conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil esclarece homicídio cometido por facção criminosa em Alta Floresta

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homicídio ocorrido no mês de agosto em Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil com a identificação de três envolvidos, entre eles a mandante e os executores do crime. Segundo as investigações o crime foi cometido a mando de uma facção criminosa, pelo fato de a vítima ter descumprido regras impostas pelo grupo.

Apontada como uma das líderes do grupo criminoso, Jovina Carole Barbosa da Silva, a “Madrinha” foi identificada como a mandante do crime, que foi executado pelos suspeitos, Raiam Levino da Costa e Ronald Batista.

O corpo da vítima, Fernando Pires de Mello, 28, foi encontrado com várias lesões na cabeça, no dia 11 agosto, em um matagal às margens de uma estrada que liga o bairro Boa Esperança ao setor de chácaras em Alta Floresta. No local, também foram encontradas duas pedras sujas de sangue que possivelmente foram utilizadas para golpear a vítima.

De acordo com o delegado, Pablo Carneiro, durante as investigações foi identificado que a vítima era membro da facção criminosa e teria recebido ordens dos líderes do grupo, para não frequentar mais o bairro Vila Nova, após se envolver em confusões na região.

Leia mais:   Governo paga 13º dos servidores em parcela única no dia 20

“Como a vítima não obedeceu as ordens, a suspeita conhecida como ‘Madrinha’ determinou que outros dois integrantes aplicassem o castigo, conhecido como ‘salve’, dentro da facção”, disse o delegado.

Com base nos levantamentos, o delegado representou pela prisão preventiva dos suspeitos, as quais foram decretadas pela Justiça. “Madrinha” e o suspeito Ronald já estavam presos por outros crimes e tiveram os mandados de prisão cumpridos dentro das respectivas unidades prisionais. O terceiro suspeito, Raiam,continua foragido e é procurado pela Polícia. 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Foragido da justiça por matar ex-namorada tem prisão cumprida em Manaus

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O autor de homicídio contra a ex-namorada, ocorrido no ano de 2012 em Cuiabá, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, após ter seu paradeiro identificado em investigações da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol). O suspeito foi localizado em Manaus (AM) com apoio da Polícia Civil do Amazonas.

As diligências em busca do foragido da justiça iniciaram após equipe de policiais civis da Polinter receber a ordem de prisão de Jeanderson Xavier Rangel, 31, conhecido por “Jejé” ou “Jeazinho”.

O mandado de prisão foi expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital, no último dia 29 de novembro, e com pouco mais de uma semana após receber a determinação judicial os policiais do Núcleo de Inteligência da Polinter identificaram o paradeiro do procurado da justiça. Após minucioso trabalho de coleta de dados, o suspeito foi localizado na região Norte do País, no município de Jacareacanga, Sudoeste do Estado do Pará onde estava trabalhando na extração de minério como garimpeiro.

Leia mais:   Inquérito eletrônico coloca tecnologia a serviço das investigações policiais

Segundo as investigações, no ínicio da semana, Jeanderson Rangel viajou para a capital do Estado do Amazonas; fazendo uso de documentos falsos. Em continuidade aos trabalhos de monitoramento, na manhã desta terça-feira (10.12), os policiais da Polinter solicitaram apoio para captura aos policiais civis Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil do Amazonas.

Com base nas informações passadas, o foragido Jeanderson foi preso na região no Centro Sul da capital Manaus, no Conjunto Parque das Laranjeiras, bairro das Flores onde estava refugiado.

Entenda o caso

Réu confesso, em julho de 2014, Jeanderson Xavier Rangel foi submetido a juri popular na comarca de Cuiabá e após mais de oito horas de julgamento foi sentenciado e condenado a quarenta e três anos e dez meses de prisão, apontado como autor dos disparos que tiraram a vida de sua ex-namorada; a acadêmica de direito Ariely Lopes da Silva, 20, e do filho dela de apenas 4 anos de idade. O crime ocorreu no bairro Serra Dourada em Cuiabá em novembro de 2012.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre prisão contra autor de diversos crimes na capital

Depois de condenado pela justiça passou a cumprir pena no Sistema Prisional do Estado conseguiu autorização para realizar trabalhos extramuros. Na tarde de 15 de fevereiro de 2016, enquanto trabalhava nas obras da Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May empreendeu fuga e desde então seu paradeiro era desconhecido.

Natural de Ariquemes, Rondônia, o preso Jeanderson Xavier Rangel ficará recolhido temporariamente junto ao Departamento Penitenciário do Estado do Amazonas até posteriores determinações da justiça que venham a ensejar sua remoção para o Estado de Mato Grosso onde deverá cumprir o restante da pena privativa de liberdade.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Foragido condenado por roubo tem prisão cumprida em ação da Polícia Civil

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), deu cumprimento ao mandado de prisão de um foragido da justiça, durante trabalho investigativo realizado na segunda-feira (09.12).

O suspeito, Luís Eduardo de Siqueira e Silva, estava com a ordem de prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Várzea Grande, por decisão condenatória de pena de 14 anos de 6 meses, pelo crime de roubo com aumento de pena.

O suspeito foi localizado pelos policiais da DERRFVA durante investigações de um crime de roubo. Após ter a ordem de prisão cumprida o suspeito foi encaminhado a DERRFVA para as providências cabíveis e posteriormente encaminhado para audiência de custódia.

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Foragido da justiça por matar ex-namorada tem prisão cumprida em Manaus
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana