conecte-se conosco


Cáceres e Região

Operação cumpre mandados em Mirassol D`Oeste

Publicado

Sete mandados de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos na operação Engatilhados, deflagrada na manhã de quinta-feira (28.11), pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar e Sistema Penitenciário, em Mirassol D’Oeste (300 km a Oeste da Capital).

A ação resultou na prisão de três pessoas em flagrante, além da apreensão de 6 armas de fogo e várias munições. As ordens de busca e apreensão domiciliar foram expedidas pela 3ª Vara Criminal de Mirassol D’Oeste com base em investigações da Polícia Judiciária Civil do município.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Alexandre da Silva Nazareth, a operação visava combater o crime de posse ilegal de arma de fogo e munições, empregado com o fim de combater outras infrações como violência doméstica, apoio ao tráfico de drogas e associação criminosa.

20191128%20mirassol.jpeg

Os trabalhos contaram a atuação de 56 policiais, entre investigadores da Delegacia de Mirassol D’Oeste, com apoio da Delegacia Regional de Cáceres, Delegacia Especializada de Fronteira (Defron), Canilfron, além das equipes da Polícia Militar e do Sistema Penitenciário.

No cumprimento das buscas na casa do suspeito A.P., no bairro Jardim Planalto foi a apreendido uma carabina calibre 22, sem marcas aparentes, duas balanças de precisão, 05 aparelhos celulares, 01 cofre em que estava armazenado um revólver calibre 38 com 05 munições intactas, além de cheques preenchidos de diferentes bancos.

Leia mais:   BLACK FRIDAY: Fapan dá 70% de desconto na primeira mensalidade

O suspeito, investigado pela autuação com o tráfico de drogas no município, não foi localizado na residência. Segundo as investigações, ele também seria responsável pela execução de uma pessoa por na cidade de Guarantã do Norte, durante a cobrança de uma dívida de tráfico.

Em outra busca em uma propriedade rural, localizada às margens da BR 174, os policiais apreenderam em um dos cômodos da casa, uma espingarda calibre 32, quatro munições do mesmo calibre, 19 munições calibre 38, além de dois cartuchos e dois estojos.

201911282%20mirassol.jpeg

O dono do local, O.G.S., 64, era alvo de investigação de violência doméstica e foi conduzido a Delegacia de Mirassol D’Oeste, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo e munições.

Na propriedade rural de M.J.A., também investigado por violência doméstica e familiar, foi apreendido dois carregadores, 47 munições calibre 22, cartuchos calibre 36 mm, além de apetrechos para confecção de munição.

Em outro alvo, no bairro Jardim São Paulo, foi apreendido uma espingarda calibre 28, 06 munições calibre 380, uma munição calibre 22, uma carabina de ar comprimido 6.0, uma porção de ácido bórico, e uma poção de maconha. O investigado não foi localizado.

Leia mais:   Orçamento financeiro de Cáceres para o ano de 2020 poderá ser menor que de 2019

O suspeito, J.P.B.N., 49, passou a ser investigado após a Polícia receber informações de que ele mantinha uma arma de fogo em sua residência, fato que foi confirmado na operação. Diante das evidências, ele foi conduzido a delegacia onde foi lavrado o flagrante.

Segundo o delegado, Alexandre Nazareth, também foram cumpridos outros mandados contra pessoas investigadas por integrar facção criminosa.

“Todos os alvos da operação são considerados criminosos pelas investigações, ainda que em potencial e com desígnios autônomos, uma vez que possuem em suas casas, sem a licença da autoridade competente, e sem que um saiba da aspiração do outro, armas de fogo de diferentes calibres”, destacou o delegado.

201911284.jpeg

Por Assessoria/PJC MT

Comentários Facebook

Cáceres e Região

LEI ESTADUAL: CDL de Pontes e Lacerda é declarada de utilidade pública

Publicado

A Lei nº 11.050, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), foi sancionada pelo governador e publicada no Diário Oficial que circulou na segunda-feira

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Pontes e Lacerda foi declarada uma entidade de utilidade pública a partir da publicação da Lei nº 11.050, que é de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV). Este foi o primeiro projeto de lei protocolado pelo parlamentar, no início de fevereiro, que, após ser sancionado pelo governador, circulou no Diário Oficial da última segunda-feira (9).

Mais que promover o impulso ao comércio, a CDL vem desempenhando um papel importante no município ao promover campanhas como Outubro Rosa, Novembro Azul, Troco Solidário, e sempre revertendo as doações às instituições beneficentes, como o Hospital Vale do Guaporé, Guarda Mirim, Associação de Proteção aos Animais, Lar dos Idosos e da Criança e Apae.

“A entidade foi fundada em maio de 2010 com a finalidade de defender os interesses dos comerciantes, por esta razão vem fomentando emprego, renda e levando produtos e serviços de qualidade à população. Como médico da região oeste e antigo morador de Pontes e Lacerda, fico honrado de levar este título à CDL”, pontua Dr. Gimenez.

Leia mais:   Matrículas para novos alunos da rede estadual começam no dia 7 de janeiro

Para o presidente da CDL, Caio Henrique Moreira Roman, a iniciativa é de extrema importância, pois o poder público reconhece que o trabalho desenvolvido é desinteressado e visa ao bem comum. “Isso facilita, sobremaneira, a construção de parcerias com outras entidades e até mesmo a celebração de convênios com o poder público, agradecemos ao deputado, que tem sido parceiro de primeira ordem da nossa entidade”.

A evolução da CDL de Pontes e Lacerda é confirmada pelo crescimento não apenas físico, mas também pela expansão de inúmeras soluções empresariais, que compreendem ferramentas de cobrança, assessoria jurídica, recuperação de crédito, banco de currículos e um cartão convênio aos seus colaboradores, com mais de 2 mil já emitidos.

Vale destacar que o presidente da entidade tem cadeira em vários conselhos municipais e no Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança Pública (GGIM), reconhecida também de utilidade pública municipal por meio da Lei Municipal 1289/2011.

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Descarga elétrica mata 40 cabeças de gado em MT

Publicado

Uma descarga elétrica matou 40 cabeças de gado em uma fazenda de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, nessa segunda-feira (9). A propriedade fica na MT-480, a 30 km da cidade.

Segundo os moradores, o isolador da rede de energia estourou e o cabo de alta-tensão encostou no poste.

O incidente teria provocado um curto-circuito que energizou o solo.

Morreram 28 vacas e 12 bezerros que estavam perto.

Os animais foram enterrados em uma vala porque em casos assim a carne não pode ser consumida

A assessoria da Energisa disse que vai enviar uma equipe ao local e que está levantando mais informações sobre o caso.

A Energisa explica que no caso de ressarcimento por danos causados pela rede elétrica, o cliente deve entrar em contato com a empresa pelos canais de atendimento, como as agências e o call center (0800 646 4196), e solicitar o ressarcimento.

O pedido é submetido à análise da concessionária, que é feita de acordo com as regulamentações vigentes. É importante que o solicitante seja o titular da fatura e que o cliente tenha meios de comprovar as perdas/danos.

Leia mais:   Matrículas para novos alunos da rede estadual começam no dia 7 de janeiro
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana