mulher que usava documento falso para transferir para o seu nome a motocicleta do marido já falecido foi presa em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (23.01), em ação realizada pela equipe da Divisão Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Sorriso (442 km ao Norte de Cuiabá).

As diligências iniciaram após a equipe da DERF ser acionada pelo cartório do 2º Ofício da Comarca de Sorriso. Segundo as informações, na segunda-feira (20), a mulher compareceu no estabelecimento para fazer o reconhecimento de sua assinatura, porém ao entrarem em contato com cartório de Várzea Grande foi informado que se tratava de uma falsificação.

Também foi informado que o selo de autentificação não foi gerado pelo Cartório de Várzea Grande, como constava no documento de Certificado de Registro de Veículo, apresentado pela suspeita. Ao ser abordada pelos policiais da DERF, a suspeita disse que a motocicleta estava em nome do seu marido, que faleceu há dois anos.

Leia mais:   Polícia Civil realiza buscas para localizar menino desaparecido em Nova Ubiratã

Ela disse que o veículo estava apreendido e precisava dele para trabalhar e por isso procurou o proprietário de uma autoescola em Matupá que disse que poderia ajudar na liberação do veículo, cobrando R$2,5 mil para “fazer os documentos” e reconhecer firma. Após receber os documentos, a mulher foi orientada a fazer o reconhecimento da assinatura no Cartório de Sorriso, ocasião em que foi descoberta.

Diante da situação, a suspeita foi conduzida a Delegacia de Sorriso, onde após ser interrogada foi autuada em flagrante pelo crime de uso de documento falso. As investigações continuam em andamento para localizar o suspeito de falsificar os documentos.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana