conecte-se conosco


Mato Grosso

Para superar depressão, voluntária cria ONG que cuida de animais de rua

Publicado

Há seis anos a vida da pedagoga cuiabana Ângela Furtado, 50 anos, mudou para sempre. O filho, com 14 anos à época, foi diagnosticado com leucemia. Começava, então, um tratamento de cinco anos para combater o câncer, que entrou em remissão um ano atrás.

Foram sessões de quimioterapia, internações que duravam semanas, complicações, e idas e vindas ao Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCan), que se tornou um espaço compartilhado com as famílias de outros adolescentes e crianças na mesma situação. “O hospital foi sendo uma espécie de segunda casa e as pessoas se tornaram uma segunda família, já que convivia mais com elas do que dentro do meu próprio lar”, lembra Ângela.

É claro, durante todo esse processo, os desgastes mental e físico chegaram e, com eles, a depressão. “Nos primeiros três anos de tratamento, meu filho perdeu mais de 50 amigos, feitos no hospital, para a doença. Era difícil não se abalar e não questionar se a nossa vez chegaria. Nesse meio todo, desenvolvi alguns transtornos, como ansiedade, e cheguei a pensar em suicídio. Também entendi que precisava fazer alguma atividade que tivesse relação com vida, com sobrevivência”, relata.

Em meio a esse caos o Pitoco chegou. Um cachorro, como o próprio nome diz, miúdo e doente, recolhido pouco antes de ir para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

“Minha irmã, Vanessa, e eu sempre resgatamos cachorros de rua, mas de forma muito esporádica. Às vezes acolhíamos por um tempo, para um tratamento ou outro, mas logo conseguíamos alguém para adotar. O Pitoco foi trazido por uma conhecida à época, que me informou que ele seria sacrificado porque estava com câncer. Impossível não relacionar com a minha vida naquele momento. Então, com postagens em redes sociais, comecei a chamar atenção de algumas pessoas e conseguimos o tratamento e ele sobreviveu. Neste momento algo despertou em mim”.

Leia mais:   Bimotor com 450 kg de cocaína é interceptado pela FAB e pousa em MT

A virada

Além desse despertar, Ângela foi percebendo a diferença positiva relacionada aos animais em casa com o tratamento do filho (e dela mesma).

“Meu filho não podia sair de casa. Estava no começo da adolescência, uma fase de mais descobertas e amizades mas que se resumiu a estar dentro do hospital. Nós tínhamos cinco cachorros em casa, nossos mesmos, e percebia como eles faziam bem, porque era um momento de alegria e de esquecer todos os problemas. Esse movimento me levou a criar o primeiro projeto voltado para o resgate de animais”, completa a pedagoga.

O projeto, feito em 2014, era o Lar Temporário Cão Cuidado Cão Amor, que cresceu, ganhou voluntários e, em 2016, passou a ser a Organização Não Governamental (ONG) Cão Cuidado Cão Amor. Hoje, além da própria Ângela e da irmã, a ONG conta com mais 10 pessoas na diretoria.

A ONG foi fundamental para dar visibilidade ao projeto e também dar mais transparência para doações ou ajudas com tratamentos e parcerias com entidades públicas ou privadas. Um carro-chefe da entidade, por exemplo, é o projeto Cão Terapia, que leva cachorros que estão no abrigo – e saudáveis – para visitar crianças internadas em quadros graves ao Hospital Universitário Júlio Müller.

“Curados, eu e meu filho temos como objetivo provocar pessoas, sensibilizá-las. Mudanças reais acontecem com provocações. Quero mostrar que adotar é lindo, é um ato de amor. Sei que as coisas estão mudando, que hoje as pessoas não têm mais tanta vergonha em demonstrar amor por um animal, o que antes era visto até com certo receio. O câncer e a depressão foram divisores de águas pra mim e o que espero é que os animais sejam, finalmente, tratados com respeito. Como qualquer ser vivo merece”, define Ângela Furtado.

Leia mais:   Corte de energia por falta de pagamento retorna em agosto

Vale lembrar que a ONG conduzida por Ângela e Vanessa resgata, em sua maioria, animais frutos de maus-tratos, atropelamentos ou abandono.

Doações

Nesta semana, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) doou cerca de 130 quilos, entre ração e sachês de carne, para cães e gatos a Cão Cuidado Cão Amor. O local abriga cerca de 200 gatos e 70 cachorros, que são abandonados nas ruas da Capital ou ainda recolhidos de casas ou canis ilegais. Para doações ou ajuda in loco, o telefone é (65) 99962-2955.

Lute como uma mulher

A história da mulher na sociedade sempre foi marcada pela luta e a quebra de paradigmas. Até 1931, por exemplo, elas não votavam no Brasil. Apenas em 1987 foi criado o primeiro Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, no Rio de Janeiro, órgão que até hoje media as políticas voltadas ao público feminino entre sociedade civil organizada e o Estado. 

Outro ponto de relevância na história é a sanção da Lei Maria da Penha, em 2006, que desde então trouxe muitas conquistas às mulheres brasileiras. A luta, no entanto, é constante. 

Para mostrar mulheres comuns, como Ângela Furtado, mas que ao mesmo tempo enfrentam muitas adversidades em seu cotidiano, o que as torna mulheres incríveis, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania de Mato Grosso (Setasc-MT) traz durante o mês de março – sempre às sexta-feiras – perfis de diferentes personagens femininas, em atuação também em diferentes áreas no Estado.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Bimotor com 450 kg de cocaína é interceptado pela FAB e pousa em MT

Publicado

Uma aeronave bimotor foi interceptada por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e escoltada até pousar em Rondonópolis (215 km ao Sul), neste domingo (2). O veículo transportava 450 km de cocaína. Dos pilotos foram presos em flagrante e a Polícia Federal investiga o caso.

Leia também – Dupla rouba chácara e sequestra família no interior de MT

Segundo informações da FAB, os aviões estavam em ação na Operação Ostium para identificar aeronaves suspeitas usadas para o tráfico de drogas nas fronteiras. Com informações da Polícia Federal, os pilotos conseguiram interceptar duas aeronaves suspeitas. Uma delas estava no espaço aéreo de Campo Grande (MS) e foi orientada a pousas em Rondonópolis.

Sargento Bianca/CECOMSAER e Polícia Federal

cocaina fab pf rondonopolis

Assim que houve o pouso, os pilotos foram presos e identificada quase meia tonelada de droga no veículo. Os presos e o bimotor foram entregues à Polícia Federal.

O outro avião foi interceptado em Campo Grande e o piloto orientado a descer em Três Lagoas (MS), mas ele tentou fugir e teve que fazer um pouco forçado em Invinhena (MS), com 700 kg de cocaína a bordo. O piloto também foi detido.

Leia mais:   Bimotor com 450 kg de cocaína é interceptado pela FAB e pousa em MT

GD

Comentários Facebook
Continue lendo

Estadual

Detran-MT reabre mais unidades no Estado a partir de segunda (03)

Publicado

Serão reabertas unidades de cidades que deixaram de constar no grupo de risco alto de contaminação por coronavírus

A partir da próxima segunda-feira (03.08), unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) em mais 12 municípios de Mato Grosso voltarão a atender ao público, com serviços presenciais por agendamento. Com isso, o Detran-MT soma 41 cidades com unidades em funcionamento de um total de 63 municípios que contam com unidades da Autarquia no Estado. CONFIRA AQUI AS UNIDADES QUE JÁ ESTÃO ABERTAS E AS QUE IRÃO REABRIR

Na primeira semana de reabertura, as 12 unidades irão atender somente os cidadãos que já estavam com atendimento agendado e tinham sido suspensos, em razão do fechamento temporário de tais unidades.

Novos horários para agendamentos pelo site do Detran-MT serão liberados apenas após as unidades atenderem todas as demandas dos cidadãos já agendados.

Os 12 municípios que irão retomar o atendimento ao público do Detran-MT são: Guiratinga, Poxoréo, Arenápolis, Poconé, Nortelândia, Rio Branco, Nova Olímpia, Sapezal, Vila Bela da Santíssima Trindade, Colniza, Nova Xavantina  e Pedra Preta.

Leia mais:   Detran-MT reabre mais unidades no Estado a partir de segunda (03)

Esses municípios foram classificados com risco moderado e baixo de contágio do novo coronavírus, conforme o Boletim Informativo n° 144 da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), divulgado na quinta-feira (30.07), com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

Já as unidades do Detran-MT nos municípios de Paranatinga, Nova Mutum, Tapurah e Brasnorte estarão com o atendimento ao público suspensos, a partir de segunda-feira (03.08), por esses municípios terem sido classificados como alto risco de contágio do vírus.

Em Cuiabá e Várzea Grande, todas as unidades da Autarquia permanecem com o atendimento presencial suspenso temporariamente, por continuarem na classificação de risco alto de contágio do novo coronavírus, conforme o boletim informativo da SES-MT.

Continuam fechados a sede, em Cuiabá, os Núcleos de Atendimento do Shopping Estação, Goiabeiras Shopping e Galeria Itália. Também segue fechada a unidade do Detran localizada no Várzea Grande Shopping.

O prazo de suspensão do atendimento nas unidades será atualizado semanalmente, conforme a divulgação do Boletim Informativo da Secretaria de Estado de Saúde com a classificação de risco de contágio do novo coronavírus nos municípios mato-grossenses.

Leia mais:   Corte de energia por falta de pagamento retorna em agosto

Em razão disso o Detran-MT informa que não irá realizar novos agendamentos para atendimento nessas cidades, até a reabertura dessas unidades.

Agendamento

Nas unidades que estarão com o atendimento ao público retomado, o cidadão será atendido somente por agendamento, para evitar aglomeração. Para isso, deve acessar o site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br) e clicar na mensagem de tela (pop up), que irá direcionar à página de agendamento.

Ao entrar na página, deve preencher o formulário com os seus dados pessoais, escolher qual das 41 unidades deseja ser atendido e agendar a data e o horário para o atendimento presencial.

Canal para informações

Durante o período de suspensão do atendimento presencial em unidades do Detran no Estado, o cidadão pode obter informações e esclarecer dúvidas sobre os procedimentos e serviços da Autarquia através do e-mail: disquedetran@detran.mt.gov.br

Lidiana Cuiabano | Detran-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana