conecte-se conosco


Estadual

Oportunidade: Rota do Oeste oferece vagas para operador de tráfego na BR-163

Publicado

Profissionais atuarão em Nobres, Nova Mutum e Sorriso

Estão abertos os processos seletivos para a contratação de operadores de tráfego da Concessionária Rota do Oeste para atuação na BR-163. As vagas são para trabalhar nas bases da empresa em Nobres, Nova Mutum e Sorriso. Entre as atribuições do cargo estão a inspeção do trecho sob concessão, monitoramento das condições da pista, acessos, sinalização, entre outras atividades.

É exigido dos candidatos o ensino fundamental completo e habilitação categoria D, além de desejável vivência na função de motorista em experiências anteriores.  Atualmente, a Rota do Oeste conta com mais de 180 operadores de tráfego ao longo dos 850,9 km sob concessão da BR-163. Os novos contratados integrarão o quadro de quase 1,3 mil funcionários da Concessionária em Mato Grosso.

Para se candidatar a uma das vagas, os interessados devem enviar seus currículos para selecaocro@rotadooeste.com.br, com o assunto “Operador de Tráfego”. A Concessionária reforça que todas as suas vagas de emprego estão disponíveis também para Pessoas com Deficiência (PCD).

Leia mais:   Mato Grosso teve 149 mil pessoas afastadas do trabalho por conta da pandemia

Da Assessoria

Comentários Facebook

Destaque

MT decreta luto e políticos homenageiam pastor Sebastião

Publicado

Assessoria

O governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), decretaram luto oficial de três dias, a partir desta quarta-feira (8), em pesar pela morto do presidente da Assembleia de Deus em Mato Grosso, pastor Sebastião Rodrigues de Souza, 89. O religioso esteve a frente a igreja por 50 anos e morreu de covid-19, na madrugada desta quarta.

Políticos de Mato Grosso também deixaram suas homenagens ao líder evangélico e destacaram seus feitos para a comunidade no decorrer das décadas.

Sebastião estava internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há 5 dias. Ele melhorou mas depois seu quadro teve severa piora e não resistiu. O filho do pastor, Rubens Siro de Souza, 69, morreu da doença na sexta-feira (5). “Tinha por ele uma grande admiração pelo líder e homem de Deus que ele sempre foi. Sua igreja e a sua fé permanecerão vivos para sempre. Eu e minha esposa Virginia Mendes estamos em oração para que Deus conforte o coração dos familiares, amigos e dos milhares de fiéis”, afirmou o governador Mauro Mendes.

Leia mais:   Covid-19: MPT faz destinação para Unemat produzir 450 máscaras para profissionais de saúde

Em comunicado feito no site da Prefeitura de Cuiabá, Pinheiro lamentou o falecimento.

“Uma grande perda para a sociedade cuiabana, para Mato Grosso. Que Deus conforte o coração da família e dos irmãos da Assembleia de Deus que perderam seus dois líderes nesta última semana”, declarou.

O deputado Thiago Silva (MDB), membro da Assembleia de Deus, lamentou a perda e demonstrou seus sentimentos à família do pastor.

“Como Presidente da Comademat e 45 anos de ministério em Mato Grosso, dedicou a sua vida a obra de Deus e o fortalecimento e expansão dos trabalhos de evangelização da igreja Assembleia de Deus em todos os municípios de Mato Grosso, sendo o nosso maior exemplo de fé, amor ao próximo e dedicação a obra de Deus”, escreveu.

Em nota, o parlamentar Xuxu Dalmolim (PSC) destacou as duas importantes perdas, do pastor e filho, em tão poucos dias. Externou suas condolências à família e sua homenagem ao homem que foi presidente da igreja.

“Quero aqui expressar os nossos sentimentos aos familiares do Pastor Sebastião Rodrigues, aos seus amigos e a todos os assembleianos de Mato Grosso. Infelizmente, o Pastor Sebastião veio a óbito uma semana após a morte do filho, também vítima da covid, duas grandes perdas. Esses homens de fé muito contribuíram com o nosso estado e não vamos deixar que suas histórias sejam esquecidas”, disse.

Leia mais:   Mato Grosso registra 19.540 casos e 741 óbitos por Covid-19

Janaina Riva também manifestou sua tristeza pela perda. Ela destacou, em nota, que o pastor foi responsável pela fundação da Assembleia de Deus em Juara, sua cidade natal.

“Foi a maior liderança religiosa entre os evangélicos nas últimas décadas em Mato Grosso. O pastor Sebastião era uma referência no Brasil, um homem que dedicou a sua vida à obra de Deus. Aos familiares, externo meus sinceros sentimentos de pesar. Que Deus conforte o coração de vocês. Oremos por ele e por todas as vítimas da covid-19”, escreveu a deputada.

A igreja Assembleia de Deus prestou homenagens em texto e vídeo ao seu líder. “Será esse sorriso que sempre estará na nossa memória, em breve encontraremos no céu”, diz uma das mensagens.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Crimes de feminicídios aumentam 75% nos primeiros cinco meses de 2020

Publicado

Assessoria

Nos primeiros cinco meses deste ano, em Mato Grosso, 28 mulheres morreram em decorrência de feminicídio, que é o homicídio em função de violência doméstica e familiar ou menosprezo e discriminação contra a condição de mulher. O número de 2020 é 75% maior ao que foi registrado no mesmo período de 2019 quando foram contabilizadas 16 mortes em todo o Estado.

Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e os números são medidos com base nos dados lançados no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP) e informações fornecidas pelas Diretorias Metropolitana e de Interior da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

Apesar do aumento nos casos de feminicídio, os homicídios com vítimas femininas – o que engloba outras motivações para morte como rixas, tráfico de drogas, por exemplo – reduziu 68%. Saiu de 22 casos em 2019 para sete em 2020. Tais dados contemplam os 141 municípios do Estado, no período de janeiro a maio.

A Superintendência do Observatório da Violência alerta que os dados de feminicídio apresentados são passíveis de alteração, tendo em vista que a investigação do crime é complexa, e a consolidação da motivação pode necessitar de extensão de prazo e envio posterior.

“A Sesp juntamente com representantes da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e demais órgãos do Estado e entidades de defesa da mulher tem debatido o tema para buscar ações efetivas de prevenção e repressão aos crimes contra as mulheres, mas entendo que é preciso ampliar o envolvimento da comunidade como um todo para obter a mudança neste cenário”, avalia o secretário de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Fortes.

Leia mais:   Detran suspende atendimento em 56 cidades a partir da próxima segunda; entre elas Cáceres

Outros dados

De janeiro a maio deste ano, o Estado registrou quedas nos registro de ameaça (-16%), lesão corporal (-10%), tentativa de homicídio (-25%), dentre outros. As reduções são em comparação com o mesmo período de 2019.

Em 2020 foram registrados 7.259 Boletins de Ocorrência por ameaça. Em 2019 o total foi 8.632. Já os crimes de lesão corporal foram 3.831 neste ano contra 4.259 no ano passado. Ainda no período, foram 91 tentativas de homicídios em 2020 contra 121 em 2019.

Diante dos dados de aumento de feminicídio frente às reduções de outras ocorrências, a delegada e coordenadora da Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp-MT, Jozirlethe Criveletto, acredita que as mulheres estão dentro de casa com os agressores e sem poder sair para denunciar.

“Esse comparativo janeiro a maio de 2019 e 2020, que pega justamente o período do ápice da pandemia, percebe-se que todas as outras violências, a maioria delas, diminuíram seus registros, mas quando nós lembramos que os canais de denúncias como o 180 têm aumentando o número de recebimento de denúncia, nós então entendemos que os registros por si só não espelham a realidade da violência doméstica em Mato Grosso. O número das denúncias nos canais, a exemplo do número 180 mostra um aumento de 35% nos atendimentos entre os primeiros meses do ano passado e 2020”, destaca.

Leia mais:   Governo de Mato Grosso compra lotes de “kit-covid” para distribuir aos 141 municípios

A Polícia Militar mantém os atendimentos por meio da Patrulha Maria da Penha. Neste período de prevenção a Covid-19, as visitas às mulheres que têm medida protetiva continuam.

“Estamos fazendo atendimentos de vítimas de violência doméstica que já possuem medidas protetivas de urgência deferidas pelo Judiciário. Continuamos o trabalho normalmente porque entendemos que é um período crucial e necessário para a segurança das vítimas. Entendemos também que neste momento parte da redução nos índices de violência se deve ao fato das vítimas estarem convivendo com seu agressor, o que tem impedido de fazer a denúncia. A nossa orientação é para que elas conversem com algum vizinho ou parente e não deixem de falar das agressões que estão sofrendo”, ressalta a tenente PM Denise Valadão.

Canais de ajuda

As mulheres que precisam de auxílio podem recorrer ao Disque 180, e às Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher ou qualquer delegacia do município que reside. Em Cuiabá, a DEDM está localizada na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro Sul. Há ainda o Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública de Mato Grosso, que atende pelo telefone (65) 3613-8204, e no Edifício Top Tower Center, na Capital, e o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso: (65) 3613-9934.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana