conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre prisão de suspeita aplicar golpe da venda de carta de crédito contemplada

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças (520 km a Leste da Capital), em ação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf-BG), cumpriu na tarde desta segunda-feira (07.10), o mandado de prisão preventiva contra uma mulher envolvida no golpe da venda de carta de créditos. A suspeita, A.R.S., 36, teve a ordem de prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Barra do Garças pelo crime de estelionato.

Segundo as investigações, ela comercializava cartas de crédito “contempladas”, pedindo um valor de entrada, que seria o “ágio” para liberação do dinheiro e fez vítimas em Barra do Garças e também nas cidades adjacentes.

As vítimas, acreditando que receberiam os valores do consórcio em um prazo de 10 dias, pagavam as quantias em dinheiro, com valores que variavam entre R$ 3 mil a R$ 15 mil, dependendo do valor da carta de crédito. Somente depois de passar a quantia a suspeita, as vítimas descobriram que as cartas de crédito não estavam contempladas.

Leia mais:   Terceiro envolvido em latrocínio de motorista de aplicativo é apreendido em Pontes e Lacerda

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Wyliney Santana Borges, até o momento 10 vítimas já procuraram a Derf para registrar ocorrências contra a suspeita, contando histórias parecidas, narrando os mesmos fatos investigados, e totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 80 mil às vítimas.  “A suspeita apenas colocava as vítimas em grupos de consórcios e a única forma que elas tinham para receber o valor era mediante lance ou sorteio”, explicou.

Com base nas investigações, foi representado pelo mandado de prisão preventiva contra a estelionatária, o qual foi decretado pela Justiça e devidamente cumprido pelos policiais da Derf Barra do Garças.

O delegado alerta a população que a cada ano surgem novos golpes contra o consumidor ou reaparecem outros mais conhecidos. “É o caso do golpe da venda de cotas contempladas de consórcio, por meio de empresas que se dizem intermediadoras do negócio”, disse.

Wyliney salienta que existem normas que regulamentam a transferência de titularidade das cotas de consórcio e o consumidor que deixa de seguir, torna-se presa fácil para as quadrilhas que se aproveitam da boa fé das pessoas, roubando seus planos, sonhos e economias.

Leia mais:   MT reduz os principais índices de criminalidade em relação a 2019

Após ter a ordem de prisão cumprida pela equipe da Derf, a suspeita foi encaminhada para audiência de custódia e os inquéritos policiais que apuram os golpes deverão ser concluídos em 10 dias.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícias Civil e Militar recuperam veículo roubado na cidade de Cáceres

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

Um veículo roubado na cidade de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), foi recuperado no sábado (23.05) em ação integrada da Polícia Civil e Polícia Militar, atuante na região de fronteira.

O trabalho da força-tarefa integra a operação integrada “Hórus/Vigia-MT”, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Policiais civis da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), em conjunto com militares do Grupo Especial de Fronteira (Defron), realizaram diligências para localizar o veículo Volkswagem Jetta, roubado de uma residência em Cáceres, na quinta-feira (21).

A vítima, moradora do bairro Cavalhada I,  foi surpreendida pelos suspeitos quando chegava na casa. Ao abrir o portão ela foi abordada por três homens armados. Com os rostos cobertos, os suspeitos entraram no imóvel, renderam a família e mantiveram os moradores em cárcere privado, sob ameaça. Os criminosos fugiram do local levando o veículo Volkswagem Jetta, além de outros pertences como joias, relógios e celulares.

Durante as diligências, as equipes conseguiram encontrar o veículo escondido em um terreno de uma residência abandonada, no bairro São Miguel, local usado para guardar produtos de roubo ou furto.

Leia mais:   Polícia Civil e Vigilância Sanitária fecham consultório clandestino de prótese dentária

Os indícios apontam que o veículo teria como destino a cidade de San Mathias, na Bolívia, para ser trocado por entorpecentes. Com a recuperação do Jetta, as investigações continuam para identificar e prisão dos autores do crime.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Envolvido em furto de joalheria em Sinop é preso pela Polícia Civil em Várzea Grande

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um dos autores do furto qualificado em uma joalheria em Sinop (499 km ao Norte de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), realizada poucas horas após o crime.  A ação resultou na recuperação de parte das joias furtadas, além da apreensão de um dos veículos utilizados no crime. .  

O crime ocorreu no sábado (23) quando os criminosos, mediante arrombamento, entraram na loja e subtraíram grande quantidade de joias, entre alianças, correntes e pingentes, causando um prejuízo a empresa de aproximadamente R$ 1 milhão.

 Logo após o furto, a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Sinop foi acionada, conseguindo, através da análise das câmeras de segurança, identificar dois veículos utilizados na ação criminosa, entre eles um Fiat Palio, com placas de Várzea grande.

Diante dos levantamentos, os policiais de Sinop entraram em contato com a equipe da  Derf Várzea Grande, que com base nas informações passadas conseguiu identificar o proprietário do veículo Fiat Palio. Em continuidade as diligências, os policiais da Derf-VG foram até a casa do suspeito onde avistaram o veículo utilizado no furto. 

Leia mais:   Rede de Frente completa sete anos reforçando ações de enfrentamento à violência contra a mulher

Os investigadores realizaram a abordagem do suspeito, sendo encontrado com ele  uma espingarda calibre 22 com seis munições, além de algumas joias furtadas da joalheria de Sinop. Questionado, ele confessou a participação no furto assim como apontou o nome dos seus comparsas no crime.

 Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Derf Várzea Grande, onde após ser interrogado pelo delegado Guilherme Bertolli, foi autuado em flagrante pelos crimes de furto qualificado,  posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana