conecte-se conosco


Destaque

Nove municípios de Mato Grosso passam a contar com atendimento online da Defensoria Pública

Publicado

A partir de amanhã (2), os cidadãos de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Tangará da Serra vão contar com o atendimento online da Defensoria Pública de Mato Grosso; em breve, ferramenta estará disponível para todo o estado

A partir desta terça-feira (2), o sistema de atendimento online da Defensoria Pública de Mato Grosso será ampliado aos cidadãos de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Tangará da Serra. Em breve, a ferramenta estará disponível a todos os Núcleos do estado.

O serviço é oferecido por meio de um link que conecta o usuário a um atendente treinado para repassar informações, como andamento processual, documentos necessários para iniciar ações, orientações, entre outras. O cidadão pode fazer solicitações de informação no sistema 24 horas por dia, 7 dias por semana, mas o atendente somente entrará em contato de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h.

“Seguindo o nosso projeto de expansão dos serviços da Defensoria Pública, estamos dando mais um grande passo com a inclusão do atendimento online para a população de mais essas comarcas. Gradativamente, estamos levando mais facilidades e opções de acesso aos seus direitos para a população mais vulnerável do estado” afirmou Clodoaldo Queiroz, defensor público-geral.

Queiroz destacou ainda a ampliação do atendimento da DPMT. “Assim, além de estarmos expandindo geograficamente o alcance da Instituição, como Juína, Comodoro, Peixoto de Azevedo e Campinápolis, que passamos a atender este ano, também estamos diversificando as formas desse acesso, de modo que a população já pode ser atendida de maneira completa sem nem precisar sair da sua casa em vários municípios. É mais fácil para o cidadão, e muito mais barato para o Estado”, completou.

Leia mais:   Prefeitura de Cáceres prorroga "lockdown" por mais sete dias

Todo cidadão com renda mensal individual de até três salários mínimos ou rendimento familiar de até cinco salários mínimos pode receber assistência jurídica gratuita da Defensoria Pública.

Interior – “Esperamos expandir o atendimento nesse período de quarentena porque algumas pessoas ainda acham que a Defensoria está fechada. Portanto, será uma ferramenta importante para levar ao conhecimento da população que estamos trabalhando nesse período de pandemia, mesmo com a suspensão do atendimento presencial”, afirmou o defensor público Maicom Vendruscolo, coordenador do Núcleo Cível de Rondonópolis.

Segundo Vendruscolo, essas ferramentas virtuais de comunicação vieram para ficar. “Não tem como retroagir mais. É um caminho sem volta, tanto para desafogar a quantidade de pessoas no Núcleo quanto para dar agilidade e economia. Hoje, por conta do coronavírus, também evita aglomerações”, destacou, mencionando que os servidores do Núcleo receberam treinamento para realizar o atendimento online.

Região Metropolitana – Inicialmente disponível apenas para Cuiabá e Várzea Grande, o canal foi inaugurado no dia 28 de abril e, desde então, já foram realizados 1.096 atendimentos – 697 na capital e 399 no município vizinho –, uma média de 46 assistências jurídicas gratuitas por dia (considerando os dias úteis).

Como usar – O sistema foi desenvolvido para ser de fácil manuseio, seguro e oferecer aos moradores das cidades mais populosas do estado mais uma opção de acesso à Defensoria Pública, enquanto durar a suspensão do atendimento presencial. Mesmo após a retomada dos serviços nos Núcleos, a ferramenta online continuará disponível aos mato-grossenses de baixa renda.

A ferramenta pode ser utilizada por qualquer pessoa com acesso à internet por meio de um navegador (o mais indicado é o Google Chrome). Um aplicativo para celulares e tablets será desenvolvido futuramente.

Leia mais:   Caixa divulga calendário de saque do FGTS; pagamentos começaram no dia 29

Após entrar no portal da Defensoria Pública (http://www.defensoriapublica.mt.gov.br/), basta clicar no link “Atendimento Online”. Então, o cidadão deve selecionar a cidade onde mora: Cuiabá, Várzea Grande, Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Tangará da Serra.

Depois disso, o sistema perguntará se o usuário já tem um processo em andamento. Se já tiver, o sistema mostrará uma tela onde ele deverá identificar onde o processo corre, a partir dos temas com os quais a Defensoria trabalha: família, consumidor, fundiário, violência doméstica, infância e juventude e outros.

Mas, caso o cidadão não saiba qual a área em que seu processo tramita, terá a opção de clicar em “outros” e, lá, um atendente o ajudará a fazer essa identificação e continuar o atendimento.

Após essa identificação, o sistema abrirá uma tela com solicitação de dados do atendido. Será necessário preencher seis campos com informações como nome, celular, CPF e um resumo do problema.

Caso ainda não tenha um processo em andamento, após escolher a cidade onde reside e responder que ainda não tem processo, o usuário será direcionado a uma tela para escolher a área em que necessita de informação e, depois, para o cadastro dos seus dados pessoais. O atendimento iniciará logo que responder à mensagem de texto (SMS).

O recurso foi desenvolvido pela Secretaria Executiva, sob a coordenação da defensora pública Maria Luziane Ribeiro de Castro, que verificou a necessidade urgente de disponibilizar o sistema, principalmente durante as restrições de circulação impostas pela pandemia de Covid-19.

Clique aqui para saber mais sobre a ferramenta online.

Alexandre Guimarães
Assessoria de Imprensa
Comentários Facebook

Cáceres e Região

Pró-Saúde abre vagas de emprego no Hospital São Luiz

Publicado

Assessoria – Pró-saúde

O Hospital São Luiz (HSL), unidade própria da Pró-Saúde, em Cáceres (MT), está com vagas temporárias abertas para o cargo de técnico em Enfermagem. São 12 vagas e os interessados devem cadastrar o currículo no site da entidade (https://www.prosaude.org.br/trabalhe-conosco).

Para se candidatar ao cargo é necessário ter curso técnico em Enfermagem e registro ativo no Conselho de Classe.

Como se inscrever

No site da Pró-Saúde, os interessados devem acessar o menu “Trabalhe Conosco” e, em seguida, acessar a opção “Conheça nossas oportunidades”. Clique na vaga desejada e realize a inscrição.

Para concluir o processo, os candidatos devem realizar o cadastro no Portal VAGAS, plataforma externa reconhecida no mercado e que proporciona transparência ao processo.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa à promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Leia mais:   Estado está contratando profissionais de saúde para o Hospital Regional de Cáceres

Comunicação – Pró-Saúde (11) 2238-5572
(11) 94190-5793 (plantão)
comunicacao@prosaude.org.br www.prosaude.org.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Produto desenvolvido por servidor do IFMT Cáceres é primeira patente internacional de MT com ideia protegida em 153 países

Publicado

Assessoria

Uma válvula hidráulica que otimiza o uso do chuveiro, desenvolvida pelo engenheiro civil Luiz Souza Costa Filho do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus  Cáceres – Prof. Olegário Baldo,  é o primeiro produto inovador de instituições de pesquisa e ensino superior pública de Mato Grosso com direitos autorais de criação protegidos em mais de 150 países, por meio de Tratado Internacional de Cooperação em matéria de Patentes.

Fruto de pesquisa de doutorado de Luiz pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, com orientação do professor José Gilberto Dalfré Filho e coorientação do professor Paulo Vatavuk, o produto, apresenta, entre as inovações, economia para instalação, conforto aos usuários e aspectos ergonômicos que favorece a acessibilidade para pessoas com deficiência.

“Nosso propósito de pesquisa era criar algo que pudesse ter utilidade para as pessoas. A ideia já estava protegida como patente no âmbito nacional com o depósito realizado no final de 2019 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Nesse processo de internacionalização, estamos muito felizes por ajudar o IFMT a se tornar a primeira instituição educacional pública de Mato Grosso na abertura desses caminhos”, afirma o engenheiro.

Leia mais:   Hospital Regional de Cáceres está contratando 10 fisioterapeutas e 14 técnicos de enfermagem

O depósito internacional de patente, realizado pela Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, assegura proteção da invenção em países dos cinco continentes que são signatários do tratado de cooperação, a exemplo dos Estados Unidos, Cuba, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Indonésia, Nova Zelândia, Israel, Angola, Emirados Árabes, Egito, Japão, Índia, República da Coréia, Turquia e China.

“Essa é a primeira patente internacional registrada pelo IFMT e também a primeira patente de Mato Grosso entre instituições públicas de ensino superior. Um processo e um avanço bastante importante para o nosso IFMT por meio da Agência de Inovação Tecnológica que trabalha no sentido de registro e proteção das nossas propriedades intelectuais e de acompanhar e divulgar o trabalho realizado pelos nossos pesquisadores”, comemora a coordenadora da Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, Silvana Santos da Cruz.

Com a proposta de produção em larga escala e disponibilidade do produto no mercado, pesquisador e instituições estão em diálogo com uma empresa especializada e uma das líderes do segmento na produção de metais sanitários no Brasil, para licenciamento da patente.

Leia mais:   13 presos da Cadeia Pública de Cáceres testam positivo para Covid-19, e outros 4 estão em isolamento com sintomas

Educação  Pública

Com 32 anos de profissão, Luiz é egresso da antiga Escola Agrotécnica Federal de Cáceres, hoje campus do IFMT, onde cursou o ensino médio e retornou, em 2010, após aprovação em concurso público para engenheiro civil. Ele é um dos primeiros servidores do quadro técnico-administrativos da instituição com incentivo à qualificação para doutorado.

Para Luiz, a projeção internacional e conquistas no âmbito da inovação tecnológica é um grande desafio que depende sempre de investimento em educação pública de qualidade, com incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento da ciência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana