conecte-se conosco


Mato Grosso

Pacientes do Cridac recebem atendimento especial com música e técnicas de reabilitação

Publicado

Para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, em 03 de dezembro, o Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa (Cridac) realizou uma programação especial com várias atividades voltadas às pessoas que passam por tratamento na unidade.

Na tarde de terça-feira (03.12), os pacientes participaram de atividades lúdicas para estimular o desenvolvimento de habilidades, como a coordenação motora. Na recepção, música com uso de instrumentos para promover a interação social das pessoas com deficiência. Além disso, os profissionais da unidade prestaram atendimentos terapêuticos, com técnicas de reabilitação para auxiliar no tratamento dos assistidos.

“Neste dia, dedicamos uma atenção especial às pessoas com deficiência. Estamos implementando as ações e vamos prestar serviços de saúde, entregando cadeiras de rodas adaptadas às características de cada deficiente”, disse o secretário.

A diretora do Cridac, Patrícia Dourado, explicou que um dos objetivos da programação é abrir as portas da unidade para que a sociedade conheça os serviços de saúde oferecidos aos pacientes com deficiência.

Leia mais:   Governo vai formalizar parcerias para obras de pavimentação urbana e rodoviária e construção de pontes

“Convidamos a sociedade para conhecer e ver o que estamos oferecendo ao público, como inclusão por meio de acessibilidade e aceitação das pessoas com deficiência. A programação também inclui capacitação dos servidores que prestam atendimento aqui no Cridac para aperfeiçoar os conhecimentos e melhorar ainda mais a oferta de serviços”, explicou a diretora. 

Durante a programação especial, outra importante ação realizada pela diretoria do Cridac foi a entrega de uma cadeira de rodas adaptada para uma criança. O pequeno Kauê da Silva, de 9 anos de idade, possui a doença de Autismo no nível 3 – o grau mais severo – e recebeu um novo equipamento de locomoção.

O pedido foi realizado pela mãe, Isabela Cristina da Silva, de 34 anos, que escreveu uma carta ao Papai Noel pedindo de presente uma nova cadeira de rodas.

“Eu mandei a cartinha por impulso, minhas vizinhas deram essa ideia e falaram ‘quem sabe você escrevendo o seu pedido é atendido’. Aí escrevi essa carta e consegui. Estou feliz! Antes, eu usava uma cadeira que não era adaptada, uma cadeira que ganhei de uma vizinha. A nova cadeira vai facilitar na locomoção do Kauê”, disse Isabela.

Leia mais:   PM flagra 200 pessoas aglomeradas acampando às margens do Teles Pires

Na sala de atendimento especial do Cridac, a mãe recebeu orientações dos profissionais, que passaram as instruções básicas de como usar a cadeira e os cuidados na hora de acomodar o filho no equipamento.

Além dessas ações, a programação continua durante a semana toda e vai ofertar capacitação aos servidores que atuam no Cridac. A programação de cursos contará com a participação de profissionais da UFMT e de uma especialista em coach; serão abordados diversos temas como biomecânica, produção científica e reabilitação da bexiga neurogênica.

Serviço

O Cridac fica localizado na Rua G, s/n Bloco A – Centro Político Administrativo. O horário de atendimento é de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h. Os telefones de contato da unidade são: (65) 3613-1933 ou 3613-1918.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Depois de três dias de trabalho, forças de Segurança apreendem 117 quilos de pasta base de cocaína

Publicado

O trabalho integrado entre equipes da Força Tática do Araguaia, Gefron e Polícia Federal resultou na prisão de dois homens por tráfico de droga em Canarana (a 823 km de Cuiabá). Na ação, foram apreendidos 116 tabletes de pasta base de cocaína.

Conforme o boletim de ocorrência, a denúncia descrevia uma caminhonete S-10 branca, com placa de Goiás, que estaria transportando uma grande carga de entorpecente. Acrescentava ainda que os suspeitos estariam no Distrito de São José do Couto, sentido MT-020.

Durante três dias, os policiais montaram campana na região. Foram realizadas patrulhas volantes nas rodovias e estradas vicinais até que um veículo com as mesmas características passou por uma delas.

Nada de ilícito foi localizado na vistoria do veículo, porém, durante a entrevista com os dois homens, ambos apresentaram contradições. Um deles confessou que estavam transportando a droga e que ela estava escondida em uma área de mata. Eles levaram os policiais até o local, onde foram encontrados os três fardos com 117 quilos de pasta base de cocaína divididos em tabletes.

Leia mais:   Em fuga da Cadeia de Arenápolis, 9 conseguem sair e 12 são contidos

Os suspeitos disseram que tinham escondido a droga na quarta-feira (01.07) e que estavam monitorando se não haveria fiscalização, para daí tirar o entorpecente. Eles contaram que a droga foi pega na cidade de Pontes e Lacerda e que seria levada para Goiás.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Doação de tecido ao Sistema Penitenciário servirá para confecção de mais de 32 mil máscaras

Publicado

Mais de meia tonelada de tecido tipo malha foi doada para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso e vai servir para a confecção de mais de 32 mil máscaras. A mão de obra será dos reeducandos que cumprem pena nas unidades masculinas, Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) e Penitenciária Central do Estado (PCE), e na feminina, Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. 

Os recuperandos que atuam na confecção têm formação técnica em corte e costura. Os insumos foram doados pela Receita Federal e são provenientes de apreensões realizadas no estado de peças originárias de contrabando e descaminho. Foram disponibilizadas 5.346 camisetas, que serão desmanchadas e o tecido servirá para fazer as máscaras. 

Toda a produção será destinada para servidores do Sistema Penitenciário, unidades de segurança pública, familiares de reeducandos e algumas peças serão disponibilizadas para a venda, por meio do Conselho da Comunidade da Vara de Execução Penal (Concep), e parte do recurso é destinada em conta pecúlio ao reeducando, que também terá um dia de remissão de pena a cada três dias trabalhados.

Leia mais:   Em fuga da Cadeia de Arenápolis, 9 conseguem sair e 12 são contidos

O secretário adjunto de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), Emanoel Flores, disse que a parceria com o Concep e a Receita Federal fortalece ainda mais as atividades desenvolvidas dentro das unidades penais.

“Com esta doação realizada pela Receita Federal manteremos em 100% a disponibilização de máscaras aos nossos servidores e vamos ajudar outras unidades de segurança, entidades filantrópicas e familiares dos reeducandos. Esta parceria veio somar ainda mais com as atividades realizadas dentro do sistema prisional”. 

Já a presidente do Concep, Silvia Tomáz, lembra que outras ações já foram desenvolvidas dentro das unidades penais por meio do programa “Justiça Unida para Proteger”, com o objetivo de seguir buscando parcerias para implementar novas políticas em prol dos reeducandos.

“Para esta nova aquisição dos tecidos formalizamos o pedido de doação junto à Receita Federal e nos foi atendido. Cada camiseta dará para fazer de seis a sete máscaras, o que vai totalizar em mais de 32 mil unidades. Este material era para ser queimado, mas foi possível utilizar o insumo para a produção de máscaras. Por meio de outras parcerias já foram produzidas outras 35 mil máscaras que são de uso obrigatório da população como medida de prevenção à Covid-19”, ressalta.

Leia mais:   PM flagra 200 pessoas aglomeradas acampando às margens do Teles Pires

Parceria

O chefe de logística da Receita Federal, Nilton Sergio Lourenço, frisa que parte das apreensões são resultados também da atuação das forças de segurança em Mato Grosso, principalmente na fronteira do Brasil com a Bolívia, que combate os crimes transfronteiriços, entre eles, o contrabando e descaminho.

“Darmos esta destinação para estas peças resultantes de apreensões de produtos contrafeitos é importante porque sabemos que terá utilidade, pois o destino das mesmas seria a destruição. Quero enaltecer também, em nome do delegado Oldésio da Silva Anhesini, esta parceria porque reconhecemos o trabalho que é desenvolvido pela segurança pública de Mato Grosso”.

Ainda segundo ele, os produtos apreendidos pelo órgão federal podem ter três destinações: a doação, destruição e leilão. Assim como os cigarros, as peças contrafeitas apreendidas também são destruídas. Mas devido a descaracterização, os tecidos puderam ser doados.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana