conecte-se conosco


Destaque

MPT abre inscrições para o curso: Conselheiros Tutelares: Importantes Atores no Combate ao Trabalho Infantil – Edição VII

Publicado

Adesões vão até o dia 10 de novembro. Objetivo é ampliar conhecimento dos participantes sobre trabalho infantil

A 7ª edição do curso “Conselheiros Tutelares: importantes atores no combate ao trabalho infantil” abre as inscrições nesta terça-feira (29). O objetivo do curso é sensibilizar e nivelar o conhecimento dos participantes sobre questões referentes ao combate à exploração do trabalho infantil. Nesta edição, estão sendo ofertadas 600 vagas e a seleção dos participantes será por ordem de inscrição, considerando a prioridade para conselheiros tutelares.
O curso está previsto para o período de 18 de novembro a 13 de dezembro, com carga horária de 20 horas/aula. Com a capacitação, os alunos serão capazes de identificar o que é trabalho infantil, reconhecer a idade em que o trabalho não é permitido, identificar o que é trabalho noturno, perigoso e insalubre, identificar quais são os trabalhos que compõe a lista TIP (piores formas de trabalho infantil), entre outros conhecimentos.
A metodologia utilizada é a de ensino à distância (EaD), por meio de aulas interativas que estimulam a participam do aluno e a contextualização teórico-prática. As atividades serão realizadas no ambiente virtual de aprendizagem (AVA) da Plataforma EaD do Ministério Público do Trabalho (MPT). As aulas serão acompanhadas de tutoria para dar o suporte aos alunos no processo de construção do conhecimento, utilizando métodos e recursos disponíveis na plataforma.
Para se inscreverem, os interessados devem acessar o site ead.mpt.mp.br, criar uma conta no portal EaD do MPT e selecionar o curso “Conselheiros Tutelares VII”.

Leia mais:   Formação profissionalizante: O IFMT Cáceres oferece cinco vagas para ingresso no curso Técnico em Agropecuária

Assessoria de Comunicacao PRT23

Comentários Facebook

Destaque

Secretaria de Saúde monitora dois casos suspeitos de coronavírus em MT

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que monitora dois casos suspeitos de contaminação por coronavírus em Mato Grosso. O número foi confirmado na noite de quarta-feira (26) e a pasta orienta cuidados, mas tranquiliza a população de que não há motivo para alarde.

Leia também – Estado é notificado de possível Coronavírus em MT

Nesta quinta-feira (27), amostras de sangue de ambos os pacientes serão encaminhados para laboratório especifico que irá averiguar se houve mesmo a contaminação pelo novo vírus. Segundo a assessoria da Saúde, ainda não há informações sobre o prazo para que os exames fiquem prontos. Um dos casos monitorados foi registrado em Alto Taquari (479 km ao Sul) e se trata de um homem de meia idade, que retornou da Itália recentemente. Já houve confirmação de mortes pelo coronavírus no país europeu. Informações sobre o segundo caso não foram divulgadas.

A SES não considera os casos como suspeitos, apenas está monitorando para identificar por qual vírus as duas pessoas foram contaminadas. Mesmo sem alerta, a Saúde orienta a população a tomarem algumas precauções para se evitar contaminação com qualquer tipo de vírus.

Leia mais:   Estado é notificado de possível Coronavírus em MT

Confira as medidas de prevenção

Fábio Motta/AE

Coronavírus

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas

– Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal

– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca

– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas

– Manter os ambientes bem ventilados

– Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

– Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Jessica Bachega/GD

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Estado é notificado de possível Coronavírus em MT

Publicado

A secretária municipal de Saúde de Alto Taquari (479 km a Sul de Cuiabá), Deise Coelho, confirma o surgimento de um caso suspeito de Coronavírus (Covid-19). O paciente é um homem de idade média e deu entrada na rede pública de saúde por volta das 16h de quarta-feira (26) apresentando os sintomas da contaminação. “A informação procede. O caso foi notificado ontem por volta das 16h como suspeito. O paciente foi atendido, nós tomamos todas as medidas que o protocolo da OMS preconiza em relação ao paciente. Ele esteve em viagem recente para a Itália. Esteve há poucos dias e chegou com sintomas. O quadro é estável, nada grave”,

O secretário estadual de Saúde nega que o caso esteja sendo tratado como suspeita de Coronavírus. “O caso está em investigação. Ainda não é considerado suspeito”, declarou ao GD. Por meio de nota, ele informa que tem identificado rumores acerca de possíveis suspeitos no Estado e que imediatamente tem acionado os serviços de saúde local para esclarecimentos e tomada de medidas. “Informamos que todos os casos alvo de rumores de suspeitos de coronavírus foram verificados e até o momento nenhum caso foi enquadrado nas definições preconizadas pelo Ministério da Saúde”, pontua a nota.

Leia mais:   PREVISÃO: Semana segue com chuva e alerta para 82 cidades de MT

A secretária, por sua vez, informa que todos os exames necessários para a confirmação foram realizados e o paciente encontra-se em quarentena, porém em sua própria residência. Informações pessoais sobre o paciente não serão reveladas. As amostras recolhidas do paciente serão encaminhadas nesta quinta (27) para um laboratório do governo estadual localizado em Cuiabá. “A primeira coisa que fizemos foi notificar o caso, contatamos o escritório regional, que está nos ajudando. Todas as orientações foram seguidas. Ligamos e eles nos atenderam e nos orientaram”, prossegue a secretária.

Deise destaca que, por enquanto, trata-se apenas de uma suspeita e não há motivo para alarde. “As pessoas não precisam ficar alarmadas. Casos suspeitos são notificados no país todo. Pedimos que as pessoas não se alarmem, mas tenham atenção nas medidas preventivas como lavar as mãos, usar álcool gel, evitar lugares com aglomeração de pessoas. Essas medidas simples nós vamos intensificar daqui pra frente”.

Eduarda Fernandes e Thiago Andrade / GD

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana