conecte-se conosco


Destaque

Policia Civil instaura inquérito para apurar apropriação indébita por diretoria do SSPM

Publicado

A Polícia Judiciária Civil irá apurar denuncia de desvio de recursos, através de apropriação indébita, no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SSPM). A determinação é do Ministério Público Estadual. O delegado Wilson de Souza Santos, informou que já requisitou junto ao SSPM cópias de todos os balancetes e contratos celebrados entre o sindicato e empresas conveniadas, nos últimos cinco anos, na gestão do ex-presidente Claudiney Lima Pinto que tinha na diretoria, o atual presidente da entidade Fábio Luiz Lourenço.

O delegado diz que, nos próximos dias, deverá intimar os citados – a maioria diretores do SSPM -, para que sejam interrogados. De acordo com a denuncia feita pelo servidor Eliel Domingues da Rocha, a diretoria sindical descontava os recursos dos convênios, dos salários dos servidores, porém, não os repassava às empresas conveniadas, entre alas, Unimed, Vivo e Oi entre outras. À época, de acordo com a denúncia, o suposto desvio havia provocado um rombo de mais R$ 1 milhão nos cofres da entidade.

“Estamos cumprindo uma determinação ministerial. Já requisitamos e recebemos cópias de convênios e contratos feitos entre o sindicato e várias empresas. Após análise de todos os documentos, vamos marcar datas e interrogar os acusados” explicou o delegado.

Leia mais:   36 milhões de trabalhadores não fizeram o saque imediato do FGTS

Um dos casos de maior gravidade, conforme a denuncia, se refere ao débito com a Unimed. A cooperativa médica está protestando o SSPM por uma dívida não paga no valor de R$ 425 mil. Além dessa e outros débitos com empresas de telefonia Vivo e Oi, constam na denúncia outras pendências com uma empresa de revenda e consertos de motos, escritório de advocacia e consultórios médicos e dentários.

Tesoureiro renuncia

Professor da rede pública municipal, Laércio Neves Cardoso, eleito tesoureiro na chapa do presidente Fábio Lourenço, renunciou a função e desfiliou do quadro do SSPM a pouco mais cinco meses após tomar posse. Em contato com a reportagem Laércio afirmou que decidiu deixa o cargo e o sindicato por “incompatibilidade” do método da diretoria. Evitou tecer maiores comentários, segundo ele, para evitar maiores desgaste.

Por outro lado

Acusado dos desvios, o presidente do sindicato Fábio Lourenço, diz estar “tranquilo” com toda situação. No entendimento do representante do SSPM “essas denúncias são antigas” e que na verdade “são perseguições políticas, próprias de anos eleitorais. Eu estou tranquilo”. Ele não descarta os débitos com as empresas. Porém, afirma que “são resultados de desacordos comerciais”.

Leia mais:   Operação Carnaval contará com reforço de mais de 6 mil servidores em Mato Grosso

Lourenço confirma o protesto feito pela Unimed contra o sindicato. Mas, afirma que está negociando e que irá pagar, de acordo com a receita disponível. “Vamos pagar sim, mas de acordo com a possibilidade de nossa receita. Além da Unimed temos vários outros compromissos” explica assinalando que “estamos dando essas explicações nas audiências que somos convocados”.

O presidente assinala ainda que a “preocupação” dos denunciantes é com a questão politica. “Volta e meia eles apresentam a mesma denuncia. É uma questão política achando que sou candidato e que vou atrapalhar planos de alguém. Mas, essas pessoas podem ficar tranquilas, não sou candidato a nada. O meu compromisso é com a direção do sindicato”.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Destaque

PREVISÃO: Semana segue com chuva e alerta para 82 cidades de MT

Publicado

O mato-grossense não se intimidou com a chuva durante o Carnaval e vai conviver com céu nublado também nos próximos dias. Há alerta de temporais para 82 cidades.

Leia também -AL não derruba veto e pedágios não aceitarão cartões como pagamento

De acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), nesta quarta-feira de Cinzas (26), os termômetros marcam entre 23°C e 34°C.

Na quinta-feira (27) a mínima fica em 25°C e a máxima em 33°C. Na sexta-feira (28), a temperatura fica entre 24°C e 34°C.
Em Cáceres (225 km a Oeste), os termômetros marcam entre 21°C e 34°C nos próximos dias.

O Cptec aponta mínima de 21°C e máxima de 33°C nesse resto de semana, em Sinop (500 km ao Norte).

A previsão para Rondonópolis (215 km ao Sul) mostra mínima de 23°C e máxima de 34°C.

Segundo o Centro de Pesquisa, há alerta de tempestades de raios, chuvas intensas e acúmulo de água para as seguintes cidades:

Acorizal
Água Boa
Alto Araguaia
Alto Garças
Alto Paraguai
Alto Taquari
Araguaiana
Araguainha
Araputanga
Arenápolis
Barão de Melgaço
Barra do Bugres
Barra do Garças
Bom Jesus do Araguaia
Cáceres
Campinápolis
Campo Verde
Canarana
Chapada dos Guimarães
Cocalinho
Conquista D’Oeste
Cuiabá
Curvelândia
Denise
Diamantino
Dom Aquino
Figueirópolis D’Oeste
Gaúcha do Norte
General Carneiro
Glória D’Oeste
Guiratinga
Indiavaí
Itiquira
Jaciara
Jangada
Jauru
Juscimeira
Lambari D’Oeste
Mirassol D’Oeste
Nobres
Nortelândia
Nossa Senhora do Livramento
Nova Brasilândia
Nova Lacerda
Nova Marilândia
Nova Nazaré
Nova Olímpia
Nova Xavantina
Novo Santo Antônio
Novo São Joaquim
Paranatinga
Pedra Preta
Poconé
Pontal do Araguaia
Ponte Branca
Pontes e Lacerda
Porto Esperidião
Porto Estrela
Poxoréo
Primavera do Leste
Querência
Reserva do Cabaçal
Ribeirão Cascalheira
Ribeirãozinho
Rio Branco
Rondonópolis
Rosário Oeste
Salto do Céu
Santo Afonso
Santo Antônio do Leste
Santo Antônio do Leverger
São Félix do Araguaia
São José do Povo
São José dos Quatro Marcos
São Pedro da Cipa
Serra Nova Dourada
Tangará da Serra
Tesouro
Torixoréu
Vale de São Domingos
Várzea Grande
Vila Bela da Santíssima Trindade

Leia mais:   Projeto quer implantar transporte coletivo intermunicipal gratuito para jovens de baixa renda

GD

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

36 milhões de trabalhadores não fizeram o saque imediato do FGTS

Publicado

Cerca de 36 milhões de trabalhadores, de um total de 96 milhões com direito ao benefício, não retiraram o dinheiro liberado pelo FGTS para o saque imediato. Essa modalidade liberou até R$ 998 por conta ativa ou inativa no ano passado. Mas quem ainda não sacou poderá fazê-lo até 31 de março.

Um total de R$ 15 bilhões estão parados nas contas, o que equivale a cerca de 35% dos R$ 42,6 bilhões inicialmente previstos para serem liberados.

Segundo estimativa do Ministério da Economia, uma parte de trabalhadores pode não ter realizado o saque imediato para não reduzir o valor de sua poupança em caso de demissão sem justa causa.

Mas o ministério acredita que muitos trabalhadores deixaram de pegar o recurso por achar que estarão optando automaticamente pelo saque-aniversário. Essa modalidade é direrente do saque imediato, que só vigorou no ano passado.

Já o saque-aniversário vai permitir, a partir deste ano, a retirada de parte do saldo da conta do FGTS no mês do aniversário todos os anos, em alternativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho sem justa causa.

Leia mais:   Mais de 3 mil casos de Aids foram registrados e quase 400 gestantes foram infectadas pelo vírus HIV em 4 anos em MT

Essa opção não é automática. O trabalhador deve se cadastrar nos seguintes canais: app FGTS, fgts.caixa.gov.br, internet banking Caixa ou agências.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana