conecte-se conosco


Mato Grosso

Peritos realizam simulação de local de crime para estudantes do Ensino Médio

Publicado

Peritos criminais da Politec participaram do encerramento da atividade eletiva de Biologia Forense, da Escola Estadual Honório Rodrigues Amorim, em Várzea Grande, na manhã desta quarta-feira (12.06). Os profissionais apresentaram para 80 estudantes do 1º e 3º ano do Ensino Médio a estrutura organizacional e as atribuições das carreiras que compõem a instituição.

Em seguida, os alunos acompanharam uma simulação de local de crime, onde os peritos explicaram como são feitos os levantamentos dos vestígios e amarrações para a compreensão da dinâmica e análise dos elementos que levarão à autoria de um crime. Na simulação, um boneco, representando um cadáver, foi colocado na cena que se situava dentro de uma residência. Ao longo da atividade, e conforme os vestígios eram levantados e revelados, concluiu-se que se tratava de um suicídio.

Foram realizadas demonstrações sobre revelação de manchas de sangue, trajetória de disparo de armas de fogo, balística forense, revelação de impressões digitais, identificação de entorpecentes, exame grafotécnico e exame perinecroscópico.

Leia mais:   A pedido de Dr. Leonardo, Ministério da Agricultura destrava recurso que beneficiará pequenos produtores em MT

Conforme os profissionais, a visita tem por objetivo divulgar a instituição além de conscientizar os estudantes sobre a importância da preservação dos vestígios de cenas de crime.

De acordo com a professora de Biologia, Fernanda Martins Lopes, a simulação foi essencial para a fixação dos conhecimentos apresentados em teorias na sala de aula. “Os peritos vieram apresentar as teorias que já foram lecionadas em sala de aula, atendendo a proposta de interdisciplinaridade trabalhada pela Escola Plena. Ao longo da disciplina optativa os alunos aprenderam como se coleta e como é feito o levantamento dos vestígios”, citou.

A atividade foi realizada pelos peritos oficiais criminais Jaime Trevizan Teixeira, Luis Carlos Shibassaki Figueiredo, e Thiago Francisco Zys e faz parte do projeto ComCiência, desenvolvido pela Politec. O projeto busca oferecer experiências práticas de ciência do cotidiano, para despertar nos alunos do ensino básico o gosto pelo conhecimento científico, ao mesmo tempo em que demonstra os fundamentos do trabalho desenvolvido pela Politec no serviço de Perícia Criminal e Identificação Técnica, criando um espaço para discutir a cidadania por meio de temas transversais.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Estadual

Vídeos mostram animais mortos e destruição em incêndios no Pantanal

Publicado

Moradores de Poconé (104 km ao Sul de Cuiabá) registraram vídeos do incêndio florestal que atinge o Pantanal desde o dia 21 de julho. Filmagens mostram pontos diferentes da queimada e o combate aéreo ao fogo, feito pelo Corpo de Bombeiros.

Leia também – Hotel retira funcionários durante incêndio no Pantanal

Independente da área que se mostra, o cenário é o mesmo: de fogo, fumaça e destruição. A trilha sonora de estalos do mato queimando está por toda parte, assim como o rastro de triste. Animais mortos carbonizados estão por toda a parte.

Os enormes jacarés, encontrados por todo lado no Pantanal, não conseguiram fugir, assim como diversos outros bichos que habitam a área alagada, seca no período.

Reprodução

jacaré queimado no pantanal

Em um dos vídeos feitos na estrada que dá acesso ao Hotel Porto Cercado, o cinegrafista ainda comenta: “fogo brabo aqui. Muito vento (sic)”.

Segundo o último boletim divulgado pelo Corpo de Bombeiros, o incêndio florestal já atinge 77 mil hectares. Mais de 100 militares atuam no combate ao fogo via terrestre e aérea. Empresas privadas e a comunidade também ajudam no trabalho.No decorrer dos dias de incêndio, a estratégia adotada pelos combatentes tem sido alterada devido às mudanças do vento e pontos críticos.

Leia mais:   “Quem praticar crime ambiental em Mato Grosso vai pagar caro”, alerta governador

Vídeo

GD
Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

Busca por profissionais da área da saúde cresce em meio à crise causada pelo coronavírus

Publicado

Em cinco meses de pandemia, a crise causada pela Covid-19 vem provocando uma fila imensa por trabalhadores na área da saúde, tais como enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, entre outros. Em levantamento feito pela Grandy Desenvolvimento Humano, empresa especializada em recrutamento e seleção de talentos, é notória a procura por recrutamento e seleção de profissionais deste segmento.
“Com o início da pandemia nós percebemos que muitas empresas recuaram em relação às contratações de novos colaboradores, houve bastante suspensão, porém com o passar de poucas semanas, notamos que enquanto alguns segmentos do mercado desacelerava bruscamente, o segmento da saúde acelerava mais ainda. Nunca tivemos tanta demanda quanto estamos tendo agora por esses profissionais”, comenta Cynthia Lemos, sócia da Grandy.
Atualmente, há dez vagas abertas na plataforma da Grandy, com a expectativa de abertura de mais vagas para o mesmo segmento, os locais de trabalho são em Cuiabá e Várzea Grande. Os postos disponíveis são para técnicos de enfermagem – os salários oferecidos são de R$1.550 com vários benefícios.
Ao receber uma grande demanda por posições na linha de frente, Cynthia destaca que para essas vagas é necessária a formação e ter experiência. Embora alguns profissionais estejam resistentes em assumir ingressar no mercado de trabalho devido ao risco, as vagas vêm sendo preenchidas rapidamente.
Diante desse cenário, a Grandy tem notado uma oferta muito maior do que profissionais no mercado. Mas, com a abertura do comércio agora, a situação atual vem obtendo um crescimento, os empresários têm voltado a retomar na procura de vagas que tinham sido suspensas.

Leia mais:   Apenas um município em Mato Grosso está com risco alto de contaminação de Covid-19

Para mais informações sobre vagas de empregos, acesse: http://grandy.com.br/

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana