conecte-se conosco


Sem categoria

Operações integradas prendem 708 autores de delitos criminais em Mato Grosso

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT

As forças de segurança deflagraram, no período de janeiro a novembro deste ano 88 operações integradas, que resultaram na prisão em flagrante de 708 autores de vários delitos criminais, a exemplo de homicídio, roubo, furto e tráfico de drogas. As ações repressivas foram realizadas nas 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) e contemplaram os 141 municípios de Mato Grosso.

Nos 11 meses foram cumpridos 261 mandados de prisões, internação cautelar e prisão temporária e 409 mandados de busca e apreensões, que resultou em 915 pessoas conduzidas e presas. Ao todo, 153 armas de fogo foram apreendidas, 219 veículos foram recuperados e realizadas 385 atividades periciais diversas.

Já com o foco no trabalho preventivo durante as operações, o Corpo de Bombeiros Militar fiscalizou 652 estabelecimentos comerciais para constatar a legalização do alvará de funcionamento.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes, destaca que as ações conjuntas resultaram na redução dos principais índices criminais no Estado: homicídio, roubo e furto.

“Temos deflagrado operações não só nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, mas também em outras Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp’s), que abrangem as 141 cidades. Nosso foco tem sido trabalhar em frentes ostensivas e repressivas para impedir o avanço da criminalidade. Ressalto ainda que cada instituição que compõe o sistema de segurança pública tem se dedicado para melhorar os índices criminais, seja atuando na parte ostensiva, de investigação ou perícia e estas ações diárias refletem na queda nos registros nos crimes contra a vida e patrimoniais”, ressalta.

Leia mais:   Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 35 milhões

Fazem parte das forças de segurança a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Detran, Sistema Penitenciário e Socioeducativo.

Operação Sonora II

Ainda segundo o secretário, novas ações integradas serão deflagradas em dezembro. Uma das operações integradas desencadeada neste mês foi a “Sonora II”, que aconteceu no último final de semana (07.12) no município de Várzea Grande e culminou na interdição de um estabelecimento comercial por som alto.

Na operação, 27 estabelecimentos comerciais foram vistoriados e resultou na autuação de quatro pontos comerciais pelo Corpo de Bombeiros Militar. Também durante a ação, a Vigilância Sanitária notificou quatro estabelecimentos e outras infrações foram contabilizadas pelo órgão municipal de Meio Ambiente (01) e Gestão Fazendária (01).

Além das forças de segurança, fizeram parte da “Operação Sonora II”, profissionais do Conselho Tutelar, Guarda Municipal de Várzea Grande, Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, e Gestão Fazendária.

Redução criminalidade

Mato Grosso reduziu 14% os crimes contra a vida no período de janeiro a outubro deste ano. Nos primeiros dez meses foram 678 mortes, contra 785 no ano passado. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceac). O levantamento é com base nos Boletins de Ocorrências (BOs) registrados nos 141 municípios.

Leia mais:   Pesquisa divulgada pela Fecomércio-MT revela que empresários do comércio iniciaram 2020 mais confiantes

Ainda no período, o Estado apresentou queda de 27% no roubo e 13% em furto. Em 2019 foram contabilizadas 11.606 ocorrências de roubo (quando há violência) e em 2018 o total foi de 15.804 casos. Já os crimes de furto atingiram 36.351 registros neste ano contra 41.569 em 2018.

Comentários Facebook

Sem categoria

Pesquisa divulgada pela Fecomércio-MT revela que empresários do comércio iniciaram 2020 mais confiantes

Publicado

A Fecomércio-MT divulgou nesta sexta-feira (24) a pesquisa que monitora o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), em Cuiabá, e revelou um aumento de 0,6% na comparação com o mês anterior, atingindo, assim, 131 pontos. No entanto, o índice atual é 0,5% menor se comparado com janeiro de 2019.

A pesquisa é realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e tem variação de zero a 200 pontos. O índice 100 demarca a fronteira entre a avaliação de insatisfação e de satisfação dos empresários do comércio: abaixo de 100 pontos diz respeito à situação de pessimismo enquanto acima de 100 encontra-se a situação de otimismo.

Para a Fecomércio-MT, com as mudanças na forma de recolhimento do ICMS no estado por meio da Lei Complementar nº 631/2019, diversos produtos do comércio sofreram elevação dos preços, o que acaba por diminuir o poder de compra das famílias. Tal medida deve impactar no otimismo do empresário mato-grossense no decorrer do ano.

Expectativa em queda

O subíndice que avalia a expectativa do empresário do comércio (IEEC) apresentou retração em janeiro de -2,3% na comparação com o mês anterior e de -4,5% sobre janeiro de 2019. Das 181 empresas participantes da pesquisa na capital mato-grossense, 92,2% acreditam na melhora do setor. Em janeiro do ano passado, esse indicador era maior e atingia 95,3% dos empresários entrevistados.

Leia mais:   Pesquisa divulgada pela Fecomércio-MT revela que empresários do comércio iniciaram 2020 mais confiantes

Investimento

Sobre o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC), observou-se melhora na variação mensal e anual da pesquisa, de 0,9% e 4,6%, respectivamente. Apesar da melhora no índice, o componente que mede a Expectativa de Contratação de Funcionários apresentou retração de -4,2% sobre anterior e de -4,6% na comparação com janeiro passado. 76% dos entrevistados estão dispostos a contratar funcionários. A porcentagem era maior no mesmo período do ano passado, quando 83% estavam dispostos a contratar funcionários.

Da assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 35 milhões

Publicado

O concurso 2227 da Mega-Sena deverá pagar nesta quinta-feira (23) R$ 35 milhões a quem acertar os seis números.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

A aposta mínima, de seis números, custa R$ 4,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio.

Comentários Facebook
Leia mais:   Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 35 milhões
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana