conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende integrantes de grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Quatro pessoas suspeitas de integrar um grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos foram presas em flagrante, em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar realizada na segunda-feira (25.05), em Cuiabá. Na ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) foram apreendidas quatro armas de fogo, munições, bloqueador de sinais e vários objetos de origem ilícita.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de integrar organização criminosa e por posse ilegal de armas de fogo e munições.

As investigações realizadas pela equipe da GCCO apontam que o grupo está envolvido em dois arrombamentos de caixas eletrônicos recentes, um deles ocorrido em uma drogaria no bairro Trevisan, em Cuiabá, e o outro em um supermercado no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Nas duas situações foram utilizados explosivos e armas de grosso calibre como 556, 762, 380 e 9 mm.

As diligências que levaram à prisão dos suspeitos iniciaram com a equipe da Rondas Ostensivas Tática (Rotam), da Polícia Militar, após o roubo de uma caminhonete Toyota Hilux, ocorrido durante a madrugada. Os policiais militares identificaram os suspeitos e deram início a uma perseguição, ocasião em que ocorreu uma troca de tiros nas proximidades da região do Coxipó do Ouro.

Na ocorrência, um policial e dois criminosos foram atingidos. Um dos suspeitos não resistiu aos ferimentos e morreu durante o confronto e o outro teve parte dos dedos arrancadas. O policial foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá.

Leia mais:   Investigações no semestre resultam em cem prisões e 100 quilos de entorpecentes apreendidos em Rondonópolis

As informações da ocorrência foram repassadas à equipe da GCCO, que deu continuidade às diligênciasconseguindo localizar os integrantes do grupo em uma residência no bairro Barbado, na Capital. Um dos suspeitos, ao perceber a chegada dos policiais, tentou fugir, porém, foi capturado junto com seus comparsas.

Com eles foram encontradas quatro armas de fogo (duas pistolas 9 mm, um revólver calibre 38, e uma garrucha 38), além de munições para todas e objetos de origem ilícita como vestimentas, carregadores e um bloqueador de sinais “Jammer”, utilizado em crimes de furtos a instituições bancárias para cortar o sinal de alarmes e câmeras de segurança. Uma dar armas apreendidas com os criminosos pertence à Polícia Rodoviária Federal, sendo produto de crime de roubo/furto.

O delegado titular da GCCO, Flávio Henrique Stringueta, ressaltou que o combate a crimes contra instituições financeiras foi intensificado nas últimas duas semanas devido às duas ocorrências recentes, que chamaram atenção devido ao grosso calibre das armas utilizadas nas ações criminosas.

“Ontem, a equipe da Rotam teve um confronto com o grupo criminoso culminando em seguida na ação desencadeada pela GCCO que conseguiu prender quatro suspeitos e apreender as armas que possivelmente foram utilizadas nos crimes. Lembrando que em nenhum dos ataques, os suspeitos tiveram lucro, uma vez que no primeiro o dinheiro foi manchado de tinta vermelha do dispositivo de segurança do caixa eletrônico e no segundo houve troca de tiros com um segurança que evitou o êxito do crime”, disse o delegado.

Leia mais:   Autor de latrocínio em Palmas é preso pela Polícia Civil em Confresa

Para a delegada da GCCO Juliana Chiquito Palhares, a prisão do grupo criminoso é resultado do trabalho integrado e coeso das forças de segurança, que vêm atuando no enfrentamento de furtos e roubos a caixas eletrônicos, especialmente com a utilização de explosivos.

“São ocorrências que chamaram grande atenção devido ao forte armamento utilizado nas ações e significativa quantidade de disparos efetuados. Todos os indícios das investigações apontam que os quatro suspeitos detidos e o quinto que morreu durante confronto integram essa organização criminosa voltada especificamente para a  prática desse tipo de crime, com a utilização de explosivo e armamentos de grosso calibre”, disse a delegada.

Segundo a delegada, há outras pessoas envolvidas nos crimes e as investigações continuarão para identificar e prender outros integrantes do grupo criminoso.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil cumpre prisão de empresário por violência doméstica

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais um homem suspeito de violência doméstica teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (03.07), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá).

O suspeito, de 36 anos, é empresário do ramo de comércio de automóveis e teve a ordem de prisão decretada por descumprimento de medida protetiva.

O empresário já era investigado por violência doméstica contra a ex-esposa e continuava a procurar a vítima tendo registros por ameaça, injúria e lesão corporal. Diante dos fatos, a ordem de prisõo contra o suspeito foi expedida em janeiro de 2019.

Nesta sexta-feira (03), os policiais da DEDM de Rondonópolis realizaram diligências, conseguindo dar cumprimento ao mandado de prisão contra o suspeito, que foi localizado na residência dos seus pais, no bairro Jardim Vera Cruz.

Após ter o mandado de prisão cumprido, o suspeito foi encaminhado à Delegacia da Mulher de Rondonópolis para as providências de praxe.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Polícia Civil cumpre prisão de homem que jogou veículo e atirou contra casa de ex-companheira
Continue lendo

Policial

Preso na região norte homem investigado por estupro contra enteada

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem foragido da Justiça, acusado de estupro de vulnerável, foi preso pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, na tarde desta sexta-feira (03.07), em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte da Capital). O homem estava com mandado  decretado pela Comarca de Sorriso e a prisão ocorreu após troca de informações entre as Delegacias de Polícia das duas cidades.

O suspeito de 29 anos estava com a prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Sorriso, após investigação da Polícia Civil que comprovou o crime de estupro de vulnerável praticado contra sua enteada, de apenas oito anos, ocorrido no mês de março deste ano, no bairro Mário Raite. 

A vítima foi submetida a exame de corpo delito e ficou comprovada a conjunção carnal. Durante depoimento especial, a criança relatou à psicóloga que sofria violência sexual do padrasto desde os cinco anos de idade.

Desde o início da investigação, o homem estava foragido. Os policiais civis o localizaram em uma residência no bairro Parque das Araras, em Lucas do Rio Verde.

Leia mais:   Jovem apontada com líder do tráfico em Juína tem prisão cumprida em Sinop

Ele foi conduzido à Delegacia de Lucas do Rio Verde para as providências cabíveis e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana