conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil promove mudanças em diretoria e regional do interior

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Diretoria da Polícia Judiciária Civil promoveu mudanças nesta semana em cargos de gestão da instituição. A pedido, o delegado Douglas Turíbio Schutze, deixa a Diretoria Metropolitana e assume a Delegacia Regional de Sinop, unidade onde já atuou por duas vezes.

Assumirá a diretoria Metropolitana a delegada Ana Paula de Faria Campos, que estava como regional de Várzea Grande, onde já exerceu também a titularidade da Delegacia Especializada da Mulher, Criança e Idoso.

Em reunião da diretoria nesta terça-feira (16.10), o delegado Douglas Turíbio se despediu emocionado dos colegas de gestão e destacou as conquistas, principalmente as amizades feitas ao longo de 31 anos na instituição. “Conquistei muitos amigos, a Polícia trouxe pra mim um aprendizado muito grande, como gestor busquei fazer o correto dentro da legalidade e não há nada mais significativo quando sabemos das amizades conquistadas, do respeito. Vou para Sinop feliz por esse legado que trago para minha vida, pessoal e profissional”.

Aos 72 anos de vida e com 31 anos na PJC-MT, Douglas Turíbio Schutze assume o desafio de promover mudanças estruturais nas unidades da regional de Sinop, principalmente, na sede, conforme destaca o delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende. “Ele sai daqui por um pedido pessoal, mas é um profissional que deixa muitos ensinamentos, pois pela experiência de vida e sempre transmitiu muita segurança à equipe da diretoria, nos aconselhando  e nos guiando”, assegurou.

Leia mais:   Polícia Civil participa de 2º Acampamento Regional de Projetos Mirins em Nova Lacerda

O diretor de Interior, Walfrido Nascimento, reforça que a experiência do delegado Douglas auxiliou na condução das ações da diretoria, da área tática à gestão. “Ele foi gestor de vários diretores que hoje compõem a direção e conhece profundamente nossa instituição”.

Com a mudança na diretoria Metropolitana, o delegado regional de Cuiabá, Rodrigo Bastos da Silva vai acumular também a regional de Várzea Grande.

Currículos

Delegada Ana Paula de Faria Campos: é natural de Cuiabá e formada em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso. Tem especialização em Políticas de Segurança Pública e Direitos Humanos e Curso Superior de Polícia, ambos pela UFMT. Antes de ingressar na Polícia Judiciária Civil em maio de 2003, foi conciliadora do Procon-MT por dois anos. Já atuou nas seguintes unidades como adjunta: Delegacias Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa; Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc Oeste); Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande. Foi delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande e depois Delegada Regional de Várzea Grande.

Delegado Douglas Turíbio Schutze: é natural de Marília, São Paulo, casado e pai de um casal de filhos. Formado em Direito pela Faculdade de Alta Paulista, Tupã (SP). Ingressou na Polícia Judiciária Civil em maio de 1988, na 3ª turma de delegados de polícia de Mato Grosso. Com 31 anos na Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, atuou em diversas unidades como Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), Delegacia de Roubos e Furtos de Cáceres e foi delegado regional de Pontes e Lacerda, com pouco menos de dois anos de polícia. Depois foi para a Delegacia Municipal de Várzea Grande, Delegacia de Paranaíta e Municipal de Alta Floresta, ambas no norte do estado. Também atuou na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá e foi coordenador do antigo Cisc Verdão. Em seguida, assumiu as regionais de Sinop, Cáceres, Cuiabá, Regional de Peixoto Azevedo e depois como titular da 1ª DP de Várzea Grande, 2ª DP de Cuiabá e novamente retornou à Regional de Sinop, de onde saiu para assumir a Diretoria Metropolitana na gestão 2019/2020. Tem especialização em Gestão de Segurança Pública, Curso de Atualização Jurídica para Delegados, Curso de Gestão de Políticas de Segurança Pública (2012), entre outros.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre mais três mandados de prisões contra foragidos da Justiça

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil realiza duas ações de proteção aos direitos dos idosos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Duas operações com objetivo de garantir os direitos da pessoa idosa foram desencadeadas pela Polícia Judiciária Civil em trabalho desenvolvido pelo Núcleo Especializado do Idoso, da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé em Cuiabá.

Na primeira ação, deflagrada na quinta-feira (14.11), os policiais averiguaram denúncias de locais em que estariam ocorrendo maus tratos contra idosos, crimes de discriminação por motivo de idade, e ameaça.

Segundo o delegado do Núcleo do Idoso, Vitor Chab, das cinco denúncias apuradas, foram instaurados três inquéritos policiais e dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). “Foram instaurados inquéritos policiais uma vez que os crimes são culminados com a Lei Maria da Penha, cometidos no próprio seio familiar, filho cometendo crime contra vítima idosa”, disse o delegado.

Em outra ação do Núcleo do Idoso, vinculada com a Delegacia Regional de Cuiabá, foram realizada, na segunda-feira (18.11), visitas a duas instituições de abrigos de idosos. A operação tinha o objetivo de verificar a situação dos idosos nas duas unidades, como são tratados, metodologia de atendimento, conversas com monitores e diretores e outras averiguações.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre mandados para apurar homicídio cometido a mando de facção criminosa

Em um do locais foi encontrada uma idosa em estado de abandono, cuja responsabilidade seria de um sobrinho, sendo o caso informado a 34ª Promotoria Civil do Idoso.

“Foi uma visita para conhecer a realidade dos abrigos, instalações, alimentação, e pagamentos. Nos locais, conversamos com os idosos, assistentes sociais, coordenadoras, com objetivo de fiscalizar e verificar o efetivo cumprimento do Estatuto do Idoso”,destacou Vitor Chab.

O delegado destacou ainda que o Núcleo do Idoso continuará com as orientações para as vigilâncias de agências bancárias, atendentes de Unidades de Pronto Atendimento,  com intuito de sensibilizar as pessoas para  a vulnerabilidade da pessoa idosa, que precisa receber atendimento diferenciado.

“Assim como as políticas públicas para mulheres, crianças e adolescentes, os idosos também precisam de um tratamento especializado, ou seja, um atendimento condizente, sendo sempre colocado o estatuto do idoso como referência”, destacou o delegado.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre mais três mandados de prisões contra foragidos da Justiça

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil deu cumprimento, em ação da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol), a mandados de prisões de três pessoas procuradas pela justiça estadual.

Na manhã desta terça-feira (19.11) a equipe de policiais civis prendeu o motorista de caminhão Clodoaldo Bueno dos Santos, 43 anos de idade. O homem foi preso no residencial Jonas Pinheiro, na região norte da capital, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Sexta Vara Criminal de Cuiabá em processo que apura os crimes de roubo qualificado, receptação qualificada e associação criminosa. Após conduzido à sede da Polinter, o preso foi encaminhado para audiência de custódia no Fórum Criminal da Capital.

Em outro cumprimento de mandado, os policiais da Gepol prenderam na segunda-feira (18) L. C.N. investigada na Operação Hydrus, deflagrada pela Delegacia de Guarantã do Norte no último dia 12 de novembro para repressão aos crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A mulher foi presa no município de Jangada e encaminhada à Polinter, onde foi interrogada e posteriormente apresentada em audiência de custódia.

Leia mais:   Polícia Civil prende em flagrante homem que mantinha quatro filhos em cárcere privado

Na última quarta-feira (13.11), a Polinter cumpriu o mandado de prisão expedido contra Lauro Rosa Bueno, 30 anos. A prisão foi deferida pela Primeira Vara Criminal de Pontes e Lacerda onde tramitou a ação penal sobre o sequestro e morte do casal Raimundo Nonato Ferreira de Souza e Liliane Gois Saldanha, ganhadores de um prêmio da loteria no valor de R$ 1,4 milhão. Em outubro de 2010, o casal e o filho de 1 ano e seis meses foram sequestrados em Pontes e Lacerda, crime planejado por Raimundo Nonato Pereira da Silva, colega de garimpo da vítima, com participação de outras seis pessoas. Raimundo e Liliane foram mortos e a criança ficou em poder da quadrilha até janeiro do ano seguinte, quando foi resgatada pela Polícia Civil. O caso ficou conhecido como “Loteria da Morte”. Lauro Bueno já estava detido na Penitenciária Central do Estado.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana