conecte-se conosco


Destaque

MT tem mais de 21 mil casos de covid e registra mais 35 mortes em 24 horas

Publicado

Assessoria

Num pesado final de semana, Mato Grosso registra 21.081 infecções confirmadas pelo novo coronavírus e mais 35 mortes por covid-19 foram lançadas no boletim nas últimas 24 horas. Com isso, o número total de óbitos em Mato Grosso subiu para 821 pessoas. Outras 8.534 pessoas já se recuperaram da infeção. Os dados são do balanço diário divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

As 35 mortes mais recentes envolveram residentes de Várzea Grande, Cuiabá, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Barra do Garças, Pontes e Lacerda, Confresa, Santa Terezinha, Vila Rica e General Carneiro.

O boletim mostra ainda que 97,1% das UTIs do SUS para tratamento da doença estão ocupadas, ainda há 7 leitos de contingência. 730 pessoas em Mato Grosso estão internadas, 431 pessoas estão em enfermarias. Outras 299 pessoas estão em UTI, dessas 188 pessoas estão em leitos do SUS. Já 111 pessoas em hospitais particulares.

A taxa de ocupação dos leitos do SUS é uma das maiores do Brasil, o que coloca Mato Grosso como novo epicentro da doença no país.

Leia mais:   Governo de MT enviou 93,2 mil testes rápidos para os municípios do Centro Sul

Covid-19 nas cidades

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19 estão Cuiabá tem 4.949 casos registrados, Várzea Grande tem 1.597, Rondonópolis tem 1.480, Sorriso tem 946, Lucas do Rio Verde confirmou 909 casos,  Tangará da Serra confirmou 816 casos, Primavera do Leste tem 803, Sinop tem 570, Nova Mutum tem 534, Pontes e Lacerda tem 476 casos, Campo Verde confirmou 400 casos, Cáceres tem 363 casos, Confresa tem 330 casos, Barra do Garças tem 270 casos, Campo Novo do Parecis confirmou 267 casos, Sapezal tem 253 casos, Colíder tem 252 casos, Querência confirmou 239 casos, Matupá confirmou 223 e Peixoto de Azevedo 208 casos.

Mortes

247 moradores de Cuiabá já morreram de covid-19; 156 moradores de Várzea Grande; 70 de Rondonópolis; 29 de Sinop; 27 de Barra do Garças; 22 de Pontes e Lacerda; 18 de Cáceres; 16 de Sorriso e Primavera do Leste.

Comentários Facebook

Destaque

Detento é preso pelo Gefron suspeito de furtar uma moto horas depois de ser solto de presídio

Publicado

Um homem suspeito de furtar uma moto no valor de R$ 9 mil foi preso logo depois de sair de um presídio na região de Porto Esperidião, a 358 km de Cuiabá, na noite de quinta-feira (6).
O ex-presidiário tinha acabado de receber a soltura e ainda estava em posse do alvará quando foi abordado pela equipe da Força Tática e Gefron, na BR-174.
De acordo com a Polícia Militar, o homem tem passagens por oito crimes de furto e uma passagem por roubo.
Os policiais suspeitaram depois que ele atravessou a BR-174 em alta velocidade, quando foi dada ordem de parada.
Aos militares, o suspeito disse que havia acabado de sair do presídio, mas que viu a moto estacionada com o capacete e a chave na ignição e realizou o furto.
O homem ainda afirmou à polícia que seguiria para Pontes e Lacerda. Ele foi detido e encaminhado à delegacia.
Por Suelen Alencar
Comentários Facebook
Leia mais:   Defensoria Pública celebra 14 anos da Lei Maria da Penha combatendo aumento da violência contra a mulher em MT
Continue lendo

Cáceres e Região

Hospital São Luiz realizará ações durante o mês de agosto para abordar a importância da amamentação

Publicado

Programação faz parte da campanha “Agosto Dourado”, que incentiva ações de saúde e segurança por meio do aleitamento materno

No decorrer do mês de agosto, o Hospital São Luiz (HSL), unidade própria da Pró-Saúde em Cáceres (MT), realizará diversas ações voltadas para gestantes, mães e familiares, com o intuito de orientar e incentivar o aleitamento materno, fundamental para a saúde dos bebês.

O HSL é referência no atendimento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, Ginecologia e Pediatria, para 22 municípios da região Oeste do estado, e alguns municípios do país vizinho, a Bolívia, atendendo gestantes de alto risco encaminhadas pelos serviços municipais.

As ações integram a campanha “Agosto Dourado”, mês dedicado à promoção, proteção e apoio à amamentação. Acompanhando o tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM) deste ano, “Apoiar a amamentação para um planeta mais saudável”, a unidade abordará o impacto positivo do aleitamento no meio ambiente, além de detalhar seu o papel no desenvolvimento saudável do bebê e a relação com os laços familiares.

As atividades tiveram início no dia 3 de agosto, com a realização de rodas de conversa com pais dos bebês internados na UTI Neonatal e nas alas de ginecologia e obstetrícia da maternidade, que seguirão acontecendo até o fim do mês. As atividades previstas seguirão as orientações de segurança necessárias neste momento, como distanciamento social e o uso de máscaras. Além disso, a equipe de enfermagem do HSL fará, diariamente, orientações sobre armazenamento e doação de leite materno.

Leia mais:   PF deflagra operação contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Cuiabá e Cáceres

A pediatra neonatologista da unidade, Patrícia Grassani, ressalta a importância de manter a amamentação como alimento exclusivo do bebê até os seis meses de idade, e complementar até os dois anos. “O leite materno é o alimento mais completo que temos, tanto do ponto de vista nutricional como emocional. Ele é fundamental para prevenir alergias e doenças infecciosas no bebê. Também pode prevenir o câncer de mama e ovário na mãe e diminuir os riscos de diabetes”, explica a profissional.

Para garantir todos esses benefícios, a pediatra ressalta que a mãe deve contar com o apoio de toda sociedade, principalmente durante este período de pandemia. “Não há indícios de que o coronavírus seja transmitido por meio do leite materno. Portanto, não contraindicamos a amamentação em casos suspeitos ou confirmados da Covid-19”, complementa.

Ao fim das rodas de conversa, as mães receberão o selo “Mamãe de Ouro”, na caderneta de vacinação do recém-nascido, como forma de valorizar sua dedicação ao aleitamento materno.

Programação

Neste ano, as equipes de assistência e humanização da unidade dividiram as ações em três blocos, cada um com um tema diferente. Ação em defesa da saúde, da vida e do planeta desde o nascimento, será um deles, com o objetivo de reforçar a pauta da SMAM 2020.

Leia mais:   II Encontro Mato-grossense de Aleitamento Materno começa nesta segunda-feira

Outro bloco abordará a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e orientações sobre como mantê-lo após a alta hospitalar. E por fim, a segurança alimentar que a amamentação traz para as crianças pequenas, particularmente em momentos de crise e emergências.

Da assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana