conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil amplia em 14% resolução de homicídios na região metropolitana

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelas investigações de homicídios na região metropolitana de Cuiabá, encerrou 2019 com um índice de resolutividade de 66,53% dos inquéritos policiais e ainda, 93,15% de localização de pessoas que tiveram desaparecimento registrado. A unidade instaurou 167 novos inquéritos e concluiu e encaminhou à justiça outros 337 que incluem casos referentes a anos anteriores.

Para investigar as ocorrências, a DHPP realizou durante o ano passado 68 operações que resultaram em 157 mandados de prisões e outros 78 de buscas cumpridos. Além disso, 15 pessoas foram presas em flagrante.

Conforme o delegado titular André Renato Gonçalves, o resultado da produtividade é reflexo do esforço incondicional de todas as equipes da DHPP – investigadores, escrivães e delegados – para alcançar o objetivo de 2019 e contribuir com a redução no número de homicídios na região metropolitana da Capital.

“Tivemos crescimento bem maior de inquéritos concluídos em cima dos instaurados, além do índice de resolução dos crimes, que aumentamos em 14%. Fazemos todas as diligências possíveis para se chegar à autoria. Um inquérito a menos em cartório possibilita aumentar o esclarecimento de outros casos”, explica o delegado.

Leia mais:   Operação cumpre mandado contra menor envolvidos em roubos com restrição de liberdade

Ocorrências

Em 2019, as equipes da DHPP atenderam 592 ocorrências que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte (latrocínio), mortes naturais, afogamentos, suicídios, mortes acidentais, encontro de ossada, feto, entre outras ocorrências que envolvam mortes com e sem violência.

Em relação ao número de homicídios em Cuiabá, o ano passado registrou aproximadamente 18% de redução nas mortes dolosas, que ocorre quando há intenção de matar. Na Capital foram registrados 94 homicídios, contra 114 em 2018. Já em Várzea Grande, 52 pessoas morreram em 2019, enquanto o mesmo período do ano anterior totalizou 80 registros.

Os números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019 e incluem homicídios de vítimas femininas, que foram nove no total, sendo que destes três são homicídios com qualificadora em feminicídio.

DHPP Mais Forte

Durante o ano passado, a Delegacia de Homicídios realizou duas operações com o objetivo de concluir diversos inquéritos em andamento na unidade. Entre agosto e dezembro, as equipes atuaram na conclusão de inquéritos, cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões que estavam em aberto. O titular da DHPP destaca que a ação, realizada também no primeiro semestre de 2019, auxiliou na redução do acervo cartorário da delegacia.

Leia mais:   Operação integrada cumpre 87 mandados judiciais contra tráfico de drogas nas regiões norte e noroeste de MT

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Operação da Polícia Civil fiscaliza farmácia em Várzea Grande para coibir práticas abusivas contra o consumidor

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

Em continuidade aos trabalhos da operação de combate a crimes contra o consumidor, relacionados a produtos mais vendidos durante a pandemia, equipes da Polícia Civil realizaram nesta quarta-feira (08.07), a fiscalização em uma farmácia em Várzea Grande.

Participaram da operação, policiais da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) e da Equipe Especial criada para coibir e investigar crimes desta natureza durante o período.

As equipes fizeram a vistoria nos preços de produtos mais procurados durante a pandemia, como álcool em gel, álcool 70%, máscaras, e medicamentos, não sendo encontrada nenhuma irregularidade no estabelecimento.

Durante os trabalhos também foi realizada a orientação aos responsáveis pela farmácia acerca das condutas proibidas e ilegais, relativas às relações de consumo. Segundo o delegado, Ramiro Mathias Queiroz, que coordenou os trabalhos, após a fiscalização, a operação foi encerrada, sendo a documentação produzida encaminhada a Decon.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Caminhonete furtada é localizada pela Polícia Civil na zona rural de Vila Bela da Santíssima Trindade
Continue lendo

Policial

Ação conjunta vai distribuir cestas básicas a famílias cadastradas por Consegs e Polícia Comunitária

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil se uniu em uma ação conjunta com a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência (Setasc) e Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança (Feconseg-MT) para distribuição de cestas básicas para atender comunidades carentes da região metropolitana de Cuiabá e interior.

 

As cestas são montadas pela Setasc e fazem parte da Campanha Vem Ser Mais Solidário, coordenada pela secretaria, que arrecada alimentos e materiais de limpeza para doações a famílias em situação de vulnerabilidade neste período da pandemia do coronavírus.

A distribuição das 500 cestas básicas será organizada será organizada pela Coordenadoria de Polícia Comunitária e terá por parâmetro as demandas oriundas dos Consegs. As doações também irão para pessoas em situação de vulnerabilidade que já são cadastradas pela coordenação da Polícia Comunitária.  

As cestas contêm gêneros alimentícios de primeira necessidade, produtos de limpeza e vem também acompanhadas de cobertores, a fim de proporcionar às famílias melhores condições de passar pelo período  inverno, além de. Os cobertores fazem parte do Programa Aconhecgo, também da Setasc.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre prisão de autor de homicídio ocorrido há um ano em São Antônio do Fontoura
 

“A Polícia Judiciária Civil espera com esta ação contribuir com a população carente que tanto sofre com a pandemia. Ações desta natureza são a tônica da Coordenadoria neste momento difícil pelo qual passa muitas famílias mato-grossenses”, reforçou o coordenador de Polícia Comunitária, delegado Walter de Melo Fonseca Junior.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana