conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil e Sefaz deflagram operação de combate a crimes tributários

Publicado

Assessoria/PJC-MT 

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) deflagrou nesta quarta-feira (09.10) em conjunto com a Secretaria de Estado de Fazenda a Operação Fake Paper para cumprimento de nove mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão por crimes contra a administração pública.

A ação policial apura uma organização criminosa que através de falsificação de documento público, falsificação de selo ou sinal público e uso de documento falso promoveu a abertura de empresas de fachada, visando disponibilizar notas fiscais frias para utilização de produtores rurais e empresas nos crimes de sonegação fiscal. Além disso, o esquema possibilitou a prática de crimes não tributários, como a fraude a licitação, ou mesmo ‘esquentar’ mercadorias furtadas ou roubadas.

O delegado Sylvio do Vale Ferreira Junior, que preside as investigações, ressalta que a emissão de notas fiscais frias interfere negativamente na base de dados da Sefaz-MT. “Distorcendo as informações sobre produção econômica do estado e, consequentemente, na composição de índices do Fundo de Participação dos Municípios, e no cálculo do Fundo de Participação dos Estados, causando efeitos devastadores ao estado”.

Leia mais:   Polícias Civil e Militar fecham boca de fumo e prendem três pessoas em Campos de Júlio

A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso constatou que, juntas, as empresas Rio Rancho Produtos do Agronegócio Ltda. e Mato Grosso Comércio e Serviços e a B. da S.. Guimarães Eireli emitiram R$ 337.337.930,11 milhões em notas frias, gerando um prejuízo alarmante ao Estado.

O delegado titular da Defaz, Anderson da Cruz e Veiga, ressalta que “a operação busca apreender documentos, dispositivos móveis e computadores que possam robustecer ainda mais a investigação e integra mais uma ação da Defaz em conjunto com a Secretaria de Estado de Fazenda, no combate aos crimes contra a ordem tributária”.

Os mandados estão sendo cumpridos em sete cidades de Mato Grosso: Cuiabá, Tangará da Serra, Campo Novo dos Parecis, Barra do Bugres, Canarana, Sorriso e Juína.

Agora pela manhã, às 10h, será concedida coletiva à imprensa no sala de audiências da Sefaz, no Centro Político Administrativo.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícias Civil e Militar recuperam veículo roubado na cidade de Cáceres

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um veículo roubado na cidade de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), foi recuperado no sábado (23.05) em ação integrada da Polícia Civil e Polícia Militar, atuante na região de fronteira.

O trabalho da força-tarefa integra a operação integrada “Hórus/Vigia-MT”, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Policiais civis da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), em conjunto com militares do Grupo Especial de Fronteira (Defron), realizaram diligências para localizar o veículo Volkswagem Jetta, roubado de uma residência em Cáceres, na quinta-feira (21).

A vítima, moradora do bairro Cavalhada I,  foi surpreendida pelos suspeitos quando chegava na casa. Ao abrir o portão ela foi abordada por três homens armados. Com os rostos cobertos, os suspeitos entraram no imóvel, renderam a família e mantiveram os moradores em cárcere privado, sob ameaça. Os criminosos fugiram do local levando o veículo Volkswagem Jetta, além de outros pertences como joias, relógios e celulares.

Durante as diligências, as equipes conseguiram encontrar o veículo escondido em um terreno de uma residência abandonada, no bairro São Miguel, local usado para guardar produtos de roubo ou furto.

Leia mais:   Operação Ordenha cumpre 16 mandados judiciais em investigação de roubo de veículos e homicídios

Os indícios apontam que o veículo teria como destino a cidade de San Mathias, na Bolívia, para ser trocado por entorpecentes. Com a recuperação do Jetta, as investigações continuam para identificar e prisão dos autores do crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Envolvido em furto de joalheria em Sinop é preso pela Polícia Civil em Várzea Grande

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um dos autores do furto qualificado em uma joalheria em Sinop (499 km ao Norte de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), realizada poucas horas após o crime.  A ação resultou na recuperação de parte das joias furtadas, além da apreensão de um dos veículos utilizados no crime. .  

O crime ocorreu no sábado (23) quando os criminosos, mediante arrombamento, entraram na loja e subtraíram grande quantidade de joias, entre alianças, correntes e pingentes, causando um prejuízo a empresa de aproximadamente R$ 1 milhão.

 Logo após o furto, a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Sinop foi acionada, conseguindo, através da análise das câmeras de segurança, identificar dois veículos utilizados na ação criminosa, entre eles um Fiat Palio, com placas de Várzea grande.

Diante dos levantamentos, os policiais de Sinop entraram em contato com a equipe da  Derf Várzea Grande, que com base nas informações passadas conseguiu identificar o proprietário do veículo Fiat Palio. Em continuidade as diligências, os policiais da Derf-VG foram até a casa do suspeito onde avistaram o veículo utilizado no furto. 

Leia mais:   Polícias Civil e Militar fecham boca de fumo e prendem três pessoas em Campos de Júlio

Os investigadores realizaram a abordagem do suspeito, sendo encontrado com ele  uma espingarda calibre 22 com seis munições, além de algumas joias furtadas da joalheria de Sinop. Questionado, ele confessou a participação no furto assim como apontou o nome dos seus comparsas no crime.

 Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Derf Várzea Grande, onde após ser interrogado pelo delegado Guilherme Bertolli, foi autuado em flagrante pelos crimes de furto qualificado,  posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana