conecte-se conosco


Destaque

Ministro da Saúde defende cooperação internacional para aumentar vacinação nas fronteiras

Publicado

Luiz Henrique Mandetta visita a capital para o lançamento da Semana de Vacinação das Américas. Um dos avanços citados pelo ministro para a área da saúde é a vacina contra a dengue, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta segunda-feira (22), durante evento em Cuiabá, que o Ministério da Saúde quer deflagrar um programa de cooperação internacional para aumentar a cobertura de vacinação nas áreas de fronteira. Ele visita a capital para o lançamento da Semana de Vacinação das Américas.

Segundo o ministro, a falta de imunização nas fronteiras foi responsável por muitos surtos e epidemias registrados no país.

“Gostaria de deflagrar um programa de cooperação internacional para aumentar a cobertura vacinal nas fronteiras brasileiras. O Ministério da Saúde quer começar esse movimento, porque foi dali que nossa baixa imunização surgiu os surtos e epidemias”, disse.

“O Brasil instiga a comunidade internacional, através da OMS, através dos nossos parceiros da América, para que o mundo se una em torno da vacinação. É um desafio da humanidade garantir que em tempo de tanto trânsito de pessoas, as pessoas possam ir e vir com tranquilidade”, disse, ao citar um aplicativo que está sendo desenvolvido pelo Ministério da Saúde.

O aplicativo, segundo ele, deve permitir que cada pessoa acesse com rapidez e facilidade o seu “status vacinal”.

Vacina contra a dengue

Um dos avanços citados pelo ministro para a área da saúde é a vacina contra a dengue, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan. “No ano que vem teremos, provavelmente, a fase 5 da vacina contra a dengue, idealizada e ingestada dentro do Instituto Butantan Brasileiro e que se concluir o que aparentemente se desenha de garantir a imunização contra a doença”, disse.

Comentários Facebook

Destaque

Juiz Federal condena 6 traficantes de Cáceres por tráfico internacional de cocaína

Publicado

O juiz federal Mauro César Garcia Patini, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – subseção de Cáceres, condenou o fazendeiro Alessandro Pereira Marchezan a 18 anos, nove meses e 22 dias de reclusão, por envolvimento em uma quadrilha de tráfico internacional de cocaína.

Além de Alessandro também foram condenados outros cinco envolvidos. Leia mais: Câmara Temática da Mulher decide oficiar presidente do TJMT sobre vítimas agredidas por policial penal Alessandro chegou a ser preso pela Polícia Federal em 2009, no município de Palestina (SP), após decisão da Justiça Federal de Mato Grosso.

Ele foi alvo da Operação Fronteira Branca, que prendeu 44 pessoas no total, em todo o Brasil, divididas em sete grupos distintos de narcotraficantes. Alessandro e seu pai Valdenor Marchezan seriam os chefes de um destes grupos.

De acordo com a Polícia Federal, Valdenor comandava o esquema a partir da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. A Justiça de Mato Grosso também o procurava.

O Ministério Público Federal então denunciou os acusados de integrar sua quadrilha por crimes como associação para o tráfico, tráfico internacional de entorpecentes e evasão de divisas. Em várias ocasiões foram apreendidas quantias de cocaína e até U$ 20 mil, em Cáceres.

Leia mais:   Juiz Federal condena 6 traficantes de Cáceres por tráfico internacional de cocaína

“Narra o Ministério Público Federal que, no ano de 2006, a Polícia Federal deu início, nos autos do inquérito policial nº 604/2006, a uma vasta investigação visando à identificação e responsabilização de diversos agentes, integrantes de uma intrincada e complexa rede de pessoas, atuantes na prática reiterada e habitual do tráfico internacional de entorpecentes”, citou o magistrado.

O juiz então condenou Alessandro Pereira Marchezan a 18 anos, nove meses e 22 dias de reclusão, e pagamento de 2.008 dias-multa. As outros condenações foram: Juliano Costa Silva em seis anos, sete meses e 27 dias de reclusão e pagamento de 866 dias-multa; Amarildo Gomes de Arruda em 20 anos, sete meses e 27 dias de reclusão e 2.105 dias-multa; Luciano Garcia Nunes em 37 anos e quatro meses de reclusão e 3.685 dias-multa; Antônio César Gatass 17 anos, quatro meses e sete dias de reclusão e 1.866; e Luciano Vaz de Souza 22 anos, um mês e 12 dias de reclusão, e 2.246 dias-multa.

Por Vinicius Mendes

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Prefeito Francis agradece ao Governo do Estado e acredita que Porto estará em funcionamento em 90 dias

Publicado

Francis visita porto de Cáceres

O Prefeito Municipal de Cáceres, Francis Maris Cruz, agradece ao Governador do Estado, Mauro Mendes, à Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, aos Deputados, DR Gimenez, Walmir Moreto, Wilson Santos, Max e Avallone, por atenderem ao pedido de continuidade das obras da Zona de Processamento de Exportação de Mato Grosso, a ZPE de Cáceres.
É de suma importância a reabertura e volta do porto para a cidade, pois tanto a ZPE quanto o porto são fatores importantes para atrair as indústrias, tornando-as competitivas, com esse resultado, gerarão maior produção e emprego para nossa cidade. Acreditamos que em breve tudo estará em andamento e logo o porto esteja em funcionamento, para exportar a produção de Mato Grosso. É importante ressaltar que o governo está de olhos abertos para nossa região, e que o governador Mauro Mendes esteve sempre disposto a nos ajudar e auxiliar no que foi preciso.
A cada ano o estado vem aumentando sua produção e com isso são necessários vários canais de exportação, é indispensável a ferrovia, rodovia e hidrovia é preciso várias saídas  para o sul, norte e oeste também. Então, sem sombra de dúvidas, o porto vem para empregar e fomentar a economia local, pois uma tonelada de soja transportada pelo rio Paraguai, gera uma economia de 100 dólares se for transportada por carretas. Além da exportação, terá também a importação de produtos que são fundamentais para adubação das lavouras, como ureia, cloreto de potássio entre outros.
Esperamos que seja uma nova fase e que Mato Grosso possa dar um salto com a hidrovia em funcionamento, e agradecemos ao empenho que estão fazendo pela região oeste do nosso estado.
Da Assessoria
Comentários Facebook
Leia mais:   Prefeito Francis agradece ao Governo do Estado e acredita que Porto estará em funcionamento em 90 dias
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana