conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso registra 36 feminicídios entre janeiro e setembro de 2019

Publicado

Entre janeiro e setembro de 2019 foram registrados em Mato Grosso 36 casos de feminicídio. Segundo o levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), houve um aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram contabilizadas 34 ocorrências.

Os dados de feminicídio são fechados trimestralmente, por conta da necessidade de investigação prévia para definição da motivação do crime de homicídio. Além disso, a Sesp-MT também faz o levantamento anual dos dados. No ano passado, de janeiro a dezembro, houve 42 feminicídios no Estado.

O feminicídio é uma qualificadora da categoria de crime contra a vida nos casos em que o homicídio de mulheres é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. A Sesp-MT acompanha os casos de feminicídios a partir dos dados enviados pelas unidades de apuração da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT). É importante ressaltar que os dados fechados trimestralmente são passíveis de alteração, uma vez que a investigação do crime é complexa e a consolidação da motivação pode exigir extensão de prazo e envio posterior.

Leia mais:   Medida provisória dá nova esperança para agilizar regularização fundiária, afirma governador

Todas as motivações

A CEAC também fechou os dados de homicídios de vítimas femininas registrados em Mato Grosso entre os meses de janeiro e outubro de 2019, e que envolvem todas as motivações. Neste caso, foram contabilizadas 70 mortes de mulheres de todas as idades. O número é o mesmo registrado nos mesmos períodos de 2018 e de 2017.

A motivação passional continua liderando os casos, com 40%. Em seguida, estão os casos a apurar, com 27%, seguidos por “envolvimento com drogas” (14%); rixa (7%) e vingança (7%); pedofilia (2%) e álcool (2%); e por último, ambição (1%).

A sexta-feira foi o dia da semana com maior número de homicídios envolvendo vítimas femininas: 15. Em seguida, estão os seguintes dias da semana: quinta-feira (13), sábado (11), domingo (9), segunda-feira (8), quarta-feira (8), terça-feira (6).

Por faixa etária, as vítimas femininas predominantes (18) tinham entre 36 e 45 anos de idade; 13 possuíam de 18 a 24 anos de idade; 8 entre 30 e 35 anos; 8 de 46 a 59 anos; 7 entre 25 e 29 anos de idade; 7 de 12 a 17 anos; 5 acima de 60 anos; 3 entre zero e 11 anos; e uma com idade não informada.

Leia mais:   Governo do Estado terá expediente normal no fim de ano

O levantamento demonstrou ainda que 34% dos homicídios de mulheres foram cometidos com utilização de arma de fogo; 29% com arma cortante ou perfurante; 12% por força muscular; 7% com arma contundente; 1% por veneno; e em 17% dos casos foram empregados outros meios.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Confraternização de fim de ano reúne mais de 300 servidores no Palácio Paiaguás

Publicado

Em clima de descontração, os servidores públicos do Palácio Paiaguás tiveram um momento de confraternização na tarde desta sexta-feira (13.12). O evento foi cuidadosamente pensado e executado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes e a equipe da Unidade de Atendimento à Família (Unaf).

A confraternização lotou o auditório Clóves Vettorato, contando com aproximadamente 300 pessoas. Na abertura, uma celebração cristã, conduzida pelo servidor da Casa Civil, Tony Rachidi, emocionou os presentes, relembrando o verdadeiro significado do Natal, que é o nascimento de Jesus Cristo.

O governador e a primeira-dama fizeram questão de levar uma das filhas do casal, a caçula Maria Luiza para participar. Essa inclusão da família nos eventos públicos já é uma marca desta gestão.

O evento ainda contou com a apresentação musical do servidor público Rafael Rosa, da dupla Anselmo e Rafael e o show do ator e comediante, André D’Lucca, interpretando Comadre Nhara. Como presente, todos os servidores ganharam um panetone, fruto de doação, além do sorteio de mais de 150 brindes dos parceiros da Unaf.

Um destes sortudos foi um dos mais antigos servidores da Casa Civil, Rosinaldo Almeida, carinhosamente conhecido como Chiquinho. O servidor, que atua no Estado há 38 anos, se sentiu muito grato com o gesto de carinho da primeira-dama com os trabalhadores.

“É inédito essa festividade de final de ano aos servidores públicos. Estamos fechando com chave de ouro o ano de 2019, juntamente com todos os colegas de trabalho e isso é muito gratificante”, disse Chiquinho.

E foi exatamente a gratidão que a primeira-dama do Estado quis demonstrar a todos os servidores com o evento. “Este é nosso primeiro ano de gestão e já percebemos o carinho e o empenho destes servidores conosco. A nossa intenção com este evento era devolver um pouco deste empenho e amor”, disse Virginia.

Leia mais:   Detran-MT notifica 111 condutores por suspeita de irregularidade na obtenção da CNH

Na oportunidade, o governador Mauro Mendes fez questão de agradecer o empenho dos servidores ao longo do ano, lembrando que este foi um ano de grandes lutas, mas também de muitas conquistas. 

“Esta é uma forma de dizermos o nosso ‘muito obrigado’ para aqueles que realmente estiveram ao lado de Mato Grosso para mudar a realidade que encontramos. Se Deus quiser, nós teremos em 2020 um ano ainda melhor para os servidores e os mato-grossenses, com o governo cumprindo seu papel perante o cidadão”, disse o governador.

O evento também contou com a presença dos deputados Dilmar Dal Bosco e Max Russi, da empresária Margareth Buzetti, do ex-deputado federal, Fábio Garcia e do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho e sua esposa, Mônica Carvalho.

O titular da Casa Civil elogiou o cuidado e o carinho de Virginia no preparo da confraternização para os servidores e lembrou do papel que cada servidor tem ao longo do ano.

“Hoje é um dia de confraternização, mas nos outros 364 dias do ano estamos aqui cada um com sua missão e cada um com sua função para ajudar as famílias e toda a sociedade mato-grossense. Este dever tem sido feito por vocês de uma forma espetacular, com empenho, dedicação e comprometimento de todos”, destacou Mauro Carvalho.

Leia mais:   Arena Encantada ficará fechada ao público em três dias neste mês

Parceiros

Todos os brindes foram doados por parceiros da Unaf, a quem Virginia Mendes agradeceu o apoio. “A união de esforços é que tornou este evento possível. Por isso eu gostaria de agradecer imensamente a cada empresa e pessoa que colaborou com este evento. E não poderia deixar de agradecer a maravilhosa equipe da Unaf, que se desdobrou em cuidados e em muito trabalho para tornar este evento inesquecível”, pontuou Virginia.

São eles: Águas do Manso, Antonio Bernardes Joias, Aquarela Multimarcas, Ariani Maluf – Mahallo, Baba de Moça, Bamboo Óculos, Belviso, Big Lar, Bistrô Paris 6, Boi Grill, Casa Prado, Cerverjaria Louvada, Claudia Goreth, Cozinha a Dois, Crepaldi SPA, Cupim Bar, D’Villa Pizzaria, Ditado Popular, Dr. Elson Adorno, Dra. Anelise Felippo, Dra. Claudia Goureth, Dra. Natasha Crepaldi SPA, Emily Interiores, Escola Fato Concursos, Êxtase Kits, Farmácia Belflora, Farmácia Criativa, Gato Mia, Great House, Guidare Car Service, Haras Santa Rita, Hotel Odara, Isabella Girotto, KrisCake, La Provence, Le Soffist, Letícia Malheiros, Loja de Cosméticos La Belle, Martinello Móveis, Mirante das Águas, Personal Nilton César, Pneulandia, Princess Joias, Pró Ótica, Rede Gil Modas, Restaurante Xômano Bistrô, Salão Shez, Santa Oliva, Scotch Store, Sedeme, Simoni Klauk, Suco Pratz, Vila Konceito, Voluttá Acessórios e Zellos Boutique.

Também fizeram a doação de brindes para o sorteio a empresária Margareth Buzetti, o deputado Max Russi, o secretário da Casa Civil e a esposa, Mauro e Mônica Carvalho e o próprio governador Mauro Mendes.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Seduc assina convênio para beneficiar 41 escolas do campo de 16 municípios

Publicado

Nesta sexta-feira (13.12), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) assinou um convênio com a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) que vai beneficiar cerca de 17 mil pessoas, entre alunos, profissionais da educação e comunidade escolar. O convênio foi firmado pelo secretário adjunto Executivo da Pasta, Alan Porto, para participar do programa MT Produtivo – Hortas Escolares.

Segundo o secretário, participam do convênio 41 escolas estaduais do campo de 16 municípios que receberão entre R$ 2.500 e R$ 5 mil para cada unidade escolar. Serão disponibilizados R$ 175 mil via Plano de Desenvolvimento da Escola.

“Participam escolas que já possuem hortas, que serão otimizadas e outras que ainda não tem que serão implantadas”, destaca Alan Porto. O Programa já está no plano de ação das escolas contempladas e será executado já no próximo ano letivo.

“As hortas vão produzir legumes e verduras, mas o foco principal é o conhecimento que é gerado pelo trabalho produzido dentro e fora da horta. A produção vai para a alimentação escolar de cada unidade. O excedente, o aluno poderá levar para casa e ser distribuído para a comunidade escolar”, complementa. Serão distribuídas cartilhas para professores e alunos sobre a importância da horta escolar desenvolvendo um trabalho interdisciplinar.

Leia mais:   Coro Experimental MT apresenta espetáculo inédito no Cine Teatro Cuiabá

O objetivo principal do Programa MT Produtivo – Hortas Escolares é o desenvolvimento da agricultura familiar.

Participam escolas dos municípios de Acorizal, Água Boa, Alto Paraguai, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Jangada, Mirassol D’Oeste, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Porto dos Gaúchos, Poxoréu, Primavera do Leste, Rondonópolis, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger, Sinop, Tangará da Serra e Várzea Grande.

Assistência

De acordo com o presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renato Loffi, os técnicos orientam os alunos como construir canteiros para sementeiras de verduras que necessitam de transplante de mudas e canteiras para semeadura de hortaliças permanentes.

Além disso, antes de qualquer ação é realizada a análise de solo e, em seguida, a correção com calcário, esterco e adubação química. “A horta pedagógica, além de servir para reforçar a alimentação escolar, educa para as boas práticas da produção sustentável”, assinala.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana