conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende suspeito da morte de homens decapitados

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), cumpriu mandado de prisão temporária (30 dias), contra Wellington Ferreira da Silva, conhecido por Pateta, nesta segunda-feira (15.07). Ele é um dos autores identificados na morte de dois homens decapitados em março de 2018, que tiveram as imagens divulgadas em redes sociais.

O preso é apontado como um dos autores da morte do  mototaxista Reinaldo Ribeiro de Barros, de 38 anos, e do vendedor Rubens Eloi da Silva, 53 anos, que foram decapitados a mando de uma facção criminosa. Os corpos deles foram localizados na região do Brasil 21, em Cuiabá. Na ocasião, pelas imagens divulgadas as famílias reconheceram as duas vítimas.

Wellington, o Pateta, está no Pronto Socorro Municipal. Ele foi levado ao hospital após se envolver em ocorrência de troca de tiros com policiais militares.  

O inquérito da morte dos dois homens já foi concluído com os autores identificados. No entanto, dois dos autores foram mortos por envolvimento em outros fatos, restando ‘Pateta’ foragido. Um quarto envolvido, era adolescente na época e já encontra-se internado cumprindo medida socioeducativa.

Leia mais:   Polícia Civil instala tendas em área externa para pré-atendimentos da Central de Flagrantes

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil instala tendas em área externa para pré-atendimentos da Central de Flagrantes

Publicado

Assessoria/PC-MT

A Diretoria da Polícia Civil providenciou a instalação de tendas na área externa da Central de Plantão de Cuiabá, que funciona no bairro Verdão, como medida preventiva para reduzir a aglomeração de pessoas no interior do prédio. 

A ação foi tomada diante da necessidade de prevenção para policiais que trabalham no local, tanto civis, quanto militares, e também para quem necessita ir até a central em casos de flagrantes. 

O coordenador de plantões da região metropolitana, delegado Walter de Melo Fonseca Junior, explicou que dentro das medidas tomadas também serão colocadas cadeiras e instalados ventiladores com climatização, permitindo que alguns atendimentos necessários ao registro de flagrantes sejam realizados na área externa, visando reduzir riscos para os policiais e também à população.

“Diante das recomendações sanitárias, é importante reduzir em ambientes fechados a aglomeração de pessoas para evitar a proliferação do coronavírus. Com essa necessidade, a diretoria da Polícia Civil definiu por estruturar esse espaço permitindo que ao chegar no plantão, os policiais possam fazer o pré-atendimento de pessoas conduzidas na área externa”, explicou o delegado. 

Leia mais:   Polícia Civil procura por senhor de 68 desaparecido em Cuiabá

Os policiais civis trabalham com uso de máscaras e álcool 70% que foi distribuído às unidades na última semana, na primeira etapa do produto doado ao Governo do Estado em uma parceria com empresas do setor e também com o Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso. 

Recomendações sanitárias 

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. 

A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Policiais prendem autor de homicídio de adolescente em Lucas do Rio Verde

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O jovem acusado de praticar um homicídio contra um adolescente em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município na quinta-feira (26.03), durante diligências para apurar o crime. A ação contou com apoio da Polícia Militar do município.

A investigação resultou também na prisão de outro homem, e na apreensão de uma pistola calibre 380, munições, carregadores de pistola, drogas, dinheiro, além de diversos objetos provenientes de delitos. 

Os dois envolvidos, de 23 e 18 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação e uso de drogas. Já o rapaz de 18 anos responderá também por posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito, e pelo homicídio que acabou confessando.

Os policiais civis realizavam diligências para apurar o crime de homicídio, ocorrido na terça-feira (24.03), no bairro Rio Verde. A vítima, Carlos Gerônimo da Silva de 17 anos, morreu após ser atingida por disparos de arma de fogo na cabeça.

Leia mais:   Governo do Estado consolida critérios de combate ao coronavírus

Assim que conseguiram descobrir o suspeito pelo homicídio, os investigadores foram até um endereço, no bairro Cidade Nova, onde verificaram se tratar de um conjunto de quitinetes.

Durante buscas na casa, foi localizada sob a geladeira uma pedra de pasta base de cocaína, e no quarto encontrado uma pistola e objetos sem comprovação fiscal como, aparelho televisor, relógios, celulares, entre outros.

Questionado sobre o homicídio, o rapaz assumiu a autoria do crime, cometido com ajuda de um comparsa. Em seguida, ele levou os policiais civis até outra residência no bairro Jardim Primavera, onde havia escondido os carregadores da pistola apreendida.

Neste endereço, uma pessoa foi abordada e revelou que havia guardado os carregadores a pedido do jovem, em troca de maconha. Na casa também foram localizadas porções de maconha e pasta base de cocaína. 

Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Lucas do Rio Verde, sendo constatada que a arma de fogo apreendida foi furtada de uma residência em janeiro deste ano e tem registro junto ao Ministério do Exército.

Leia mais:   Defensoria Pública de Mato Grosso consegue na Justiça prisão domiciliar para devedores de pensão alimentícia

Após interrogatório, os dois suspeitos foram autuados em flagrante. O rapaz de 23 anos foi preso por receptação e uso de drogas e o jovem de 18 anos responderá pelos mesmos crimes e ainda pelo homicídio, em apuração.

As investigações continuam para total esclarecimento da motivação do homicídio e verificação de outros possíveis envolvidos. 
 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana