conecte-se conosco


Destaque

Na Rede Pública: Jovens de 20 a 29 anos devem se vacinar contra sarampo

Publicado

Há quase duas décadas Mato Grosso não tem registros de casos de sarampo. O dado foi confirmado pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

“Não existe nenhum caso efetivo de sarampo em Mato Grosso. Estamos há 19 anos sem nenhum registro da doença. Estamos fazendo um grande esforço para que essa doença não atinja nosso Estado, por isso, estamos convocando as pessoas para se vacinar”, disse Gilberto.

Leia também – Mato Grosso registra 76 focos de calor em 48 horas

A primeira etapa da vacinação, realizada entre os dias 7 e 25 de outubro, foi voltada para a imunização de crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Mato Grosso está na lista dos 10 Estados que atingiram a meta de vacinação.

E para manter os bons resultados e garantir a proteção, o Estado distribuiu, aos 141 municípios, as 35 mil doses extras da vacina para a realização da segunda etapa da campanha, que começou no dia 18 de novembro e tem como público-alvo jovens na faixa etária de 20 a 29 anos. No entanto, a vacinação de crianças continuará acontecendo normalmente.

Leia mais:   Valdeníria vai cobrar na sessão de 2ª feira formação da comissão que vai investigar denuncia contra vereadores

De acordo com as informações repassadas pelo gestor da saúde, mais de 100 municípios já atingiram a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Porém, outras 38 cidades ainda estão distantes do quantitativo ideal de pessoas imunizadas e a cobertura é considerada baixa.

“A maioria dos municípios do Estado já atingiu a cobertura, 103 cidades atingiram a meta, mas temos 38 municípios que precisam fazer um esforço para atingir a meta. Isso é preocupante, pois em alguns municípios o índice é inferior de 50%. Precisamos atingir a cobertura vacinal de todas as cidades do Estado”, afirmou Figueiredo.

De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), alguns municípios da baixada cuiabana – como Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger e Várzea Grande – apresentam índice baixo de cobertura vacinal.

A Campanha de Vacinação contra o sarampo faz parte das ações do Movimento Vacina Brasil e o Dia D será realizado no dia 30 de novembro, mesmo dia em que a campanha se encerra.

Leia mais:   O Instituto Cometa realiza o 6º Natal Solidário com muito sucesso em 2019!!!

Perspectiva nacional

Conforme dados do Ministérios da Saúde, de janeiro deste ano até outubro, foram confirmados 10.429 casos de sarampo no Brasil. A maioria em municípios do Estado de São Paulo, mas a transmissão encontra-se ativa. Para proteger a população, interromper a circulação do vírus e garantir a proteção para novos casos da doença, uma força-tarefa foi montada para que os pais levem os filhos aos postos de saúde para receber a dose da vacina.

Sobre o sarampo

O sarampo é uma doença viral altamente contagiosa, que pode evoluir para complicações graves e óbitos. A doença é transmitida por meio das secreções expelidas pelo doente ao falar, tossir e espirrar. O comportamento endêmico/epidêmico do sarampo varia de um local para outro e depende basicamente da relação entre o grau de imunidade e a suscetibilidade da população, bem como da circulação do vírus na área.

Assessoria

Comentários Facebook

Destaque

Francis deverá substituir Claudio Henrique na presidência do PSDB

Publicado

O prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) pode assumir a presidência do partido. Ele deverá substituir o vereador Claudio Henrique Donatoni, que renunciou a presidência, no final do mês de novembro. “Mantivemos contato com os dirigentes regionais do partido, para definir sobre a formação de nova diretoria. Não podemos deixar o partido acéfalo, por muito tempo, no ano véspera das eleições municipais”.

Explicou que, com a filiação da vice-prefeita Eliene Liberato Dias, no PSB e a renúncia do vereador Claudio Henrique, o partido ficou, praticamente, sem lideranças. Dai, segundo ele, a intenção de dirigir a legenda.

A proposta, de acordo com o prefeito, será realizar uma campanha de filiação, ainda no início do próximo ano. Adiantou que, alguns vereadores, já acenaram com a possibilidade de se filiar. “Muitas pessoas estarão se filiando. Até mesmo alguns vereadores já manifestaram esse interesse, mas estão aguardando a saída do vereador Claudio Henrique e da vereadora Valdeníria Dutra, para decidir”.

Renúncia

O vereador Claudio Henrique renunciou a presidência do PSDB, durante uma sessão na Câmara Municipal, no final do mês de novembro. Se referindo ao prefeito, ele disse que, não poderia permanecer na presidência de um partido em que o filiado mais importante age, totalmente, em divergência com o pensamento dos vereadores que o ajudaram a eleger.

Leia mais:   BLACK FRIDAY: Fapan dá 70% de desconto na primeira mensalidade

“Não poderia continuar na presidência de um partido em que o filiado mais importante não está em consonância com a opinião das pessoas, e, principalmente, dos vereadores que o ajudaram a eleger. Ele (prefeito) adotou uma postura onde só a verdade dele pode prevalecer. Não respeita a opinião de ninguém” diz afirmando que, entregou a presidência, mas irá continuar no partido.

Antiga filiada da legenda tucana, a vereadora Valdeníria, segue a mesma linha de raciocínio do colega Claudio Henrique. Afirma que pretende deixar o PSDB, pelos mesmos motivos. No quinto mandato de vereadora, Valdeníria é apontada como uma grande liderança. Cogitou-se, inclusive, o lançamento de sua pré-candidatura a vice-prefeita na chapa encabeçada pela vice-prefeita Eliene.

“O meu desejo é sair, mas vou aguardar o momento certo. Não posso permanecer no partido. Se eu ficar o prefeito vai me fritar”. Com a votação de 9.440 votos nas eleições para deputado estadual, a maior número de votos dos candidatos, em Cáceres, Valdeníria diz que vem recebendo convites de vários partidos para se filiar entre eles DEM, Podemos, PMDB e Solidariedade.

Leia mais:   Parceria entre Colégio Adventista e Assistência Social garante mais de 1 tonelada de alimentos

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

SEGURANÇA PÚBLICA: Sérgio Moro recebe Dr. Leonardo para discutir ações na fronteira de MT

Publicado

Em reunião com o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, nesta terça-feira (10.12), o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) elogiou a atuação da pasta e pediu atenção especial a Cáceres (MT) na política nacional de fortalecimento das regiões de fronteira. O parlamentar, assim que assumiu o mandato, declarou apoio ao Pacote Anticrime de Moro e vem apoiando as medidas contra a corrupção.

Conforme relatou Dr. Leonardo ao ministro, o município, que faz divisa com a Bolívia, conta com a Delegacia Especial de Fronteira (Defron), inaugurada em 2017. O local, que foi montado para funcionar como uma agência de inteligência integrada com os órgãos estaduais como Polícia Civil, Polícia Militar e Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e instituições federais como a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, precisa de mais investimentos.

“Cáceres é cidade estratégica para Mato Grosso e para o Brasil no âmbito da segurança pública. O governo federal tem hoje uma política de melhoria da vigilância das fronteiras e de integração entre as forças públicas. Quero parabenizar o ministro Moro pela condução dos trabalhos. Ali na minha região, precisamos de esforços para diminuir a entrada de drogas, o contrabando de carros e todos os tipos de descaminho. Contamos com o ministro para nos ajudar”, afirmou Dr. Leonardo.

Leia mais:   Orçamento financeiro de Cáceres para o ano de 2020 poderá ser menor que de 2019

Durante a audiência, Sérgio Moro lembrou que recentemente autorizou o uso da Força Nacional de Segurança Pública para o combate à criminalidade organizada na região, em conjunto com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Paralelamente, foi implantado o programa Vigia. Moro também observou o repasse de armas e equipamentos em 2019 e anunciou mais um repasse ao Estado, oriundo do Fundo Nacional de Segurança Pública. “Sabemos da importância de Mato Grosso, por isso estamos atentos”, disse Moro a Dr. Leonardo.

Pacote Anticrime – O parlamentar de Mato Grosso já havia se encontrado com Moro para discutir e manifestar apoio ao pacote anticrime, que consiste no conjunto de medidas que defende a segurança pública do País.  A proposta aprovada na Câmara adequa a legislação à realidade atual, dando mais agilidade no cumprimento das penas, tornando o Estado mais eficiente e diminuindo a sensação de impunidade.

Dr. Leonardo também pediu apoio para a aprovação do PL em Defesa da Saúde (PL 379/2019), de sua autoria. A proposta é vista pelo deputado como um importante aliado no combate à corrupção na saúde. Ela altera a Lei das Licitações (Lei nº 8.666/1993), a Lei que trata das organizações criminosas (Lei nº 12.850/2013) e a Lei da Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/1992) para agravar a pena por ato ilícito que tenha causado prejuízo à saúde pública.

Leia mais:   BLACK FRIDAY: Fapan dá 70% de desconto na primeira mensalidade

 

Jardel P. Arruda
Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(65) 99267 9309

Jean Campos

Assessoria de Imprensa
Deputado Dr. Leonardo
(61) 99967-1232
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana