conecte-se conosco


Mato Grosso

MT Prev comemora 10 anos de aposentadoria digital apresentando novos desafios para 2020

Publicado

O Mato Grosso Previdência (MT Prev) comemorou nesta segunda-feira (02.12) 10 anos de criação do sistema de aposentadoria digital do Estado em uma solenidade que reuniu autoridades e servidores, no Palácio Paiaguás. Mato Grosso foi pioneiro na implantação do sistema, em 2009, ganhando notoriedade e chegando a ser premiado pelo Ministério do Planejamento um ano depois, na Espanha.

Esta trajetória foi relembrada pelo diretor-presidente do MT Prev, Elliton de Oliveira Souza, durante a cerimônia. O gestor lembrou também que antes do sistema digital, um servidor esperava em média até um ano para se aposentar, tempo este que reduziu, podendo levar de 15 a 90 dias.

“Antigamente o servidor entrava com um pedido de aposentadoria com um processo físico que tramitava nas secretarias. Se tinha algo de errado, ele era devolvido para fazer os ajustes e uma vez que era feito o ato de aposentadoria, demorava ainda mais um tempo para ele saber que o ato havia sido publicado. Hoje este ato leva 15 minutos. Então a aposentadoria digital passou a ser uma revolução no meio previdenciário”, relembrou Elliton.

A digitalização economizou tempo e recursos, demonstrando resultado: a taxa de retorno dos processos, antes de 70%, caiu para 3,1%, de acordo com levantamento da Controladoria Geral do Estado (CGE).

Como forma de reconhecimento, o diretor-presidente do MT Prev concedeu uma homenagem à equipe de Concessão de Aposentadoria, representada pelos  servidores da autarquia: Érico Almeida, Danielle Castro e Kaliane Saturnino.

Leia mais:   Papai Noel da Arena Encantada visita pacientes do Hospital Estadual Santa Casa

Governo Digital

O MT Prev também apresentou os novos projetos que devem ser implantados até o segundo semestre de 2020, que preveem a digitalização de serviços como a aposentadoria por invalidez, a pensão por morte, a certidão por tempo de contribuição e a informatização de laudos médicos.

Este modelo foi defendido pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, que na oportunidade apresentou um modelo que já está sendo adotado pela Pasta para a informatização dos processos.

“Este é o exemplo que queremos seguir não só no MT Prev, mas em todo o Estado. Nós iniciamos com a Casa Civil um sistema de software federal, que vai eliminar os papeis para a gente digitalizar todo o nosso presente e a partir daí começar a ver todo o nosso passado”, pontuou Carvalho.

O secretário ainda parabenizou os servidores envolvidos na previdência estadual lembrando do “legado” do qual estes são responsáveis. “Se a gente for avaliar o MT Prev em todos estes anos foi uma das poucas repartições que pouco ruído deu junto à sociedade. Isso prova o quanto vocês estão envolvidos com a carreira e o quanto isso tem feito diferença na vida das pessoas”, finalizou Mauro Carvalho.

Leia mais:   Ciosp deve receber 2.900 chamadas por dia com integração da PRF

Nova marca

Na ocasião, o diretor-presidente do MT Prev também apresentou a marca que representa o novo desafio da autarquia como unidade gestora única da previdência de todos os servidores estaduais, entre eles o Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública. A marca foi desenvolvida pela Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom), da qual Elliton agradeceu o empenho.

“Nós entendemos que é um novo tempo para o MT Prev, consolidando-se como unidade gestora única, não somente para administrar a aposentadoria dos servidores do Executivo, mas estamos avançando para administrar a aposentadoria de todos os servidores públicos de Mato Grosso. E nada melhor do que a gente construir uma nova marca do qual contemple essa identidade contemplando todos os poderes”, disse o gestor.

Aposentadoria digital

Os servidores que possuem os requisitos para aposentadoria (cumprimento de tempo de contribuição e idade) podem solicitar o serviço por meio do disque-servidor 0800 647-3633.

No ato da solicitação, o servidor deve estar munido de documentos pessoais como CPF, matrícula, endereço atualizado, e-mail e telefones para contato. Além disso, é necessário que o servidor que queira obter informações sobre a sua vida funcional, como seu tempo de serviço, procure a gestão de pessoas do seu órgão de origem.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Operações integradas prendem 708 autores de delitos criminais em Mato Grosso

Publicado

As forças de segurança deflagraram, no período de janeiro a novembro deste ano 88 operações integradas, que resultaram na prisão em flagrante de 708 autores de vários delitos criminais, a exemplo de homicídio, roubo, furto e tráfico de drogas. As ações repressivas foram realizadas nas 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) e contemplaram os 141 municípios de Mato Grosso.

Nos 11 meses foram cumpridos 261 mandados de prisões, internação cautelar e prisão temporária e 409 mandados de busca e apreensões, que resultou em 915 pessoas conduzidas e presas. Ao todo, 153 armas de fogo foram apreendidas, 219 veículos foram recuperados e realizadas 385 atividades periciais diversas.

Já com o foco no trabalho preventivo durante as operações, o Corpo de Bombeiros Militar fiscalizou 652 estabelecimentos comerciais para constatar a legalização do alvará de funcionamento.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes, destaca que as ações conjuntas resultaram na redução dos principais índices criminais no Estado: homicídio, roubo e furto.

“Temos deflagrado operações não só nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, mas também em outras Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp’s), que abrangem as 141 cidades. Nosso foco tem sido trabalhar em frentes ostensivas e repressivas para impedir o avanço da criminalidade. Ressalto ainda que cada instituição que compõe o sistema de segurança pública tem se dedicado para melhorar os índices criminais, seja atuando na parte ostensiva, de investigação ou perícia e estas ações diárias refletem na queda nos registros nos crimes contra a vida e patrimoniais”, ressalta.

Leia mais:   Governador Mauro Mendes verifica operação de balsa reformada pela Sinfra

Fazem parte das forças de segurança a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Detran, Sistema Penitenciário e Socioeducativo.

Operação Sonora II

Ainda segundo o secretário, novas ações integradas serão deflagradas em dezembro. Uma das operações integradas desencadeada neste mês foi a “Sonora II”, que aconteceu no último final de semana (07.12) no município de Várzea Grande e culminou na interdição de um estabelecimento comercial por som alto.

Na operação, 27 estabelecimentos comerciais foram vistoriados e resultou na autuação de quatro pontos comerciais pelo Corpo de Bombeiros Militar. Também durante a ação, a Vigilância Sanitária notificou quatro estabelecimentos e outras infrações foram contabilizadas pelo órgão municipal de Meio Ambiente (01) e Gestão Fazendária (01).

 Além das forças de segurança, fizeram parte da “Operação Sonora II”, profissionais do Conselho Tutelar, Guarda Municipal de Várzea Grande, Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, e Gestão Fazendária.

Redução criminalidade

Mato Grosso reduziu 14% os crimes contra a vida no período de janeiro a outubro deste ano. Nos primeiros dez meses foram 678 mortes, contra 785 no ano passado. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceac). O levantamento é com base nos Boletins de Ocorrências (BOs) registrados nos 141 municípios.

Leia mais:   Papai Noel percorre Mato Grosso com a Caravana de Natal do Nossa Energia

Ainda no período, o Estado apresentou queda de 27% no roubo e 13% em furto. Em 2019 foram contabilizadas 11.606 ocorrências de roubo (quando há violência) e em 2018 o total foi de 15.804 casos. Já os crimes de furto atingiram 36.351 registros neste ano contra 41.569 em 2018.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Jogos Abertos Mato-Grossenses começam nesta quinta-feira (12)

Publicado

De 12 a 15 de dezembro, seleções municipais com atletas de todas as idades voltam a vivenciar a emoção de participar dos Jogos Abertos Mato-grossenses.  A abertura do evento será nesta quinta-feira (12.12) no Ginásio Poliesportivo Aecim Tocantins, em Cuiabá, às 20h.

Havia cinco anos que a competição não era realizada no Estado e seu retorno, em 2019, mobilizou seleções de 18 municípios: Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Canarana, Santo Antônio de Leverger, Cáceres, Cuiabá, Cotriguaçú, Pontes e Lacerda, Rosário Oeste, São José do Povo, Campo Verde, Alto Garças, Várzea Grande, Poconé, Primavera do Leste, Pedra Preta, Araputanga e Sinop. 

Disputados pela categoria adulta, os Jogos contam com equipes masculinas e femininas de basquete, futsal, handebol e vôlei. Estão inscritas 74 equipes divididas por modalidade e naipe, totalizando mais de um mil pessoas nas delegações, incluindo técnicos, dirigentes e atletas.

As partidas serão realizadas nos dias 13, 14 e 15 de dezembro, sempre a partir das 7h30, nos  ginásios dos bairros Quilombo e Lixeira, no Complexo Esportivo Dom Aquino, e ainda nos ginásios do ICE, Verdinho e Aecim Tocantins.

Leia mais:   Homens são presos após roubo de caminhão com carga de carne avaliada em R$ 360 mil

Realizados pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), os Jogos Abertos Mato-grossenses contam com o apoio do Instituto Cuiabano de Educação (ICE), que possibilitou um alojamento único para todos os atletas do interior.

Congresso Técnico

Como parte da programação, representantes das delegações devem se reunir no congresso técnico antes da abertura oficial dos Jogos. 

A reunião ocorrerá na quinta-feira (12.12), às 15h, no auditório do ICE, e tem como objetivo fazer a homologação das inscrições e o sorteio para composição de chaves de disputas, além da apresentação do comitê dirigente.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana