conecte-se conosco


Mato Grosso

Pessoas com deficiências têm tarde de lazer em boliche

Publicado

A falta de acessibilidade é das barreiras na vida das pessoas com deficiências (PCDs). Para muitos, ter um dia de lazer torna-se uma atividade quase impossível. Tentando quebrar qualquer paradigma, um grupo de pessoas com deficiência teve acesso a uma tarde de recreação no Gran Boliche, do Várzea Grande Shopping. Todos haviam participado do 1º Desfile de Moda Inclusiva e Acessível – realizado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. 

A ação foi realizada por meio de um convite do sócio proprietário do local, Divino Moreira Ávila. De acordo com ele, a empresa já existe há dois anos e desde então vem desenvolvendo este trabalho beneficente. “Desde que retornamos com o Gran Boliche realizamos esta iniciativa com diversas associações do Estado.  A nossa intenção é proporcionar a essas pessoas um momento de lazer, fazer algo para o nosso próximo que não tem condição é bem gratificante”, pontuou.

Deusanir Queiroz da Costa, 45, é deficiente visual desde os 24 anos de idade. Ela conta que o convite trouxe alegria e sentimento de gratidão. “ É uma oportunidade de a gente mostrar para a sociedade que gostamos de entretenimento”, destacou.

Leia mais:   Dia da Bandeira reúne estudantes e lideranças em ato cívico

O diretor de esporte da Associação Mato-grossense de Deficientes (Amde), Daniel Silva do Nascimento, também foi um dos convidados a participar do momento especial. “Eu já pratico o basquete e o atletismo há quatro anos, mas não conhecia o boliche. Meu sonho era participar um dia e hoje estou tendo essa oportunidade de conhecer junto aos meus colegas”, disse ele, que é cadeirante. 

Dimitri Fernandes Kalinowski,19, tem a síndrome de Asperger, uma condição neurobiológica enquadrada dentro do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Ele não escondeu a alegria em conhecer o gran boliche. Sua mãe, Eliane Fernandes, disse que Dimitri é muito animado quando está em lugar diferente e fica muito pensativo quando está com outras pessoas. “É muito bom reencontrar pessoas que participaram do desfile aqui”, disse.

Para a superintendente das pessoas com deficiência de Mato Grosso, Tais Augusta de Paula, a data coincidiu com o Dia Nacional do Deficiente Físico, celebrado no dia 11 de outubro transformando o momento de interação com alegria e amor. “Por meio do desfile que ocorreu no mês passado, despertamos os olhares dos empresários para as pessoas com deficiência, o senhor Moreira, foi um deles que ao participar do evento se interessou em ajudar e nos convidou para esta tarde maravilhosa. Para nós esse gesto foi como um presente”, externou.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

MTI integra grupo de trabalho nacional para acelerar transformação digital nos Estados

Publicado

O vice-presidente da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), Cleberson Gomes, participa nesta semana de mais uma reunião do Grupo de Transformação Digital, a fim de discutir as melhores práticas e as principais ações de “governo digital” em curso nos Estados, além de temas relacionados à área de tecnologia.

O “GTD.Gov: Grupo de Transformação Digital dos Estados e Distrito Federal” é uma rede nacional que reúne especialistas em TI dos governos de todo o País e é promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad), junto com a Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep-TIC).

De acordo com Cleberson Gomes, por ser a empresa provedora de tecnologia do Estado, a MTI foi escolhida para representar Mato Grosso nessa grande discussão. Dentro desse grupo, a MTI ainda participa de subgrupos de Governança para a Transformação Digital, Arquitetura Corporativa e Serviços Digitais.

“Estamos participando para entender como os Estados estão se movimentando e como o Governo Federal pretende se relacionar com os Estados em relação à tecnologia da informação. É possível que haja uma ação unificada para que essa transformação digital aconteça de forma padronizada em todo o Brasil”, afirmou.

Leia mais:   Curso de computador promove transformação na vida de estudantes

Ainda segundo Cleberson, a reunião é uma oportunidade de conhecer ideias inovadoras, disruptivas e trazer as melhores práticas para Mato Grosso, além de mostrar aos demais estados o que Mato Grosso está fazendo na área de tecnologia em prol da administração pública.

“Queremos ver o que os demais governos estão pensando, para potencializar aquilo que já estamos fazendo. Esperamos aprender e compartilhar os conhecimentos, experiências e soluções para promover a maior integração entre os Estados gerando abordagens factíveis de implementação, além de entender como estaremos inseridos nesse cenário”, afirmou.

A reunião do Grupo de Transformação Digital ocorre durante três dias e se encerra na sexta-feira (22.11). Ao longo do encontro têm sido realizadas palestras e oficinas de trabalho, entre outras atividades.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estado unifica cadeias de Rio Branco e Mirassol D’Oeste para atender Ação Civil Pública

Publicado

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) fechou a Cadeia Pública de Rio Branco (336 km a Oeste de Cuiabá) e transferiu, durante o feriado do dia 20 de novembro, os 34 presos da unidade para a Cadeia Pública de Mirassol D’Oeste, que fica a 73 km da cidade.

O diretor da Cadeia de Rio Branco ficará atendendo aos familiares dos detentos por tempo indeterminado para passar informações sobre o encerramento das atividades no local, que tinha capacidade para 12 pessoas.

O fechamento da unidade atende a um acordo feito com o Ministério Público Estadual (MPE-MT) que havia proposto ações para ampliação da Cadeia Pública de Mirassol D’Oeste e a unificação das duas unidades, além da lotação dos agentes penitenciários na unidade.

Além da transferência dos 34 presos, também serão remanejados os 16 agentes penitenciários e a viatura que atendia a Cadeia de Rio Branco.

A Ação Civil Pública do Ministério Público foi proposta em 2010 e em janeiro de 2017 foi feito bloqueio judicial de R$ 400 mil nas contas do Estado em favor do Conselho da Comunidade de Mirassol D’Oeste para a execução da obra de construção de um novo pavilhão, com capacidade para 60 presos.

Leia mais:   Governo fecha outubro com R$ 71 milhões provisionados para pagar o 13º salário

Os servidores lotados da Cadeia Pública de Rio Branco terão prazo de 30 dias para se apresentarem na unidade de Mirassol D’Oeste. Enquanto isso, agentes penitenciários do Serviço de Operações Penitenciárias Especializadas (SOE) vão reforçar a segurança da unidade.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana