conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil inova e realiza pela primeira vez reunião gerencial por videoconferência

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Diretoria da Polícia Civil realizou nesta sexta-feira (22.05) a primeira reunião gerencial com as regionais da instituição por meio do sistema de videoconferência. Além do investimento em tecnologia, que otimiza tempo e agiliza a tomada de decisões, a videoconferência é uma tendência adotada no serviço público e empresas privadas diante da necessidade de prevenção à disseminação pelo novo coronavírus, evitando grandes aglomerações em ambientes fechados.

O encontro gerencial desta sexta-feira reuniu diretores da Polícia Civil na sede da instituição, interligados virtualmente com as 15 delegacias regionais, possibilitando a interação entre os participantes e discussão das pautas apresentadas.

O delegado-geral, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, destacou que as reuniões por videoconferência possibilitam um ganho não apenas em tempo, como na economia de recursos e na agilidade na tomada de decisões. “É mais uma etapa de um longo processo que vem se desenvolvendo há mais de dois anos para concretizar o sonho de ver uma Polícia Civil tecnológica e amplamente conectada”, frisou o delegado-geral.

A reunião teve entre as pautas discutidas o reforço para que todas as unidades policiais observem e cumpram as normas sanitárias em relação à prevenção ao novo coronavírus. O delegado-geral adjunto, Gianmarco Pacola, explicou que uma nova portaria será divulgada pela instituição reforçando as medidas preventivas.

Leia mais:   Polícia Civil apreende em Várzea Grande menor com mandado expedido por Mirassol D’Oeste

Investimento e agilidade

As câmeras de videoconferência fazem parte do investimento em tecnologia, no valor de R$ 4,5 milhões oriundo de um Termo de Ajustamento de Conduta celebrado com o Ministério Público Estadual que TI, com equipamentos modernos e maior capacidade de armazenamento de dados para dar suporte à implantação do inquérito eletrônico e demais sistemas utilizados pela Polícia Civil.  

O diretor de Interior, Walfrido Nascimento, reforça a agilidade trazida pela videoconferência, pois as demandas das regionais podem ser tratadas sem que aja necessidade de deslocamentos de grandes distâncias, como por exemplo das regionais localizadas em Alta Floresta, Juína, Guarantã do Norte e Vila Rica.

O delegado da regional de Vila Rica, Marcos Aurélio Dias Leão, elogiou a nova proposta de reunião gerencial e destacou a agilidade e economia com o formato adotado. “Cada viagem, em virtude da distância é bem cansativa, pois precisamos chegar, participar e logo retornar à regional. Para quem está em uma distância como por exemplo, a regional de Confresa, essa é uma ferramenta de importância tremenda, que também possibilita economia de combustível e no desgaste de viaturas. É o futuro para nossa instituição”.

Leia mais:   Autor de violência doméstica em Cáceres é preso pela Polícia Civil na zona rural de Cuiabá

As câmeras instaladas nas delegacias regionais são próprias para realização de videoconferências em salas de reunião. A Polícia Civil vai encaminhar também a todas as delegacias 450 webcams que serão utilizadas para gravação de oitivas, que faz parte do projeto de modernização tecnológica da instituição.

A reunião contou também com a participação dos dirigentes da Polícia Civil: diretora de Execução Estratégica, Daniela Maidel; diretor de Atividades Especiais, Fernando Pigozzi; chefe de gabinete da diretoria, delegado Newton Braga e coordenador de Gestão de Pessoas, delegado Arnon Osny Mendes Lucas.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil prende traficante com 11 tabletes de maconha e porções preparadas para venda em Rondonópolis

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT 

Onze tijolos e meio de maconha e mais de 20 porções da mesma substância foram apreendidos pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (04.06) no município de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

O trabalho resultou na prisão de um traficante responsável pelo ponto de venda de drogas, onde o entorpecente foi apreendido. O jovem, de 21 anos, foi autuado em flagrante por tráfico de droga.

Os policiais civis realizavam diligências de combate ao tráfico de drogas na região do bairro Jardim Sumaré, quando identificaram um morador do bairro que atuava intensamente com a atividade ilícita;

Durante monitoramento da casa, foi percebido a grande movimentação de usuários no local, além de ser levantada a informação de que o investigado estaria com expressiva quantidade de drogas na imóvel.  

Na manhã desta quinta-feira (04), os policiais civis da Derf avistaram a presença de vários usuários no endereço, que ao perceberem a aproximação da equipe policial evadiram em motocicletas, incluindo o próprio morador da residência. Os policiais saíram em perseguição do suspeito, que ao ser abordado quebrou o seu aparelho celular jogando contra o asfalto e ainda tentou correr, mas foi contido.

Leia mais:   Polícia Civil apreende em Várzea Grande menor com mandado expedido por Mirassol D’Oeste

Em seguida, os policiais retornaram no endereço, onde apreenderam a considerável quantidade de maconha, totalizando 11 tabletes e meio, mais 21 porções menores prontas para vendas, balanças de precisão, caderno com anotações do tráfico, máquina para cartão, cerca de R$ 50 em dinheiro, além de diversos materiais usados para o crime.

Diante do flagrante o suspeito foi conduzido para Derf Rondonópolis junto a todo material apreendido, interrogado e autuado por tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, o preso foi apresentado para audiência de custódia e colocado à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil resgata vítima que seria assassinada por organização criminosa em Primavera do Leste

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem, de 29 anos, que era mantido em cárcere privado e torturado por uma associação criminosa foi resgatado pela Polícia Civil, na segunda-feira (01.06), em diligências realizadas pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Primavera do Leste (231 km ao Sul de Cuiabá), Núcleo de Inteligência e Delegacia Municipal. A vítima era mantida em um buraco com os pés e as mãos amarrados e seria jogada no Rio das Mortes para se afogar.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, sete pessoas participaram da tentativa de homicídio. Durante os trabalhos, dois dos envolvidos foram presos e um menor foi apreendido por participação na ação criminosa, além de ser realizada a apreensão de drogas, aparelhos eletrônicos e dinheiro.

As diligências, coordenadas pela delegada Anamaria Machado, iniciaram após as equipes da Polícia Civil receberem denúncias anônimas sobre o local em que a vítima estava. Segundo as informações, a vítima era torturada por membros da organização criminosa desde a noite de domingo (31.05) e seria morta afogada no Rio das Mortes.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre três mandados contra mulher suspeita de atuar com tráfico de drogas na Capital

Segundo as investigações, a vítima estava em uma casa ingerindo bebida alcoólica com uma mulher que começou a acusá-lo de assédio, fato que teria motivado o crime, uma vez que filho da mulher é integrante da facção criminosa e foi identificado com um dos envolvidos na tortura. A Polícia ainda investiga se a mulher teve participação na tentativa de homicídio e se também tem envolvimento com o grupo criminoso.

Quando os policiais chegaram ao local do cativeiro, a vítima estava em um buraco com os pés e as mãos amarradas, sem nenhuma condição de mobilidade, totalmente a mercê dos criminosos. Segundo a delegada, Anamaria Machado, o buraco foi tampado com uma manta utilizada para a cachorra da casa dormir. “Ele estava coberto como se tivesse enterrado”, disse a delegada.

O delegado regional de Primavera do Leste, Carlos Roberto Moreira de Oliveira, disse que a vítima não tem envolvimento com o mundo do crime. “Fizemos o levantamento da vida pregressa dele e não encontramos, pelo menos, até o momento, nenhum envolvimento da vítima em ações criminosas”, destacou.

Leia mais:   Duas novas viaturas reforçam o trabalho de combate ao crime organizado no estado

Ainda segundo o regional, a Polícia Civil de Primavera do leste tem trabalhado fortemente para impedir ações da organização criminosa no município, com destaque para a atuação voltada ao tráfico de drogas.

Exemplo deste combate aconteceu no mês de maio, quando a Polícia Civil fechou quatro bocas de fumo em Primavera do Leste. O trabalho coordenado pelo delegado regional Carlos Roberto Moreira de Oliveira, junto a delegada titular da Derf, Anamaria Machado resultou ainda em oito pessoas presas, além de apreensões de quantias significativas de drogas como cocaína e maconha, carros e motocicletas utilizadas para tráfico.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana