conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende indígena por agressão a companheira em São Félix do Araguaia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil do município de São Félix do Araguaia (1.200 km a Nordeste) efetuou a prisão de um indígena, no domingo (08.09), por agredir fisicamente sua companheira também indígena. O caso aconteceu na residência do casal no centro da cidade e na presença de uma criança de 7 anos.

O suspeito, I.L.K. de 59 anos, foi autuado em flagrante pela contravenção penal de vias de fato e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal, combinado com a Lei Maria da Penha. 

A prisão ocorreu na tarde de domingo (08), quando a escrivã plantonista realizava diligências, e se deparou com um menino de 7 anos (neto do casal), em frente a uma casa, chorando e pedindo por socorro.

De imediato, a policial civil parou para atender o garoto e se aproximou do imóvel que estava com o portão aberto, momento em que avistou o suspeito agredindo a mulher. A vítima estava caída, enquanto o autor a segurava pelos cabelos e desferia golpes com a mão fechada na região da cabeça da mesma. 

Leia mais:   Feminicídios aumentam 68% nos primeiros seis meses de 2020 em MT

Diante dos fatos, a escrivã mandou o suspeito soltar a mulher. Ainda na ocasião, aparentando estado de embriaguez, o suspeito ameaçou e xingou a vítima.

Em seguida, foi solicitado apoio aos demais policiais civis, que foram até o local e efetuaram a detenção do agressor, o qual foi levado à Delegacia de São Félix do Araguaia, interrogado e autuado em flagrante delito.

A vítima, W.K., de 57 anos, foi ouvida e revelou não ser a primeira vez em que foi agredida pelo companheiro. Porém, com medo, não quis denunciar o agressor. Ela também foi submetida ao exame de corpo de delito e representou pelo pedido de medidas protetivas, impostas pela Lei Maria da Penha.

I.L.K. foi interrogado e posteriormente autuado pela contravenção penal de vias de fato, e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal e na lei da violência doméstica. Em seguida, o conduzido foi apresentado ao Poder Judiciário, sendo sua prisão em flagrante convertida pela Justiça em prisão preventiva.

As investigações continuam para conclusão do inquérito instaurado pela Polícia Civil para apuração do caso e possível indiciamento do investigado.

Leia mais:   Detento é encontrado morto dentro de tambor com água na cadeia publica de Cáceres

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Destaque

Detento é encontrado morto dentro de tambor com água na cadeia publica de Cáceres

Publicado

Detento de 41 anos, identificado como M.J.L., foi encontrado morto na Cadeia Pública de Cáceres, na madrugada desta terça-feira (4). Segundo as informações, o corpo dele estava dentro de um tambor de água com 200 litros, de cabeça para baixo.

De acordo com as informações, um dos funcionários da cadeia percebeu pelas câmeras de monitoramento que os detentos estavam se comportando de maneira estranha, em seguida, teria acenado para a câmera.

Leia também – Testemunhas encontram corpo de homem em rodovia de MT

Um dos servidores desceu e foi até os agentes verificar o que tinha acontecido. Um dos detentos informou que “tinha um b.o para eles resolverem”, apontando a direção.

Dentro da cela, encontraram o corpo do detento dentro de um tambor de 200 litros d’água, de cabeça para baixo. Segundo os outros presos, ele cometeu suicídio. O local foi isolado até a chegada da Perícia Oficial. O caso foi registrado e será investigado pela Polícia Civil.

Comentários Facebook
Leia mais:   PF deflagra operação contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Cuiabá e Cáceres
Continue lendo

Destaque

PF deflagra operação contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Cuiabá e Cáceres

Publicado

A ação faz parte da Operação Coincidere, com o objetivo de desmantelar organização criminosa voltada ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça-feira (4), cinco mandados de busca e apreensão e quatro de prisão em Cuiabá, Cáceres e São Paulo. A ação faz parte da Operação Coincidere, com o objetivo de desmantelar organização criminosa voltada ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Um dos alvos já foi preso na semana passada, durante deflagração da Operação Alagados.

Durante a investigação, a PF identificou organização criminosa estabelecida na região de fronteira do Estado do Mato Grosso, com atuação consistente na internalização de grandes cargas de cocaína vindas da Bolívia. Posteriormente, a droga era enviada à Europa, via portos, com uso de caminhões com compartimentos especialmente preparados.

No decorrer da investigação, foram efetuadas duas prisões em flagrante e três apreensões que totalizaram aproximadamente 700kg de cocaína. Na última apreensão, após abordagem realizada pela Força Aérea Brasileira (Fab), a aeronave realizou pouso forçado em uma área rural próximo ao Porto Jofre, em Poconé.

Leia mais:   Defensoria Pública usa nova lei do Pacote Anticrime em HC e TJMT concede progressão de regime mais benéfica

O piloto fez pouso forçado ao perceber que seria abordado e em seguida os ocupantes atearam fogo no avião e fugiram para região de mata.

Por: Fabiana Mendes – Olhar Direto

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana