conecte-se conosco


Mato Grosso

MTI explica modelo de parceria estratégica para a empresa Red Hat

Publicado

A diretoria-executiva da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) demonstrou, durante reunião com gerentes da empresa Red Hat, o modelo jurídico que a MTI adotou para a estruturação de parcerias estratégicas, bem como o passo-a-passo do processo de formalização dessas parcerias. A reunião foi solicitada pela Red Hat, que é líder mundial no fornecimento de soluções open source para Tecnologia da Informação (TI) corporativa.

Durante a reunião, o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, explicou aos representantes da Red Hat sobre as responsabilidades das empresas interessadas e sobre como foi construído este modelo de seleção e avaliação das interessadas, até a formalização da parceria de fato. Além disso, esclareceu todos os questionamentos feitos pelos gerentes da Red Hat.

A MTI é uma das primeiras empresas do país a adotar a Lei das Estatais (n° 13.303/2016) para formalização de parcerias.  A lei dá possibilidade de formalização de parcerias, nos casos em que a escolha do parceiro esteja associada a suas características particulares e vinculada a oportunidades de negócio definidas e específicas.

Leia mais:   Rotam apreende 56 armas, 300 kg de drogas e desarticula criminalidade em MT

“Dentro do nosso modelo de viabilidade, a base passa pelas parcerias estratégicas. O nicho que a MTI quer atuar é outro. Queremos ser provedores, pensar na tecnologia do Estado de modo global, pois tudo aqui no Estado passa pelo uso da tecnologia. Para nós é fundamental esse modelo de parceria”, disse.

Ainda segundo Cleberson, todo o processo proposto para formalização das parcerias foi baseado em avaliações técnicas e estudos jurídicos realizados pela MTI junto aos órgãos como Controladoria Geral do Estado (CGE) e Procuradoria Geral do Estado (PGE), de modo que a segurança jurídica, além da possibilidade de negócio, tem atraído várias empresas para parcerias.

“Estamos com uma série de propostas para avaliar dos parceiros. Estamos fazendo um filtro das demandas que o Governo quer e também para assegurar a viabilidade da MTI”, afirmou o vice-presidente.

Conforme o processo proposto, as empresas interessadas devem preencher um formulário identificando a empresa e seus interesses, que será analisado pela MTI. Após a modelagem do negócio – que estabelece critérios como a escolha do parceiro, a oportunidade de negócio, regras comerciais, planilha de preços, a forma de entrega dos produtos e a matriz de riscos – a parceria é analisada pelo setor jurídico e pela unidade de compliance. Depois disso é remetido à aprovação da diretoria da MTI e posterior autorização do Conselho de Administração da empresa. 

Leia mais:   Governo de Mato Grosso lamenta morte do pai do secretário Mauro Carvalho Júnior

Para Marcelo Faustino, gerente de vendas do governo da Red Hat, a reunião foi importante para conhecer o modelo de parceria estratégica adotado pela MTI, uma vez que ter essas informações permitem a Red Hat ter um direcionamento sobre qual o modelo seria o ideal em caso de possível parceria com a MTI. 

“Agora, entendendo esse processo, vamos fazer algumas reuniões internas para discussão do melhor modelo para vir apresentar para vocês, na verdade o que seria esse possível modelo e, se vocês concordarem, vamos submeter propostas”, encerrou.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Destaque

Governo de Mato Grosso recebe doação de 100 mil testes rápidos da JBS

Publicado

Entrega foi realizada por meio do programa “Fazer o Bem Faz Bem” e auxiliará o funcionamento do Centro de Triagem da Covid-19

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), recebeu 100 mil testes rápidos nesta segunda-feira (13.07). A doação foi realizada pela empresa JBS, por meio do programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”, e auxiliará o funcionamento do Centro de Triagem da Covid-19, na Arena Pantanal.

Além de subsidiar a atuação dos profissionais da Saúde, a doação promoverá benefícios às pessoas que estão com sintomas leves do coronavírus e poderão ser testadas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Essa doação é extremamente relevante neste momento. A iniciativa privada pode nos auxiliar neste contexto de pandemia, em que equipamentos e insumos estão cada vez mais escassos. É com muita gratidão que recebemos esses 100 mil testes, que vão subsidiar o trabalho do Governo do Estado e, consequentemente, beneficiar a população mato-grossense”, disse o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Leia mais:   Salário de junho dos servidores estaduais será pago nesta sexta-feira

De acordo com a assessoria da JBS, a empresa está doando R$ 26,7 milhões em itens de Proteção Individual e equipamentos para Mato Grosso. Do total, cerca de R$ 10 milhões são para o Estado e R$ 16,7 milhões para 18 municípios, beneficiando cerca de 1,5 milhão de pessoas.

No dia 06 de julho, a empresa também doou dez respiradores para a gestão estadual. Os equipamentos estão sendo usados no enfrentamento à Covid-19 e tratamento intensivo de pacientes com o quadro grave da doença.

“A JBS estruturou um programa dedicado a apoiar o país no enfrentamento a essa pandemia. Essa nova doação que chega vem em um momento oportuno. Quando tudo isso passar, também teremos deixado um legado importante para o Sistema de Saúde”, conclui Marcelo Grapiglia, gerente industrial da unidade da JBS Biodiesel em Campo Verde (MT), município próximo a Cuiabá.

Ana Lazarini | SES-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Deputado Dr. Leonardo anuncia mais R$ 6,35 milhões para Cáceres

Publicado

Assessoria

O médico e deputado federal Dr. Leonardo anuncia nesta segunda-feira (13) a liberação de mais R$ 6.513.928,98 (seis milhões, quinhentos mil e novecentos e vinte e oito reais e noventa e oito centavos) pelo Governo Federal para a região de Cárceres (MT). Trata-se da segunda parcela de recurso destinado ao município por força da aprovação da Lei Complementar 173/2020, aprovada no Congresso Nacional, com voto favorável do parlamentar, que tem empenhado em direcionar recursos ao combate da pandemia de coronavírus em Mato Grosso.

Em junho, Cáceres já tinha recebido a primeira parcela, também no valor de R$ 6,5 milhões, totalizando R$ 13 mi até agora. As duas próximas remessa de recurso referente a Lei Complementar 173/2020 serão realizadas dia 12 de agosto e 1 de setembro. “A maior parte deste recurso é de uso livre por parte da administração pública, para recompor perdas na arrecadação do Município; mas esperamos ver maior parte aplicada na saúde, devido a urgência do momento”, afirmou Dr Leonardo. “Com essa verba é possível alugar equipamentos para manter leitos de unidades de terapia intensiva (UTI), por exemplo”, recomenda o deputado.

Além dos recursos referentes ao auxílio emergencial, criados com a aprovação da LC 173/20, a Princesinha do Paraguai recebeu ainda R$ 517.769,33 do Fundo Nacional de Saúde exclusivos para combate a Covid-19 e R$ 1.239.538,75 de apoio ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O município de Cáceres, que é principal referência em saúde da Região Sudoeste/Oeste de Mato Grosso, já sofre com a falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes em estado grave de Covid-19, a doença causada pelo coronavírus.

Único parlamentar federal da região, Dr. Leonardo tem trabalhado continuamente para buscar recursos federais para o combate do coronavírus, através da aprovação de leis e indicando as unidades da saúde para receber verbas. “Estamos fazendo a nossa parte, não apenas em busca de recursos junto ao Governo Federal, como de soluções alternativas que temos apresentado ao Governador”, completa o parlamentar.

Comentários Facebook
Leia mais:   Quinta-feira (09): Mato Grosso registra 26.396 casos e 961 óbitos por Covid-19
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana