conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil indicia madrasta por homicídio qualificado de criança de 11 anos

Publicado

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) de Cuiabá, concluiu o inquérito da morte da menina Mirella Poliane Chue de Oliveira, 11 anos, e indiciou a madrasta da criança, J.G.A., 42 anos, por homicídio duplamente qualificado, praticado por envenenamento e motivo torpe.

As investigações da Deddica concluíram que a indiciada teria cometido o crime sozinha, sem auxílio de outra pessoa. O inquérito aponta ainda que o pai da vítima não teve envolvimento direto e que teria sido induzido ao erro pela mulher. A madrasta conduzia e tinha controle de todas as situações na família – financeira, educação, saúde e demais cuidados com a criança.

O trabalho investigativo apontou ainda a suspeita de que a madrasta teria envenenado o avô paterno da vítima, Edson Emanoel. No curso das diligências, a Deddica solicitou exames que constataram a possibilidade da morte do homem ter sido causada por envenenamento – ocorrida em março de 2018. A vítima morava com o avô e, com a morte dele, a menina passou a ficar com a indiciada.

Para confirmar essa suspeita, será necessária a exumação do corpo do avô para coleta de material e exames, que possam apontar vestígios de veneno o que, devido ao tempo, pode não ser possível. A Deddica solicitou à justiça autorização para que uma cópia do inquérito seja encaminhada à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, para investigar a suspeita de envenenamento do avô de Mirella.

Leia mais:   Alunos e professores apostam em limpeza para conscientizar comunidade escolar

A indiciada teve a prisão temporária convertida em prisão preventiva pela Justiça e permanece em uma unidade penitenciária feminina. O inquérito será remetido ao Ministério Público Estadual.

Crime

Mirella Poliane morreu em junho deste ano, de causa inicialmente indeterminada. A criança deu entrada em um hospital privado de Cuiabá, já em óbito, e como o hospital não quis declarar a morte, foi acionada a DHPP para liberação do corpo, que solicitou perícia por precaução, diante da falta de evidência de morte violenta. Em princípio, houve suspeita de meningite, bem como de abuso sexual, mas exame de necropsia pelo Instituto Médico Legal descartou o abuso.

A Politec coletou materiais para exames complementares e, conforme Pesquisa Toxicológica Geral realizada pelo Laboratório Forense, foram detectadas no sangue da vítima duas substâncias, uma delas um veneno que provoca intoxicação crônica ou aguda e a morte.

O caso foi então remetido à Deddica, que durante as investigações desvendou o plano de envenenamento, premeditado e praticado em doses diárias, pelo período de dois meses. A indiciada causou a morte da menina usando o veneno, de venda proibida no Brasil, e ministrando gota a gota, entre abril e junho de 2019.

Motivação

As investigações apontaram que a indenização recebida pela criança, por conta da morte de sua mãe durante seu parto, foi a motivação do plano de envenenamento. A ação indenizatória foi movida pelos avós maternos da criança, que ingressaram na Justiça. Neste ano, após 10 anos de tramitação do processo, a família ganhou a causa em última instância, recebendo R$ 800 mil, incluindo os descontos de honorários advocatícios.

Leia mais:   Em inauguração do HMC, governador anuncia retomada de mais dois hospitais

Parte do dinheiro ficaria depositada em uma conta para a menina movimentar somente na idade adulta. A Justiça autorizou que fosse usada uma pequena parte do dinheiro para despesas da criança, mas a maior quantia ficaria em depósito para uso, após atingir a maioridade.  

Até 2018, Mirella era criada pelos avós paternos. Em 2017, a avó morreu e no ano seguinte (2018) o avô também faleceu, passando a garota a ser criada, naquele mesmo ano, pelo pai e madrasta. A partir disso, teve início o plano da mulher para matar a criança com o objetivo de ter acesso ao dinheiro.

A mulher, presa no início de setembro, foi ouvida após a morte da menina e contou que convive com o pai da vítima desde que ela tinha dois anos de idade e que se considerava mãe da criança. Ela declarou que Mirella começou a ficar doente em 17 de abril de 2019, apresentando dor de cabeça, tontura, dor na barriga e vômito.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Dia da Bandeira reúne estudantes e lideranças em ato cívico

Publicado

Nesta terça-feira (19.11), Dia da Bandeira, o 12º Batalhão da Polícia Militar em Sorriso (420 km de Cuiabá) reuniu policiais, estudantes, professores, lideranças e autoridades civis e militares em ato de elevação e depois de incineração do principal símbolo nacional.

Pontualmente as 12h, como prescreve o regulamento, e em uma unidade militar, nesse caso na frente do quartel do 12º BPM, o pavilhão nacional foi hasteado. Logo depois, os presentes entoaram o hino à Bandeira e em seguida ocorreu a leitura da ordem do dia (o tema e finalidade do evento).

Somente depois desses procedimentos aconteceu o ritual de incineração. Em uma pira metálica, o praça mais antigo do Batalhão, sargento Izaias Moura, acendeu a chama que incinerou 10 bandeiras, exemplares danificados pelo tempo de uso que foram recolhidos em unidades da própria PM ou levados até o quartel ao longo do ano por representantes do Poder Judiciário, escolas municipais e da Escola Militar Tiradentes.

O comandante do 12º BPM, tenente-coronel Jorge Almeida, também convidou para participar do ato estudantes do Projeto social ‘Luz do Amanhã’, desenvolvido pela PM, alunos de escolas municipais, policiais do Corpo de Bombeiros Militar.

Leia mais:   PM apreende helicóptero com indício de adulteração em General Carneiro

Jorge Almeida observa que o ato teve a finalidade de despertar na comunidade o amor e o respeito à pátria e aos símbolos nacionais.

Você sabia?

Que somente no dia 19 de Novembro, Dia da Bandeira, o símbolo nacional pode ser incinerado?  E que as bandeiras em desuso ou mau estado de conservação(rasgadas, descosturadas ou envelhecidas) devem ser entregues em unidades militares para que possam ser guardadas até a data determinada para incineração?

Essas são exigências previstas no artigo 31 da Lei 5.443, de 28 de maio de 1968, que dispõe sobre a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais e dá outras providências.     

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Virginia Mendes promove encontro com primeiras-damas do interior

Publicado

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, reuniu-se na noite desta segunda-feira (18.11) com primeiras-damas de municípios do interior. O encontro foi promovido pelo Governo do Estado e teve o objetivo de apresentar um balanço do primeiro ano da Gestão Mauro Mendes.

Virginia Mendes recebeu as primeiras-damas, acompanhadas dos prefeitos, ao lado do governador Mauro Mendes, com um jantar no Palácio Paiaguás. O evento foi bem prestigiado e contou com a presença de mais de 60 primeiras-damas, além de prefeitas, prefeitos e autoridades em geral.

Durante sua apresentação, o governador Mauro Mendes fez questão de enaltecer que os resultados destes 300 dias de gestão demonstram que as medidas adotadas pelo Estado começaram a surtir resultados em todas as áreas.

Na opinião da primeira-dama Virginia Mendes, o Governo tem conseguido equilibrar e ajustar a máquina pública e, com isso, fazer com que as ações cheguem de fato até quem mais precisa, que são as famílias mato-grossenses moradoras dos 141 municípios do Estado.

“Já fui primeira-dama de Cuiabá e sei que esta parceria com o Governo é essencial para que mais famílias possam ser beneficiadas com ações nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, esportes e assistência social. Fiquei muito feliz em receber tantas primeiras-damas e poder estar perto delas, ouvindo e agradecendo por este primeiro ano de trabalho. Sabemos que temos muito a avançar e contamos com a parceria dos municípios neste sentido”, destacou Virginia.

Leia mais:   Economia de Mato Grosso tem a maior taxa de crescimento no país

Para a primeira-dama de Poconé e secretária municipal de Assistência Social, Joelma Gomes, o encontro organizado pelo governador e pela primeira-dama Virginia Mendes foi esclarecedor sobre as ações promovidas pelo Estado em 2019 e motivador para que 2020 seja um ano ainda mais produtivo.

“A forma visionária com que o governador Mauro Mendes tem conduzido Mato Grosso e a sensibilidade da primeira-dama Virginia Mendes tem impactado positivamente no nosso município. Nós podemos dizer que Poconé teve um avanço neste último ano e que estamos otimistas de que avançaremos ainda mais em 2020”, destacou Joelma.

Para a primeira-dama de Lucas do Rio Verde, Rafaela Frizzo, que recebeu a primeira-dama Virginia Mendes em seu município, o jantar foi acolhedor e oportuno para troca de experiências com os demais municípios.

“Ficamos muito felizes com a receptividade do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes. Temos plena confiança no casal e sabemos que estão olhando com todo carinho para os municípios de Mato Grosso”, avaliou Rafaela.

A mesma declaração é compartilhada pela primeira-dama de Campo Novo do Parecis, Nelva Casagrande, que ao lado do prefeito Rafael Machado já recepcionou a primeira-dama e teve a oportunidade de participar de algumas agendas voltadas para o social.

Leia mais:   Dia da Bandeira reúne estudantes e lideranças em ato cívico

Balanço

A Unidade de Atendimento à Família (UNAF), que é comandada pela primeira-dama Virginia Mendes de forma voluntária, apresentou um resumo das principais ações realizadas em 2019. Entre elas a ação solidária em prol do Hospital Estadual Santa Casa com a arrecadação de brinquedos e eletrodoméstico e reforma da ala pediátrica do hospital.

Também foi apresentada a implantação da 1ª Delegacia 24 horas da Mulher e o governador destacou as inúmeras campanhas promovidas para arrecadar fundos em prol da obra. O projeto Ser Mulher também promoveu ações de combate à violência doméstica, por meio do ônibus lilás e em parceria com a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica, coordenada pela desembargadora Maria Erotides Kneip.

As pessoas com deficiência também foram beneficiadas com as ações desenvolvidas pela UNAF, como a 1ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência e o 1º Desfile Inclusivo de Moda. A equipe também realizou atividades no Dia da Criança, dentro do projeto Ser Criança, levando 3 mil crianças para um dia de lazer, totalmente gratuito, no Sesi Park.

Ainda para o final do ano, a primeira-dama e o governador estão organizando o maior Natal, com cenários temáticos, atrações e a arrecadação de brinquedos e alimentos para crianças e famílias carentes.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana