conecte-se conosco


Policial

Mato Grosso registra 12 feminicídios no primeiro trimestre

Publicado

Nara Assis / Sesp-MT

Dos 207 homicídios registrados em Mato Grosso no primeiro trimestre deste ano, 24 envolvem vítimas femininas, e 12 foram identificados como feminicídios. O levantamento foi feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), com base nos dados lançados no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP) e informações fornecidas pelas Diretorias Metropolitana e de Interior da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

Os números foram apresentados à Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp, em reunião realizada nesta terça-feira (14.05). Os casos tipificados como feminicídios correspondem a 50% das mortes de mulheres no estado, registradas entre janeiro e março de 2019. Vale ressaltar que este é um levantamento prévio, que ainda pode sofrer alteração, em função do andamento das investigações. Isso porque em alguns casos o feminicídio é uma circunstância que surge no decorrer do inquérito.

A Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Cuiabá não registrou feminicídio. Os casos estão distribuídos pelas Risp’s de Várzea Grande (3), Sinop (1), Rondonópolis (2), Tangará da Serra (1), Primavera do Leste (2), Pontes e Lacerda (1), Água Boa (1) e Nova Mutum (1).

Leia mais:   Autor de vários furtos é preso após arrombar caminhonete no centro da capital

A CEAC da Sesp-MT também fez o levantamento das principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos no período de janeiro a abril de 2019. Em Mato Grosso, o crime de ameaça continua sendo o de maior incidência, com 6.781 casos, mas apresentou redução de 2% em relação ao mesmo período de 2018, quando houve 6.936 ocorrências. Lesão corporal aumentou de 3.255 para 3.263, e o estupro apresentou redução de 146 para 122 casos.

Ciclo de violência

Nesta faixa etária e neste período, foram registrados 22 homicídios em Mato Grosso, mesmo número constatado em 2018. Já o assédio sexual teve aumento de 40% nos registros, já que no primeiro quadrimestre de 2019 foram 70 casos, contra 50 no ano passado.

Segundo a coordenadora da Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp-MT, Jozirlethe Criveletto, a compreensão a respeito do início do ciclo de violência é essencial para evitar mortes. “Temos visto, principalmente no interior do nosso estado, mulheres que são vítimas de feminicídios, a maioria praticados dentro de casa. Este é o último grau do ciclo de violência, e é preciso combater desde o início, quando começam as ameaças, as injúrias, o relacionamento abusivo e, nesse sentido, é necessária a reeducação de toda a sociedade”, frisou.  

Leia mais:   COMUNICADO – DEDETIZAÇÃO DELEGACIA DE ENTORPECENTES

Canais de ajuda

As mulheres que precisam de auxílio podem recorrer ao Disque 180, e às Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher ou qualquer delegacia do município que reside. Em Cuiabá, a DEDM está localizada na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro Sul. Há ainda o Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública de Mato Grosso, que atende pelo telefone (65) 3613-8204, e no Edifício Top Tower Center, na Capital, e o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso: (65) 3613-9934.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Ações da Polícia Civil levam 5 à prisão em Pontes e Lacerda

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Em diferentes ações, a Polícia Civil de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste) prendeu cinco pessoas envolvidas em crimes de roubo e tráfico de drogas. Os trabalhos resultaram na apreensão de drogas, uma arma de fogo, dinheiro e de duas motocicletas de origem ilícita.

Durante investigações de crimes de roubos em comércios, os policiais receberam informações sobre uma residência, frequentada por assaltantes, em que estariam ocultadas uma arma de fogo e uma motocicleta roubada. 

No local, os policiais encontraram uma motocicleta Honda Titan escondida nos fundos do quintal em meio há várias bananeiras, além de um revólver calibre 32, prata, que estava dentro da casa.  

Diante da situação, os suspeitos F.H.P.F. e R.S.G.  foram conduzidos a Delegacia de Pontes e Lacerda, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação e posse ilegal de arma de fogo.

O suspeito, F.H.P.F., é usuário de drogas e a sua família tinha registrado um boletim de ocorrência do seu desaparecimento, uma vez que não voltou mais para casa após ter uma recaída e ficar nas ruas, frequentando bocas de fumo.

Leia mais:   Sesp-MT lança operação com foco em regiões próximas a rodovias federais

Em outra investigação de roubo, foi realizada a prisão de dois suspeitos apontados como autores do assalto em um “espetinho” em frente ao terminal rodoviário. Nas diligências,  G.S. S. foi preso na região Central da cidade e I.C.L. foi localizado no bairro Bela Vista.

Segundo as investigações, G.S.S. pilotava a motocicleta utilizada na prática do crime, enquanto I.C.L. foi o responsável por anunciar o assalto. Na delegacia, os dois suspeitos negaram a participação no crime, porém foram reconhecidos pela vítima como autores do roubo.

Tráfico de drogas

Na terceira ação, os policiais da Delegacia de Ponte e Lacerda realizaram a prisão de A.A.B., autuado em flagrante por tráfico de drogas. O suspeito foi flagrando no momento em que fazia  a entrega de uma porção de cocaína.

O suspeito atuava na modalidade “delivery” e utilizava uma motocicleta para entregar os entorpecentes, a qual foi apreendida. Durante a abordagem policial, o traficante tentou fugir porém foi detido. Ele possui diversas passagens anteriores pelos crimes de furto, receptação e tráfico de drogas.

Leia mais:   Três autores de estupro de vulnerável são presos em operação em Porto Esperidião

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil mostra atuação em projeto de combate ao abuso sexual infantil em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Cáceres participou do evento de apresentação dos resultados dos trabalhos do “Projeto Luz”, desenvolvido de forma integrada por órgãos da Segurança e Justiça do município, com o objetivo combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

A solenidade ocorreu na tarde de sexta-feira (17.05), no Auditório do Ministério Público em Cáceres, dentro das ações alusivas a data de 18 de maio, marcado como Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes.

Na ocasião, as autoridades presentes apresentaram o balanço dos serviços prestados através do projeto, buscando o combate desse tipo de violência no município. Também foi dado destaque às ações preventivas, como a realização de palestras em diversas escolas com objetivo de trazer maior conhecimento a professores e alunos sobre o assunto.

A união de forças entre as instituições visa proteger vítimas e responsabilizar agressões, assim como conscientizar a população sobre a gravidade do crime e incentivar denúncias.

Segundo a delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres, Judá Maali Pinheiro Marcondes, cada órgão atua em sua função específica, tendo a Polícia Civil papel fundamental no combate ao abuso sexual infantil.

Leia mais:   Polícia Civil prende autor de furto de bar e homem foragido da justiça

“No final de 2018, toda Polícia Civil participou da capacitação de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes e desde então a Delegacia da Mulher vem atuando de forma bastante incisiva contra esse tipo de violência, efetuando a prisão de aproximadamente de 35 estupradores”, disse a delegada. 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana