conecte-se conosco


Atlético-MG

"O milagre do Horto": livro relembra noite inesquecível para os atleticanos

Publicado

Capa do livro "O milagre do Horto" (Foto: Divulgação)Capa do livro “O milagre do Horto”, que será lançado este mês em BH (Foto: Divulgação)

Dia 30 de maio de 2013. Independência. Atlético-MG x Tijuana, pelas quartas de final da Libertadores. Frente a frente Victor, do Atlético-MG e Riascos, do Tijuana. Autoriza o árbitro Patricio Polic e… Bem, daí pra frente é aquela história com final feliz – muito feliz – que todo atleticano sabe de cor e salteado. Após a cobrança de pênalti feita pelo atacante do time mexicano, a bola bateu, caprichosamente, no pé esquerdo do goleiro do Galo e foi para fora (relembre no vídeo abaixo)

Um dos momentos mais especiais dos 108 anos do Clube Atlético Mineiro, ocorrido há exatos três anos, está registrado na memória dos torcedores e, a partir de agora, em livro. Será lançado no fim deste mês “O milagre do Horto”, publicação que reúne relatos de pessoas que assistiram, no Independência ou longe dele, à defesa que mudou a história do Galo. Torcedores – anônimos ou não -, ex-jogadores, jornalistas, dirigentes, ídolos… 40 pessoas contaram, para ficar registrado nas 144 páginas do livro, as lembranças daquela noite em que um goleiro virou santo.

O livro chega às lojas no dia 1º de junho – mas já está em pré-venda. O preço sugerido pelos organizadores é de R$ 47,57, um
simbolismo com a defesa milagrosa, ocorrida aos 47 minutos e 57 segundos
de jogo. Parte do valor arrecado será doado para instituições de caridade que o próprio Victor escolher – inclusive tudo referente aos direitos dos autores. Os organizadores da obra, que também contribuíram com textos, são o
jornalista Frederico Jota, o ilustrador André Fidusi e o publicitário
Fernando Gregori – todos atleticanos.

 

– Em 2014, quando completou um ano da defesa, alguns amigos se reuniram para celebrar, em um bar. Sempre que se encontravam, relembravam onde estavam e o que estavam fazendo. Um amigo estava não sei onde, outro chorou. Muitos casos envolviam a história. Aí decidimos reunir histórias no livro. Escolhemos tudo que representava a torcida: o torcedor de BH, um que mora fora de Minas, outro que mora fora do país – contra Frederico Jota.

Os organizadores solicitaram às pessoas que mandassem textos sobre aquela noite. Estão no livro relatos do ex-goleiro Taffarel, o “Rei” Reinaldo Lima, o então presidente Alexandre Kalil e o zagueiro Leonardo Silva – que poderia ter terminado como vilão da história, já que foi ele o autor do pênalti defendido por Victor.

– O mais interessante é saber como foi a reação das pessoas. A gente teve dimensão maior do que imaginávamos! Teve torcedor que não assistiu, que viajou porque achou que a classificação estava garantida. Tem a história de um que trabalha em transatlântico e estava no meio do mar, sem transmissão, acompanhando minuto a minuto pela internet. Ele ele conta da angústia enquanto esperava atualizar.

O livro também conta com um espaço interativo, reservado para que cada leitor possa contar o que viveu em 30 de maio de 2013 e fazer seu testemunho do dia do “milagre do Horto” protagonizado por “São Victor”.

Victor atletico-mg x tijuana   (Foto: Getty Images)“São Victor” é abraçado pelos companheiros após defender o pênalti de Riascos (Foto: Getty Images)

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Atlético-MG

Carlos César quer bom resultado fora para não ter pressão no jogo de volta

Publicado

Carlos César, lateral do Atlético-MG (Foto: Eduardo Deconto)Carlos César quer voltar para BH com um bom resultado contra o Inter (Foto: Eduardo Deconto)

Pela primeira vez nesta Copa do Brasil, o Atlético-MG decidirá a vaga jogando em casa. Contra o Internacional, o duelo de ida será nesta quarta-feira, no Beira-Rio, às 21h45 (de Brasília), e o jogo de volta no Independência, na quarta-feira da próxima semana. Apesar do bom histórico recente pelo torneio quando é mandante, o discurso no Galo é de atenção total também fora de casa.

O lateral Carlos César, que volta ao time após cumprir suspensão no duelo contra o Juventude, pelas quartas de final do torneio, entende a vantagem de decidir em casa, mas destaca que ela só ganha efeito se o resultado fora for bom.

– Teoricamente, é melhor decidir em casa, mas como a Copa do Brasil é um
campeonato diferente, se a gente não tiver um resultado bom aqui, podemos levar
uma pressão pra casa e dificultar o jogo. A gente tem que fazer um bom jogo
aqui pra fazer valer o resultado em casa e lá ser um ponto a mais pra gente
conquistar a nossa classificação.

Único semifinalista da Copa do Brasil que ainda sonha com o título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG divide as atenções entre os dois torneios, mas não tem prioridade por um ou por outro, garante Carlos César.

– A gente trata as duas competições da mesma forma, e vamos buscar o nosso
objetivo nas duas competições. A gente não pode colocar uma na frente da outra,
porque a gente pode se complicar. A gente sabe que vai enfrentar um jogo
difícil. Eu não sei o que o Inter prioriza, mas a gente sabe que eles
conquistaram um resultado bom diante do Santos, jogando com um time mesclado.
Vamos trabalhar forte, sabemos que vamos encontrar uma equipe forte. Estamos
jogando fora de casa e estamos preparados pra fazer uma grande partida.

O Atlético-MG encerrou sua preparação para o jogo contra o Internacional nesta terça-feira, em treino no CT do Grêmio. O técnico Marcelo Oliveira fechou a atividade e não deu sinais de quem será titular, mas o provável Galo que joga nesta quarta-feira terá: Victor; Carlos César, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete,
Júnior Urso e Otero (Cazares); Clayton, Robinho e Lucas Pratto.

Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)Apenas o aquecimento do treino do Galo foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)

Comentários Facebook
Continue lendo

Atlético-MG

Marcelo fecha parte do treino em Porto Alegre, e escalação no meio é mistério

Publicado

O Atlético-MG chegará ao Beira-Rio, na quarta-feira, para o jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, envolto em suspense para encarar o Internacional, às 21h45 (de Brasília). Em busca de vaga na final da Copa do Brasil pela segunda vez em três anos, o técnico Marcelo Oliveira fechou o último treino antes da partida, no CT Luiz Carvalho, do Grêmio, e acrescentou uma pitada de mistério sobre a equipe atleticana para a decisão.

Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)

Nesta terça-feira à tarde, o comandante liberou apenas os primeiros minutos da atividade. Assim, os jornalistas tiveram acesso apenas aos trabalhos de aquecimento, sem quaisquer indicações de time para a partida contra o Internacional. Em meio às definições, o treinador depara com a baixa de Fred, que já atuou na Copa do Brasil pelo Fluminense e não pode defender o Galo na competição. Lucas Pratto comandará o ataque do Galo.

As dúvidas de Marcelo Oliveira são no meio de campo. Ainda não é certa a volta de Rafael Carioca, suspenso contra o Figueirense, pelo Brasileiro. Na armação, ainda não está definido se entra Otero Ou Cazares.

A provável formação, sem confirmação de Marcelo Oliveira, tem: Victor; Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Cazares); Clayton, Robinho e Lucas Pratto. Atlético-MG e Inter se enfrentam no Beira-Rio, nesta quarta. O confronto da volta está marcado para a próxima quarta, também às 21h45, no Independência.


Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana