conecte-se conosco


Política

Obras de recuperação da MT-358 entre Barra do Bugres e Tangará da Serra começam nesse mês

Publicado

O deputado Dr. João José recebeu a confirmação do Início das obras pela Sinfra, nessa quinta-feira.

Único deputado estadual eleito na região Médio-Norte, Dr. João José (MDB) se reuniu, nesta quinta-feira (11), com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, e com os adjuntos Nilton de Britto (Obras Rodoviárias) e Huggo Waterson (Logística e Concessões). No encontro, na sede da Sinfra, em Cuiabá, o corpo técnico de engenharia apresentou ao deputado o planejamento das que serão executadas na região de Tangará da Serra.

As obras fazem parte de um pacote de 114 ordens de serviço autorizado pelo governo do estado para atender as nove principais regiões de Mato Grosso, incluindo a Médio-Norte. Ficou confirmado que a Sinfra começará até o final do mês de abril as obras de recuperação da rodovia MT-358, de Barra do Bugres a Tangará da Serra, que hoje encontra-se com buracos.

“Estamos trabalhando para melhorar a qualidade da infraestrutura da nossa região. O secretário Marcelo e os adjuntos Nilton e Huggo foram verdadeiros comigo ao falar da situação financeira da pasta. Eles nos confirmaram que, até o final deste mês, as obras emergenciais devem ser iniciadas, garantindo com esses serviços a trafegabilidade do trecho, que precisa urgente de uma atenção do Estado. Eu confio que, em pouco tempo, teremos uma rodovia com melhor qualidade para trafegarmos de Barra do Bugres a Tangará, principalmente no trecho de Nova Olímpia que hoje é o mais crítico”, declarou o deputado Dr. João.

Leia mais:   Max Russi solicita postos policiais em distrito e bairro de Sorriso

Na reunião com o deputado, o secretário Marcelo de Oliveira ressaltou que essas são obras importantes e que compõem os programas de financiamento da Sinfra que devem ser concluídos nos dois primeiros anos da gestão atual.

Segundo o deputado Dr. João, o Governo de Mato Grosso confirmou que irá concessionar a rodovia MT-246, no trecho entre o entroncamento da rodovia federal BR-163, passando por Barra do Bugres, Nova Olímpia até próximo da usina da Itamarati.

“Na nossa avaliação a concessão vai melhorar a rodovia no longo prazo. Ressaltei que precisamos cobrar valores justos nas praças de pedágio, que, segundo a atual gestão da Sinfra, serão reduzidas para não encarecer o trajeto”, disse. Neste momento, o governo do estado realiza os últimos ajustes para lançar o edital já em maio.

O pacote de obras contempla também as pontes. A rodovia MT-343 que está em processo de pavimentação, de Cáceres a Barra do Bugres, receberá duas pontes sobre os córregos da Saloba e das Onças. Ao todo, serão investidos em todo o Estado um montante de R$ 585 milhões.

Leia mais:   Sétima reunião da CCJR analisa 13 matérias

POR: ERICKSEN VITAL / Gabinete do deputado Dr. João de Matos

Comentários Facebook

Política

MOVIMENTO VACINA BRASIL – Dr. Leonardo alerta para perigo do movimento antivacina

Publicado

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade) fez um alerta para o aumento dos movimentos antivacina, durante lançamento da 17ª Semana de Vacinação nas Américas, em Cuiabá, na segunda-feira (22). De acordo com ele, que é médico, é preciso iniciar um contramovimento como uma resposta à atitude que pode estimular o reaparecimento de surtos de doenças tidas como erradicadas, como o sarampo.

“Várias doenças que eu nunca havia visto, somente estudado em livros, como sarampo, coqueluche, difteria, tétano, estão voltando. Esses dias, o Estados Unidos entrou em estado de alerta pelo retorno do sarampo. São doenças evitáveis, que são prevenidas com a vacinação, mas que estão retornando devido ao avanço de movimentos antivacina”, afirmou Dr. Leonardo.

O evento contou com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, da bancada federal, do governador Mauro Mendes, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, a da presidente da Assembleia Legislativa, deputada Janaína Riva, além de outras autoridades.

Seguindo o parlamentar, um dos maiores vetores do aumento desses movimentos é a difusão das chamadas “fake news”, informações falsas, através das redes sociais. Pessoas têm deixado de vacinar os filhos por acreditarem que esse tipo de prevenção seria prejudicial à saúde.

Leia mais:   Unale realiza seminário regional de promoção e defesa da cidadania

No Brasil, a cobertura de vacinação caiu nos últimos anos. No caso do sarampo, surtos foram identificados no Amazonas, Roraima, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro. Em Manaus, um bebê de sete meses morreu depois de ter febre, manchas na pele, tosse e coriza.

Na Venezuela, país vizinho, houve uma queda abrupta na imunização da população devido aos problemas político econômicos, tendo vários focos de Sarampo. O Ministério da Saúde também alertou sobre o alto risco de retorno da poliomielite em pelo menos 312 cidades brasileiras, por conta da baixa adesão à imunização, com apenas 50% das crianças vacinadas em 2018.

CÂMARA FEDERAL – Em seu primeiro mandato no Congresso Nacional, Dr. Leonardo tem atuado nas questões relacionadas ao fortalecimento da saúde pública. É membro da Frente Parlamentar da Saúde, Frente Parlamentar da Medicina e presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Projeto de lei atualiza normas para traslados de restos mortais dentro do estado

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Foi pensando nisso, e depois de receber algumas demandas com reclamações sobre o translado intermunicipal, que o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, apresentou o Projeto de Lei nº 421/2019. Conforme o parágrafo único do projeto, “fica vedada a garantia de exclusividade da prestação de serviços de translado intermunicipal em virtude da localização da empresa que o realize”, diz o texto.

O que ocorre é que atualmente o transporte intermunicipal de corpos é limitado, impossibilitando a família de buscar uma alternativa logística, levando em conta as condições financeiras de quem contrata os serviços. Para o deputado Nininho, a cobrança da população é legítima e válida, especialmente em se tratando de situações que carecem de atenção e compreensão sentimental.

“O momento da perda de um ente querido já é difícil por si só, tornar a situação cômoda para familiares e amigos na hora de contratar o serviço de traslado ajuda, porque, com a opção de negociar o preço do serviço de transporte certamente facilita e baixa os custos fúnebres para as famílias”, explicou o parlamentar.

Leia mais:   Max Russi solicita postos policiais em distrito e bairro de Sorriso

Confira o PL na íntregra no link  http://www.al.mt.gov.br/storage/webdisco/cp/20190322093459561000.pdf

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana