conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil identifica grupo criminoso envolvido em roubos e homicídio em Sinop

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil avança nas investigações contra um grupo criminoso envolvidos em vários cries de roubos a comércios e propriedades rurais no município de Sinop (500 km ao Norte da Capital). O mesmo grupo seria responsável por um homicídio, ocorrido no último dia 07 de dezembro, em que o corpo da vítima foi carbonizado dentro de um veículo.

Os trabalhos resultaram na prisão de Douglas Rodrigo Neves dos Santos, apontado como um dos integrantes de quadrilha. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições e também estava com mandado de prisão em aberto por outro crime.

As investigações iniciaram para apurar diversos roubos realizados em estabelecimentos comerciais e imóveis rurais na região. De acordo com as investigações, os integrantes do grupo são extremamente violentos e utilizam armas de fogo para a prática dos crimes.

Segundo o delegado, Ugo Ângelo Reck Mendonça, o grupo é responsável por pelo menos 4 roubos ocorridos recentemente em Sinop e região.

Leia mais:   Polícia Civil esclarece roubo a lanchonete e prende três em flagrante

“Eles praticaram o roubo a uma fazenda na cidade de Feliz Natal, ocorrido no dia 15 de novembro. Na ocasião, os criminosos subtraíram mais R$ 225 mil em produtos agrícolas que haviam chegado à propriedade no dia anterior”, disse o delegado.

Na ocasião, o gerente e um funcionário da fazenda foram rendidos pelos criminosos e obrigados a carregar o veículo com os defensivos. Durante as investigações, vários produtos roubados pelos suspeitos foram recuperados em ações da Polícia Civil e Militar.

Os produtos roubados foram localizados dias depois pela Polícia Militar, em uma casa no bairro Vila Santana, em Sinop, ocasião em que foram apreendidos 27 galões de 20 litros de veneno.

Na quarta-feira (11), os policiais da Delegacia Regional de Sinop realizaram buscas em uma residência, onde apreenderam diversos produtos roubados de propriedades rurais, como máquina de solda, compressores, cabos de energia, ferramentas e uma chave de veículo Landrover.

Homicídio

O grupo também estaria envolvido com o homicídio que vitimou, Augusto Marinho Ferreira, no último dia 07 de dezembro, quando o corpo da vítima foi encontrado dentro de um veículo carbonizado.

Leia mais:   Suspeito de envolvimento em roubo a casa de parlamentar é trazido do Acre para MT

A suspeita é que a vítima fazia parte do grupo e foi morta após uma discussão pela divisão dos bens. As investigações seguem em andamento pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Sinop. 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil prende homem que agrediu ex-companheira com chave de fenda em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem acusado de agredir a namorada com golpes de chave de fenda teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (22.01), em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande (DEDMCI-VG) com apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (228 km a Oeste de Cuiabá).

O suspeito, que conviveu 5 anos com a vítima, já havia a agredido anteriormente, no mês de dezembro de 2019. Assim que saiu da prisão, em janeiro, mesmo ciente das medidas protetivas, rompeu a tornezeleira eletrônica para praticar a nova agressão.

O crime ocorreu no dia 10 de janeiro em uma residência no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. O suspeito, pelo fato de não aceitar o fim do relacionamento, pulou o muro da casa em que a vítima estava e a agrediu com diversos golpes com chave de fenda, ferindo a vítima na barriga, nas costas, na nuca, tórax e rosto.

Enquanto a agredia, o suspeito xingava, ameaçava de morte e ao mesmo tempo pedia perdão à vítima. Após o crime, o agressor foi embora, porém, voltou a passar em frente a casa, apontado uma arma de fogo e dizendo que iria matar a vítima.

Leia mais:   Suspeito de envolvimento em roubo a casa de parlamentar é trazido do Acre para MT

Diante da gravidade da situação e para evitar um futuro feminicídio, a delegada Mariel Antonini Dias representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça. A ordem judicial foi cumprida nesta quarta-feira (22), na cidade de Cáceres, com apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher do município.

“Para evitar consequências maiores, como um possível feminicídio, a Delegacia da Mulher de Várzea Grande atuou de maneira grave e eficaz, fazendo que o agressor retornasse à prisão”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação cumpre mandados em Cuiabá contra quadrilha de roubos/furtos de veículos de locadoras

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá), com o apoio operacional da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), deflagrou nesta quarta-feira (22.01), a Operação Localiza, que investiga uma associação criminosa responsável por subtrair, mediante fraude, veículos de propriedade de locadoras em todo o Estado Mato Grosso.

Na operação, as equipes da GCCO ficaram responsáveis por três ordens judiciais, expedidas pela comarca de Barra do Garças com base nas investigações da DERF, do município, sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão domiciliar em Cuiabá.

De acordo com o delegado da DERF Barra do Garças, Nélder Martins Pereira, responsável pelas investigações, somente no mês de julho de 2019, os integrantes da quadrilha subtraíram uma pick-up Fiat Strada e um Volkswagen Voyage de uma empresa da cidade de Barra do Garças e, em seguida, fugiram para a capital mato-grossense.

Há também fortes indícios de atuação do grupo criminoso nas cidades de Nova Mutum, Jaciara, Sorriso e até mesmo no município de Aragarças, estado de Goiás.

Leia mais:   Policiais civis recuperam veículo furtado de estacionamento de rodoviária

As investigações indicam que a quadrilha, em clara divisão de tarefas, simulava o roubo/furto de um veículo segurado (registrando boletim de ocorrência do sinistro) e acionava a empresa seguradora, solicitando, inclusive, um veículo reserva junto a uma empresa de locação.

“Geralmente, usando documentos pessoais e ‘cheques caução’ falsos, um integrante fazia, sem grandes dificuldades, a retirada/subtração do veículo locado. Dias depois, registravam o boletim de ocorrência de recuperação do veículo segurado e o transferiam a terceiro”, explicou o delegado.

As diligências continuam para localizar e prender outros suspeitos. As investigações prosseguem na DERF de Barra do Garças, sendo os investigados responsabilizados pelos crimes de furto mediante fraude e associação criminosa, sem prejuízo de apuração de outras infrações penais conexas.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana