conecte-se conosco


Política

PMs e servidores da Sefaz recebem moções por atuação no combate à sonegação de impostos

Publicado

Foto: Marcos Lopes

Policiais militares e servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) receberam moções de aplausos em solenidade realizada, nessa terça-feira (10), no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). A solenidade idealizada pelo deputado estadual Doutor João José (MDB) prestou homenagem aos profissionais que contribuíram para o desenvolvimento do estado. 

Os policiais da PM e servidores da Sefaz atuam em ações especializadas de combate à sonegação de impostos, aumentando assim a arrecadação dos tributos legais que são revertidos para o bem-estar social da população. Eles atuam de forma integrada na fiscalização e monitoramento de suspeitos de tentar fraudar o sistema tributário estadual. 

“Essa solenidade é um marco no reconhecimento do trabalho oriundo desta parceria entre os policiais militares e os servidores da Sefaz. Nós recebemos essa missão do governador Mauro Mendes de melhorar a nossa unidade, que funciona dentro da Sefaz, em apoio aos nossos fiscais. Em pouco tempo, passamos de dez operações mensais para uma média de 28 por mês. Isso ajudou muito na questão da fiscalização da sonegação fiscal. Para nós é uma grande honra estar aqui nesta Casa de Leis recebendo estas moções”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis. 

Idealizador da solenidade, o deputado Doutor João José disse que a entrega das moções de aplausos foi feita em agradecimento ao bom trabalho e os resultados obtidos pela parceria entre a Polícia Militar e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). “É uma maneira de agradecer a eles pelo excelente trabalho. É uma forma para eles perceberem que a sociedade civil organizada, a Assembleia Legislativa e o governo do estado está contente com o trabalho que vem sendo efeito no combate a evasão de divisas e a sonegação de impostos”. 

Leia mais:   Deputado Nininho participa da assinatura das ordem de  serviço para a região do Araguaia

Também participou da solenidade o deputado estadual e sargento da PM Elizeu Nascimento. “Para mim, é um orgulho muito grande participar desta sessão solene, testemunhando esse ato de reconhecimento a nossa gloriosa Policia Militar e aos servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) estamos unidos, aqui na Assembleia Legislativa, na busca de melhoria para os servidores públicos. Parabéns ao Doutor João pela bela homenagem”, destacou Nascimento. 

O coronel Vitor Paulo Fortes Pereira, que representou o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, ressaltou a importância do trabalho que vem sendo realizado. “Trouxe uma mensagem de agradecimento do nosso secretário ao deputado Doutor João José e a Assembleia Legislativa pelo apoio que os senhores tem dado ao trabalho da secretaria de Estado de Segurança Pública. É com muita honra e gratidão que a gente recebe estas moções”, afirmou. 

Já o secretário-adjunto de Administração Fazendária, Kleber Geraldino, que na solenidade representou o secretário de Estado de Fazenda, Alexandre Gallo, destacou a atuação dos servidores. “Graças aos servidores, desde os mais simples ao mais alto escalão, a Fazenda tem conseguido apresentar resultados para a sociedade. O número de abordagem aumentou, cresceu também a arrecadação do Estado, e por isso acho importante destacar também a atuação do pessoal que trabalha na ponta dando suporte para que todos possam fazer o seu trabalho com eficiência”, disse.  

Leia mais:   Delegado Claudinei lamenta morte de rondonopolitano que idealizou o Grupo Cinquentão

Estiveram presentes hoje na assembleia e receberam as moções de aplausos:

Comandante-geral da Polícia Militar – Coronel Jonildo José de Assis. 
Secretário-adjunto de Administração Fazendária – Kleber Geraldino Ramos dos Santos 
Secretário-adjunto de Receita Pública – Fábio Fernandes Pimenta 

Policiais Militares 

Ten. Cel. PM Benedito Martins de Carvalho 
Ten. Cel. PM Paulo César da Silva 
2º Sarg. PM Benedito Edson de Campos 
3º Sarg. PM Aesio Nogueira Santana
3º Sarg. PM Alberto Feizar Cardono Abdala 
3º Sarg. PM Cleyton Ferreira 
3º Sarg. PM Dorival Freire 
3º Sarg. PM Eros Rogério Barros Araujo 
3º Sarg. PM Ivone Cristina da Silva 
3º Sarg. PM Valderson Leite Mendes 
3º Sarg. PM Weliton Divino de Almeida 
3º Sarg. PM Weverson Morais Coimbra 
Cabo PM Lidiane Marçal Ferreira Santa’Ana
Soldado PM Thiego Carlos Silva Oliveira 

Servidores da Sefaz 
Antonio Nunes de Castro Júnior 
Carla Harue kokayash
Celso José de Carvalho Miguéis 
Daniel de Oliveira Merreles 
Eliana Couto Jacinto 
Eliton Paulo Teixeira 
Evandro Bortolotto Ortega 
Feik Nabor de Barros Joaquim 
Geremias Pedro Generoso 
Ferson Marques da Rocha 
Gilson Wanderley Pregely 
Henrique Carnaúba Guerra Sangreman Lima 
Procurador do Estado Hugo Fellipe Martins de Lima 
João Carlos Souza de Abreu
Lucia Villela de Mello Silva 
Manoel Egues Neto 
Marinete Figueiredo Costa 
Radiana Kassia e Silva e Clemente 
Valdeci dos Santos 
Vinícius José Simioni da Silva 
Wilson Alves 

Comentários Facebook

Política

João Batista quer informações sobre contratações temporárias no sistema socioeducativo

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual João Batista (Pros), durante a sessão matutina desta quarta-feira (08), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, usou a tribuna por meio de videoconferência, para apresentar um requerimento, encaminhado ao secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, que pede informações sobre as contratações temporárias no âmbito das unidades do sistema socioeducativo de Mato Grosso.

Em sua justificativa, Batista traz o mesmo questionamento usado pelo promotor Célio Fúrio, da 35ª Promotoria de Justiça do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá, requerendo que o secretário explique a decisão de realizar contratos temporários ao invés de nomear os candidatos aprovados em concurso público. O promotor instaurou inquérito civil para investigar a conduta de Bustamante, referente às contratações temporárias no Sistema Socioeducativo por processos seletivos simplificados.

“Desde o início do meu mandato venho lutando e reivindicando a convocação dos concursados. O governo do estado sempre usou o discurso da Lei de Responsabilidade Fiscal, a LRF, como principal argumento para não chamar os concursados. Agora quero saber qual vai ser o argumento usado pela Secretaria de Segurança Pública, uma vez que tivemos acesso a planilha da LDO para o próximo ano, e observamos que o orçamento do Estado já está se equilibrando”, disse o deputado.

Leia mais:   Botelho entrega viatura para Dom Aquino e anuncia novos recursos para a Segurança Pública

João Batista disse que não descarta a ideia de apresentar uma nota de repúdio contra o secretário, afirmando ainda que irá acompanhar de perto todo o inquérito. “Queremos explicações sobre as decisões adotadas pelo Poder Executivo. Caso todas as acusações sejam comprovadas, irei cobrar providências por parte da Justiça e da Assembleia Legislativa, responsabilizando os autores e cobrando a imediata convocação dos aprovados nos concursos públicos do sistema socioeducativo, penitenciário e Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica)”.

Ao todo, 59 profissionais para o sistema socioeducativo, no regime de contratação temporária, foram identificados pelo promotor, sendo 26 agentes de segurança em Lucas do Rio Verde (Case) e 30 agentes de segurança, dois enfermeiros e um técnico de saúde bucal em Cuiabá (Case).

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Delegado Claudinei lamenta morte de rondonopolitano que idealizou o Grupo Cinquentão

Publicado

Em sessão plenária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou, nesta manhã de quinta-feira (8), moção de pesar pelo falecimento de Neosdete Antônio Oliveira, 54 anos, que faleceu vítima de Covid-19, no dia 7 de julho. Ele teve destaque em Rondonópolis (MT) ao idealizar o projeto Grupo Cinquentão que despertou a atenção entre os associados do Caiçara Tênis Clube.

Oliveira deixou três filhos e era de família pioneira de Rondonópolis e, também, era reconhecido por sua atuação como corretor de imóveis, organizador de eventos e com grandes amizades constituídas no município. “Perdemos um grande parceiro, amigo, esportista. Oliveira, como era conhecido entre os amigos e familiares, foi idealizador do Grupo Cinquentão no Clube Caiçara que proporcionou para as pessoas a prática do futebol amador de Rondonópolis, como, também, importantes eventos sociais. Sem contar que essa iniciativa integrava a relação entre os familiares do grupo. É uma tristeza muito grande e estendo os meus sentimentos aos familiares”, lamenta Claudinei.

Leia mais:   Assembleia Legislativa decreta luto oficial por três dias por morte de pastor

Grupo Cinquentão

Com amizade de 20 anos com Oliveira, o vendedor João Batista Soares acompanhou o início do Grupo Cinquentão que existe há quase cinco anos. “Na verdade, tinha uma faixa etária estabelecida no Caiçara Clube que não nos atendia. Então, surgiu o grupo para contar com pessoas de idade equilibrada, próximo a 50 anos, e eu não acreditava que ia ter coro suficiente. O Oliveira acreditou tanto que começou a mobilizar pessoas e até conseguiu incentivar aqueles que não praticavam esporte a começar a se exercitar. Não imaginava que a ideia iria dar certo e se concretizar”, conta o amigo que diz que conseguiram fidelizar cerca de 80 pessoas ao projeto.

Batista informa que além do esporte que envolvia a promoção de torneios, amistosos e campeonatos – dentro do coração de Oliveira existia um olhar ao próximo e preocupação social. “Ele buscava ajudar pessoas com problemas de saúde e dificuldades financeiras por meio de eventos. Fazíamos eventos para arrecadar alimentos para ajudar entidades. Também, a venda de rifas para ajudar determinada pessoa que precisava ou algum integrante do grupo”, detalha.

Leia mais:   Comissão de Segurança Pública da ALMT se reúne hoje com comandante geral da PM

Ao receber a notícia, João conta que ficou bastante transtornado com a notícia por conviverem há muitos anos. “Ele foi internado com suspeita de dengue, mas quando começou a ter sintomas de falta de ar, ficamos sabendo que podia ser Covid-19. Ele foi para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) até abrir uma vaga na UTI do Hospital Regional de Rondonópolis. Infelizmente, conseguiu a vaga, mas não deu tempo para salvá-lo”, conta Batista.

Pandemia – Na última atualização do Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Rondonópolis, do dia 7 de julho, já são 2.378 casos confirmados de Covid-19, com 77 óbitos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana