conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil de MT debate diferentes temas no 54º Encontro de Chefes de Polícia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso esteve presente no 54º Encontro do Conselho Nacional de Chefe de Polícia Civil (CONCPC), realizado entre os dias 15 e 16 de agosto, no Estado da Bahia, com objetivo de debater diferentes temas de interesse das instituições de todo país.

Entre as pautas abordadas no encontro, estava o fortalecimento e padronização das Polícia Judiciárias, combate a corrupção, instalação do inquérito eletrônico e outras tecnologias e a proteção à criança e ao adolescente.

O evento reuniu todos dos delegados gerais do país e a comissão de Mato Grosso contou com presença do delegado geral Mário Demerval Aravechia de Resende, que também é o vice-presidente do CONCPC região Centro-Oeste, o diretor metropolitano, Douglas Turíbio Schtze, e com o delegado, Daniel Santos Nery, representando a Diretoria de Interior.

Durante os dois dias de evento, foram tratados assuntos relacionados a Polícia Judiciária, através de palestras e troca de opiniões e experiências em que os gestores dos Estados apresentavam boas práticas e ações bem-sucedidas.

Para o delegado geral de Mato Grosso, um dos focos principiais do encontro foi o reforço dos laboratórios de lavagem de dinheiro e a criação da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor),

Leia mais:   Conjunto de Sistemas GEIA da PJC é apresentado a secretário

“A Polícia Civil de Mato Grosso está cumprindo as obrigações impostas, ampliando o efetivo do Laboratório de Lavagem de Dinheiro com mais três policiais e em relação a criação da Deccor, pré-requisito para recebimentos de recursos federais, a minuta já foi aprovada em conselho, visando a criação por decreto da unidade que funcionará no mesmo prédio da Delegacia Fazendária”, disse Mario Resende.

Com o tema “Pacto Nacional pela Implementação da Lei nº 13.431/2017” os participantes debateram ainda a padronização do trabalho das polícias civis em relação ao depoimento especial de crianças e adolescentes, vítimas ou testemunhas de violência.

Na ocasião, foi tratado sobre causas relativas a violência doméstica, e se criou um grupo de trabalho de delegadas do Brasil para se discutir boas práticas no combate a esse tipo de violência, além de um grupo de estudo permanente, visando a proteção da criança e do adolescente. “Houve uma grande discussão e a propositura de diversas informações e providências a serem tomadas”, completou Mario.

Outro ponto de destaque abordado, foi a tecnologia utilizadas pelas instituições tendo como ponto evidenciado a implantação do inquérito eletrônico e outros mecanismos, que permitirão que a Polícia Civil desenvolva seus trabalhos com mais celeridade e conexão com outros órgãos e entidades ligados as suas atividades.

Leia mais:   Polícia Civil prende indígena por agressão a companheira em São Félix do Araguaia

“É cada vez mais importante que a Polícia Civil esteja conectada com o mundo e se eletronize, caminhando para o abandono do papel, possibilitando a realização de audiências por vídeo e a certificação digital dos policiais, entre outras diversas ações que alavancarão as ações da instituição nos próximos anos”, destacou o delegado geral.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Destaque

Ladrões são presos ao invadir casa e manter família refém em Cáceres

Publicado

Todos foram encaminhados para a Centro Integrado de Segurança e Cidadania –CISC e autuados por sequestro, formação de quadrilha, ameaça, tentativa de roubo e cárcere privado.

Quatro ladrões foram presos em flagrante após invadirem uma residência e manter a família refém por pelo menos uma hora no bairro Cristo Rei, em Cáceres.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o caso foi registrado no início da manhã deste sábado (14), quando a vítima estava na varanda da casa da sua genitora quando repentinamente adentrou na residência três indivíduos anunciando o assalto, todos que estavam na residência foram colocados todos dentro de um cômodo da casa, e uma das vítimas foi amarrada dentro do banheiro.

Os criminosos reviraram a casa em busca de pertences, e de dinheiro das vítimas, foram levados do local um par de aliança, um aparador, dois anéis de ouro, um aparelho celular Iphone de cor rosa, e uma quantia em dinheiro das vítimas.

Os policiais militares no encalço dos suspeitos encontraram dois mototaxistas que levavam dois passageiros com as mesmas características dos suspeitos, ambos foram parados e foi confirmando com sendo os responsáveis pelo assalto a residência no bairro Cristo Rei. Na posse de um dos suspeitos foi encontrado a arma do assalto. Foram presos I. A. S. C. (22 anos) J. H. C. C. M. (19 anos) ambos da cidade de Várzea Grande.

Leia mais:   Polícia Civil prende foragido da Justiça na zona rural de Comodoro

Os suspeitos disseram aos policiais que mais dois comparsas estariam em uma residência no bairro Morada do Sol, local onde seria o ponto de apoio da quadrilha. No local foram presos, A. C. L. (21 anos) da cidade de Alto Paraguai e M. A. L. (18 anos) da cidade de Rosário Oeste. Os suspeitos em questão teriam efetuado o roubo de veículo na cidade de Alto Paraguai e entregue a cidadão de nacionalidade boliviana, que acabou preso pelo Gefron na fronteira com o veículo Ford Fiesta.

O dono do veículo Ford Fiesta contou aos policias do Gefron que sua família foi mantida em cárcere privado, e ele teve que vir dirigindo para os dois criminosos até a cidade de Cuiabá, quando foi liberado.

Todos foram encaminhados para a Centro Integrado de Segurança e Cidadania –CISC e autuados por sequestro, formação de quadrilha, ameaça, tentativa de roubo e cárcere privado.

Apesar das ameaças, nenhuma das vítimas ficou ferida. O caso será apurado pela Polícia Judiciária Civil.

Leia mais:   Diretoria Geral busca parcerias com órgãos em atuação direta com a Segurança Pública em Rondonópolis

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação realiza ações repressivas e preventivas de combate à criminalidade no interior do Estado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O enfrentamento e a prevenção à criminalidade foram focos da operação Herácles, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, nos meses de julho e setembro, em 11 Regionais do interior do Estado. A operação coordenada pela Diretoria do Interior cumpriu 30 ordens judiciais, entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, além da apreensão de grande quantidade de entorpecentes, objetos de origem ilícita e a abordagem de centenas de pessoas e veículos.

Os trabalhos foram realizados pelas Delegacias Regionais de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Nova Mutum, Rondonópolis, Tangará da Serra e Vila Rica.

A operação de cunho repressivo e preventivo foi deflagrada em duas etapas, com o objetivo de intensificar as ações policiais visando coibir os crimes contra o patrimônio, tráfico Ilícito de entorpecentes, homicídio entre outros, além de dar cumprimento a mandados judiciais contra pessoas foragidas da Justiça ou alvos de investigações policiais.

O trabalho desenvolvido em diversas cidades do interior também teve como um dos focos principais os municípios que sofreram com a suspensão temporária de Delegacias (Luciara, Novo Santo Antonio, Alto Paraguai, Nova Marilândia, Santo Afonso, Nova Lacerda, Bom Jesus do Araguaia, Ponte Branca, São José do Povo, Tesouro, Carlinda, Castanheira, União do Sul, Acorizal, Jangada e Nossa Senhora do Livramento).

Leia mais:   Diretoria Geral busca parcerias com órgãos em atuação direta com a Segurança Pública em Rondonópolis

Para operação, foi empregado um efetivo de 88 policiais civis, entre investigadores escrivães e delegados e 22 viaturas, além de contar com apoio da Polícia Militar. No total, foi realizada a abordagem de 235 pessoas e checagem de mais de 60 veículos, além do cumprimento de 30 ordens judiciais, sendo 5 mandados de prisão e 25 e busca e apreensão domiciliar. 

Na segunda fase da operação, na Regional de Nova Mutum, foram cumpridos 9 ordens judiciais entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, em ações desencadeadas pelas Delegacias de Arenápolis, Nortelândia, e Municipal e Regional de Nova Mutum.

Os trabalhos resultaram em duas pessoas presas, uma em flagrante e outra por força de mandado, além da apreensão de diversos aparelhos celulares de outros investigados, com objetivo de obter indícios da prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Em Alta Floresta, dois homens que planejavam roubar uma aeronave na cidade foram presos. Os suspeitos, V.S.R.J, 23 anos, e F.F.A., 24 anos, são do estado de Goiás e estavam na cidade com a intenção de conseguir um avião para levar até a Bolívia.

Leia mais:   Ação conjunta prende dois envolvidos em tentativa de latrocínio em Várzea Grande

Os suspeitos despertaram atenção, após percorreram aeroportos do município na tentativa de conseguir fretar uma aeronave. A Polícia Civil foi acionada e ao abordar os suspeitos encontrou com eles um revólver cromado calibre 38, com 13 munições, R$ 5.861,00, 3 celulares, GSP, e outros objetos.

Ainda dentro da operação, uma carga de mais de 250 quilos de cloridrato e cocaína foi apreendida em uma ação integrada da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal, realizada, em Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte). No total, foram apreendidos 241 tabletes da substância, localizados em uma propriedade rural do município.

Palestras

Além das ações repressivas, a operação também realizou atividades preventivas como palestras em escolas e empresas.

As ações preventivas têm o objetivo de alertar a população sobre a prática de diferentes crimes e situações de riscos que podem causar. As palestras abordaram diferentes temas como combate às drogas, abuso sexual infantil, e combate a violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana