conecte-se conosco


Destaque

Polícia Civil abre processo seletivo para analista de sistemas com salário de R$ 6,1 mil

Publicado

Inscrições são gratuitas e devem ser feitas presencialmente na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil de Cuiabá. As vagas são temporárias.

Um processo seletivo foi aberto pela Polícia Civil para a contratação de analistas de desenvolvimento econômico e social, com perfil de analista de sistemas, para vagas temporárias em Cuiabá.

Segundo a Polícia Civil, o processo é para o preenchimento de oito vagas e cadastro de reserva.

As inscrições, que são gratuitas, começam na segunda-feira (21) e seguem até sexta-feira (25). O salário é de R$ 6,1 mil.

O requerimento de inscrição deve ser entregue pessoalmente na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil, no Bairro Bandeirantes, em Cuiabá. O horário de funcionamento é das 9h às 17h.

Os candidatos devem ter nível superior na área de informática ou graduação em qualquer área de nível superior com pós-graduação em informática.

Comentários Facebook

Destaque

Operação do Exército e PF em garimpo na fronteira apreende equipamentos e detém mais de 50 pessoas

Publicado

Mais de 50 pessoas, a maioria garimpeiros ilegais, foram presas na quinta-feira (28/5) por soldados do Exército e policiais federais que atuam na operação Alfeu, para combate ao desmatamento e garimpo ilegal, na terra indígena Sararé, região de Pontes e Lacerda – região Oeste do Estado a 448 quilômetros de Cuiabá.

Com objetivo de investigar associação criminosa, desmatamento e garimpo ilegal no rio Sararé, foram cumpridos 6 mandados de prisão e 7 de busca e apreensão.  A operação conta com a participação de 250 soldados do Exército, 20 policiais federais, dois agentes do IBAMA e um da FUNAI.

Os levantamentos indicam que as degradações aumentaram intensamente durante a pandemia da covid-19, com a crença dos criminosos de que os agentes públicos não atuariam para combater o crime na região. Além de tropas federais, estão sendo empregados na missão, 25 viaturas, 9 embarcações e três helicópteros.

Além da autuação e remoção de mais de 50 pessoas para Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda, foram apreendidas na operação 10 dragas, vários motores de dragagem, geradores e motores de embarcação. Ainda não foram contabilizados os números de armas e ouro apreendidos na operação.

Leia mais:   Prefeito distribui cloroquina nas unidades de saúde, em Cáceres, para tratamento do Covid-19

A ação é acompanhada, diretamente, pelo general Reinaldo Salgado Beato, comandante da Operação Verde Brasil 2 em Mato Grosso. O nome da operação é uma referência ao deus do rio na mitologia grega. A assessoria do Exército informa que tropas do Exército e Polícia Federal permanecerão no local por tempo indeterminado.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Prefeito distribui cloroquina nas unidades de saúde, em Cáceres, para tratamento do Covid-19

Publicado

Editoria – Sinézio Alcântara

Vários pacientes com casos confirmados e suspeitos de contaminação pelo novo coronavirus, em Cáceres, já podem ser tratados com Cloroquina. A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, está distribuindo o medicamento nas unidades de saúde do município. A informação foi dada pelo prefeito Francis Maris Cruz.

“A Cloroquina já está disponível nas unidades de saúde da rede municipal. Porém, só é fornecida ao paciente do SUS que estiver prescrição médica para o medicamento” garantiu o prefeito. Atualmente, em Cáceres, conforme a SES, existem 21 casos confirmados e, dezenas de outros suspeitos de contaminação pelo Covid-19. Seis pessoas já morreram.

O prefeito revelou que, em razão de vários pedidos, principalmente, de familiares de pessoas com suspeita de contaminação pela doença, a administração teve que emprestar o medicamento de um hospital local. “Diante da demora do nosso pedido, resolvemos tomar emprestado. Tínhamos que atender as famílias que nos recomendam”.

Polêmica

O uso da cloroquina para tratamento do Covid-19 é bastante polêmico. Um grupo de profissionais da saúde assegura que não há eficácia, para a doença. E, que são grandes os efeitos colaterais. Por outro lado, a maioria da população defende o tratamento com a droga. Acredita que, a questão é política, levando em conta que, o presidente Jair Bolsonaro é um defensor do uso da cloroquina.

Leia mais:   Defensoria Pública e Todimo entregam 18 toneladas de alimentos à famílias carentes

Francis é um dos prefeitos do Estado a incentivar o tratamento do novo coronavirus com o medicamento. No entanto, antes de fornecer as unidades de saúde, ele se reuniu com a equipe médica do município para avaliar em que circunstâncias os pacientes poderão fazer uso do medicamento, levando em conta que,  alguns defendem o uso da droga no início da doença, outros somente, em casos mais graves.

Um dos principais defensores do medicamento, o presidente Jair Bolsonaro, divulgou neste mês orientações para médicos que tratam pacientes com a covid-19, reconhecendo a possibilidade de riscos colaterais graves e admitindo que não possui respaldo técnico sobre a utilidade da cloroquina. O documento assinado pelo Ministério da Saúde, afirma que a droga pode ser receitada até no caso de sintomas leves da doença.

Para isso, entretanto, o paciente precisa assinar um termo de consentimento em que afirma expressamente que ele sabe que não há estudos conclusivos de que a cloroquina melhoraria seu quadro de saúde e conhece os inúmeros efeitos colaterais que o medicamento pode causar, como problemas cardíacos, disfunção do fígado e problemas de visão. Logo, só terão acesso as medicações somente quem obtiver a prescrição médica.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana