conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende casal envolvido em golpe de R$ 2 milhões na compra de gado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um casal suspeito de aplicar golpe de mais de R$ 2 milhões na compra de cabeças de gado, utilizando cheques sem fundos, teve mandados de prisões preventivas cumpridos na operação “Boi Voador”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil nesta quinta-feira (08.11), por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá),

Com base nas investigações foram expedidas pela 2ª Vara criminal de Barra do Garças as ordens de prisão contra E.T.A.F., 52, o “Vandinho” e M.C.S., pelo crime de estelionato. A operação recebeu o nome de “Boi Voador”, uma vez que a aquisição do gado era realizada com cheques sem fundo.

A atuação do casal de estelionatários foi identificada em investigações da Derf Barra do Garças com apoio dos Núcleos de Inteligência das Regionais de Barra e de Guarantã do Norte, coordenadas pelos delegados Adilson Gonçalves de Macedo e Geraldo Gezoni Filho.

Durante as investigações da Derf Barra do Garças, conduzidas pelo delegado, Wilyney Santana Borges, foi evidenciado que o suspeito E.T.A.F., conhecido comprador de gado na região, após ganhar a confiança dos produtores, fez a aquisição de mais de 500 cabeças de bovino, em diversas propriedades da região do Araguaia, incluindo municípios vizinhos no estado de Goiás.

Leia mais:   Polícia Civil e Procon fiscalizam distribuidora de produtos médicos e hospitalares

A compra era realizada com cheques pré-datados para 30 ou 60 dias, emitidos pela suspeita M.C.S., e que não possuíam saldo para compensação. As rezes compradas pelos suspeitos eram embarcadas no ato do negócio, ocasião em que o produtor rural que vendia os animais retirava a GTA e a nota fiscal, colocando nos documentos que o gado seria transportado para arrendamentos rurais nos municípios de General Carneiro, Portal do Araguaia, Torixoréu, Baliza (GO) e Piranhas (GO).

Segundo o delegado, Wilyney, em vez de fazer o transporte dos animais, os suspeitos levavam o gado para venda em leilões da região, desfazendo dos animais antes que os cheques não fossem compensados pelo banco. “Sabendo que os valores não seriam pagos, os suspeitos transferiam os patrimônios que possuíam para terceiros, evitando possível execução cível na cobrança dos cheques sem fundos”, disse.

O casal foi preso em Guarantã do Norte e uma equipe da Derf-BG irá até o município para fazer o recambiamento dos presos para Barra do Garças, uma vez que serão necessárias diligências complementares, para finalização das investigações.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre mandados de buscas para esclarecer desaparecimento em Comodoro

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícias Civil e Militar recuperam veículo roubado na cidade de Cáceres

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um veículo roubado na cidade de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), foi recuperado no sábado (23.05) em ação integrada da Polícia Civil e Polícia Militar, atuante na região de fronteira.

O trabalho da força-tarefa integra a operação integrada “Hórus/Vigia-MT”, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Policiais civis da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), em conjunto com militares do Grupo Especial de Fronteira (Defron), realizaram diligências para localizar o veículo Volkswagem Jetta, roubado de uma residência em Cáceres, na quinta-feira (21).

A vítima, moradora do bairro Cavalhada I,  foi surpreendida pelos suspeitos quando chegava na casa. Ao abrir o portão ela foi abordada por três homens armados. Com os rostos cobertos, os suspeitos entraram no imóvel, renderam a família e mantiveram os moradores em cárcere privado, sob ameaça. Os criminosos fugiram do local levando o veículo Volkswagem Jetta, além de outros pertences como joias, relógios e celulares.

Durante as diligências, as equipes conseguiram encontrar o veículo escondido em um terreno de uma residência abandonada, no bairro São Miguel, local usado para guardar produtos de roubo ou furto.

Leia mais:   Polícia Civil encontra novos locais de desova de animais domésticos na Capital

Os indícios apontam que o veículo teria como destino a cidade de San Mathias, na Bolívia, para ser trocado por entorpecentes. Com a recuperação do Jetta, as investigações continuam para identificar e prisão dos autores do crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Envolvido em furto de joalheria em Sinop é preso pela Polícia Civil em Várzea Grande

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um dos autores do furto qualificado em uma joalheria em Sinop (499 km ao Norte de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), realizada poucas horas após o crime.  A ação resultou na recuperação de parte das joias furtadas, além da apreensão de um dos veículos utilizados no crime. .  

O crime ocorreu no sábado (23) quando os criminosos, mediante arrombamento, entraram na loja e subtraíram grande quantidade de joias, entre alianças, correntes e pingentes, causando um prejuízo a empresa de aproximadamente R$ 1 milhão.

 Logo após o furto, a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Sinop foi acionada, conseguindo, através da análise das câmeras de segurança, identificar dois veículos utilizados na ação criminosa, entre eles um Fiat Palio, com placas de Várzea grande.

Diante dos levantamentos, os policiais de Sinop entraram em contato com a equipe da  Derf Várzea Grande, que com base nas informações passadas conseguiu identificar o proprietário do veículo Fiat Palio. Em continuidade as diligências, os policiais da Derf-VG foram até a casa do suspeito onde avistaram o veículo utilizado no furto. 

Leia mais:   Polícia Civil localiza corpo de adolescente que estava desaparecido há um mês

Os investigadores realizaram a abordagem do suspeito, sendo encontrado com ele  uma espingarda calibre 22 com seis munições, além de algumas joias furtadas da joalheria de Sinop. Questionado, ele confessou a participação no furto assim como apontou o nome dos seus comparsas no crime.

 Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Derf Várzea Grande, onde após ser interrogado pelo delegado Guilherme Bertolli, foi autuado em flagrante pelos crimes de furto qualificado,  posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana