conecte-se conosco


Policial

Policia Civil prende traficante com 86 porções de cocaína misturada

Publicado

Assessoria| PJC-MT

Identificado como fomentador do comércio de drogas na região do Tijucal, o traficante Felipe Pina da Silva, foi preso em flagrante, na manhã desta sexta-feira (18.10), em ação da Polícia Judiciária Civil, realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

O suspeito foi flagrado em posse de várias porções de cocaína de fabricação própria (misturada) e foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

A prisão do traficante aconteceu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, expedido pela 13ª Vara Criminal de Cuiabá. A ordem judicial tinha como alvo a residência do investigado, no setor II, do bairro Tijucal.

Quando os policiais chegaram ao local, o suspeito tentou se desfazer dos entorpecentes, arremessando uma sacola no telhado da casa vizinha, em que estavam armazenadas 86 porções de cocaína “preparada” e já embalada para venda.

No interior da residência, foi encontrado R$ 600 em dinheiro, uma porção de maconha e frascos das substâncias lidocaína, Adethor e king Cutstack, utilizados para o preparo da droga.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre prisão de mulher por latrocínio ocorrido em 2012 em Várzea Grande

Segundo o delegado, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o suspeito é conhecido por fomentar o tráfico de drogas na região do Tijucal e utilizava várias substâncias ilícitas para preparar a droga. “Ele confessou que aprendeu a manipular o entorpecente através de vídeos da Internet e que vende um produto original, não encontrado em outras bocas de fumo”, disse.

 

 

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil prende homem que tentava fazer transferência de R$ 30 milhões desviados de contas bancárias

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem que tentava fazer uma transferência bancária no valor de R$ 30 milhões desviados de contas correntes do Banco do Brasil foi preso em flagrante pela Polícia Civil na manhã de terça-feira (02.06), no município de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá). Outras três pessoas que estavam com o suspeito foram conduzidas, ouvidas e liberadas.

O suspeito, de 31 anos, foi autuado em flagrante pelo crime de receptação, após ser surpreendido pelos policiais civis do interior de uma agência bancária do Santander, no centro da cidade.

As diligências iniciaram após a Delegacia de Lucas do Rio Verde receber informação da Gerência de combate ao Crime Organizado (GCCO) sobre algumas pessoas que estavam na agência bancária, tentando fazer uma transferência de uma conta para outra, no valor de R$ 30 milhões de reais.

Segundo as informações, a quantia era produto de furto, ocorridos de agências do Banco do Brasil. Com base no apurado, os policiais civis foram até a agência bancária onde o gerente disse que foi alertado por funcionários do Banco do Brasil sobre os fatos.

Leia mais:   Polícia Civil prende foragido de justiça e receptador em ações distintas em Rondonópolis

Em seguida, os policiais da Delegacia de Lucas do Rio Verde foram até as quatro pessoas suspeitas que estavam no interior da agência bancária aguardando a autorização da transferência.

Ao serem perguntados sobre a origem do dinheiro que seria transferido, os suspeitos apresentaram várias contradições. Inicialmente foi dito apenas que eles tinham recebido ligações de pessoas no estado de São Paulo, que não conheciam e que pediram para eles receberem o dinheiro.

Depois alegaram que o dinheiro era proveniente de uma comissão da venda de uma fazenda que eles tinham vendido, mas quando questionados sobre as partes implicadas no contrato de compra e venda e onde estava localizada a propriedade não souberam responder.

Em seguida os envolvidos foram conduzidos para esclarecimentos, e na apuração foi descoberto que na noite anterior, foram realizados ataques cibernéticos às agências do Banco do Brasil utilizando senhas e matrículas de funcionários do banco. Como resultado foram feitas anotações de créditos em contas diversas, cujo valor das anotações superou R$ 400 milhões.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre prisão de mulher por latrocínio ocorrido em 2012 em Várzea Grande

Do montante, de início, R$ 30 milhões estavam sendo fraudulentamente transferidos do Banco do Brasil para a conta da pessoa jurídica que estava em nome de um dos conduzidos.

O suspeito acabou informando que todo o esquema da receptação foi armado por ele e os outros nada tinham a ver com os fatos. De acordo com as informações levantadas, o montante que os envolvidos tentavam receber era bem superior ao inicial.

Diante das evidências o suspeito foi autuado em flagrante por receptação. 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende suspeito que utilizava motocicleta para cometer graves roubos em Várzea Grande

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem utilizava uma motocicleta vermelha para praticar roubos com foco em vítimas mulheres na região central de Várzea Grande teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na tarde de terça-feira (02.06), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município (Derf-VG).

Segundo as investigações da Derf-VG, o suspeito é apontado como autor de quatro roubos  cometidos em um só dia, com  emprego de violência e grave ameaça às vítimas. Entre os assaltos cometidos está um roubo seguido de estupro ocorrido na madrugada de 21 de maio na Avenida da Feb.

As vítimas foram duas mulheres, de 30 e 41 anos, que retornavam para casa após o turno de trabalho, em um supermercado. De acordo com as vítimas elas estavam nas proximidades do viaduto da Avenida da Feb, quando foram perseguidas por um homem em uma motocicleta vermelha.

Ele emparelhou com a motocicleta das vítimas e colocou a mão na cintura, demonstrando estar armado e anunciou o roubo, mandando-as parar e encurralando-as contra o canteiro central da Avenida da Feb.

Leia mais:   Polícia Civil prende traficante com animal silvestre e mais de R$ 3,3 mil em dinheiro na Capital

O criminoso puxou a bolsa da vítima, lesionando o seu braço e em seguida ainda estuprou as vítimas, praticando atos libidinosos mediante violência física. As vítimas ficaram traumatizadas pela violência sofrida e sem saber se conseguiram voltar para casa todos os dias após o turno de trabalho.

No mesmo dia (21 de maio), o suspeito praticou outro roubo no centro de Várzea grande, quando demonstrando estar armado abordou o funcionário de uma empresa de telefonia. Na ocasião, o suspeito ordenou que a vítima entregasse o celular ou “estoraria a cabeça dele”.

O terceiro roubo ocorreu por volta das 21 horas, quando o criminoso perseguiu duas mulheres que estavam voltando da farmácia em uma motocicleta e as encurralou anunciando o roubo e subtraindo uma corrente de ouro de uma das vítimas.

Cerca de meia hora depois o suspeito utilizou o mesmo modo de ação e perseguiu um casal, realizando a abordagem das vítimas quando passavam por um quebra-molas. Na ocasião, o assaltante começou a chutar a motocicleta das vítimas com intuito que elas caíssem e tentou puxar o celular da mulher que estava na garupa da moto.

Leia mais:   Polícia Civil prende autor de tentativa de latrocínio foragido da justiça em Confresa

O casal começou a gritar por socorro e o suspeito acabou preso por uma equipe da Polícia Militar que passava no local no momento da ação criminosa. A vítima chegou a ter sua corrente roubada, a qual foi reconhecida posteriormente em poder do assaltante.

Preso em flagrante no dia 21 de maio, o suspeito foi solto cinco dias depois (26.05).

Mesmo sendo reconhecido por todas as vítimas, o assaltante negou todos os roubos, dizendo que trabalha, ganha R$ 4 mil por mês e que não precisa roubar.Diante de todos os roubos, a delegada Elaine Fernandes representou pela prisão preventiva do suspeito que foi deferido pela 2ª Vara Criminal de Várzea grande.

 “O criminoso é de alta periculosidade e segundo as vítimas, sente prazer em ver o sofrimento delas, rindo do medo e do desespero causado pela ação criminosa. Uma das vítimas chegou a dizer que ele parece um psicopata”, disse a delegada.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana