conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso elabora projeto para fomento à produção de cacau

Publicado

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) e a Empresa Mato-grossense de Pesquisa e Extensão Rural (Empaer) estão elaborando um projeto para o fomento da cadeia produtiva do cacau em Mato Grosso. A exemplo do incentivo à produção do café, os órgãos estão empenhados em diversificar o número de culturas perenes desenvolvidas no Estado, mirando na sustentabilidade econômica do pequeno produtor. 

A estratégia é formatar um acordo de cooperação técnica envolvendo Seaf, Empaer e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). Com sede em Rondônia, o órgão se tornou referência na geração e transferência de tecnologia voltada ao aprimoramento da produção cacaueira no Brasil. Hoje Rondônia produz cerca de 18 mil toneladas, e concorre com estados tradicionais na produção de cacau, como a Bahia com 170 mil toneladas, e o Pará com 99 mil toneladas, respectivamente, primeiro e segundo colocados nacionais. 

A revitalização da cultura no Estado se deu a partir da utilização do cacau clonal, geneticamente mais produtivo e mais resistente à vassoura de bruxa. A doença praticamente dizimou o plantio de cacau na década de 90, em Rondônia. Além de mais tolerante à maioria das pragas e adversidades, o cacau clonal é proveniente de enxertos de alta qualidade, e tem entre outras características, uma colheita em menor tempo que o cacau convencional.  

Leia mais:   Mato Grosso realiza Curso de Operações Táticas Especiais pela primeira vez

Em Mato Grosso, a proposta deve envolver inicialmente a implantação de duas unidades demonstrativas com o plantio de 2 mil mudas clonais. As áreas terão como finalidade a produção de mudas e novos enxertos. Os municípios de Juína e Claúdia serão os primeiros a implantar as unidades demonstrativas.  

Segundo o prefeito de Juína, Altir Peruzzo, o município já desenvolve culturas como o café, o cupuaçu, o guaraná e a pupunha, e teria no cacau uma nova modalidade para o incremento da economia local. Já em Claúdia, o secretário de Agricultura Edson Moreira defende a inclusão da Gleba ‘Zumbi dos Palmares’ como a segunda unidade demonstrativa do projeto.  

Assim que definidas as diretrizes do projeto, técnicos da Seaf percorrerão as regiões com maior aptidão para o desenvolvimento da cultura, priorizando os municípios que tenham como principal característica o incentivo à agricultura familiar. Em outros estados, as lavouras de cacau surgiram como complemento à renda do pequeno produtor, e tem se intensificado como uma cultura perene e de alto valor agregado.  

Além do secretário da Seaf, Silvano Amaral, também participaram das discussões o coordenador da Ceplac, Cacildo Viana; o prefeito de Juína, Altir Peruzzo; o secretário de Agricultura de Claúdia Edson Moreira, e o pesquisador da Empaer, Carlos Milhomem.  

Leia mais:   1º Desfile de Moda Inclusiva e Acessível será promovido neste sábado

Cacau em Mato Grosso

De acordo com os últimos dados disponíveis da Produção Agrícola Municipal – IBGE 2017, Mato Grosso possui uma área plantada de 980 hectares, onde foram produzidas 647 toneladas de cacau. Os números representam a soma das áreas plantadas em 12 municípios do Estado, com destaque para Alta Floresta, Colniza e Cotriguaçu, que despontam como os principais. 

Nesta sequência, temos Paranaíta, Aripuanã, Brasnorte, Novo Mundo, Nova Monte Verde, Porto Estrela, Rondolândia, Terra Nova do Norte e Carlinda. Os números representam 2,16% da área brasileira de cacau. A produtividade média atingiu a casa de 660 quilos por hectare. Uma média significativa, se comparada a produtividade do Pará, primeiro colocado nacional com 882 kg/ha, seguido por Rondônia com 430 kg/ha, e Bahia com 252 kg/ha.  

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Estudantes de Querência conhecem Cuiabá e o funcionamento dos poderes

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) recebeu na quarta-feira (18.09) a visita de 35 alunos do Ensino Médio da Escola Estadual 19 de Dezembro, localizada no município de Querência (945 quilômetros a Nordeste da Capital). A vinda dos alunos faz parte do Projeto Visita Cidadã, um trabalho multidisciplinar que envolve todas as áreas do conhecimento.

Na Seduc, os alunos foram recepcionados pela secretária adjunta de Gestão Educacional, Rosa Maria Araújo Luzardo, que respondeu vários questionamentos dos estudantes sobre o funcionamento da estrutura escolar.

Um dos alunos quis saber se a Seduc tem algum projeto de aproximação com as escolas e alunos. “Sua pergunta vem ao encontro de uma ação estratégica da escola que é o Projeto Seduc Vai à Escola. O projeto é conhecer a escola, os estudantes e seus profissionais da educação, e que verifica os tipos de dificuldades que ela tem, para melhorar a gestão e a aprendizagem do aluno”, explicou Rosa Luzardo.

A professora de História, Tatiane Schneider Neukamps, que acompanhou os alunos, avaliou como positiva as visitas nos órgãos públicos, pois o conhecimento adquirido foi muito grande.

Leia mais:   Filhotes de onça resgatados por moradores são entregues ao Batalhão Ambiental

“Nossos alunos não conheciam a Capital do Estado. É um imenso ganho de conhecimento. É a teoria ligada à prática. Eles fizeram um trabalho sobre os 300 anos de Cuiabá e estão fazendo essa vivência”, frisou. A professora lembrou ainda que os estudantes têm muita curiosidade histórica, pois querem saber a história de Mato Grosso.

A coordenadora pedagógica, Helen Cristina Ladeia, que também participa do projeto, explica que a viagem até a Capital é uma oportunidade ímpar que os alunos tiveram. “Nossos alunos ficaram deslumbrados com a Capital. É um momento que vai fazer a diferença na maneira deles encararem a escola”, ressalta.

A aluna Rainara Olegária disse ter adquirido bastante conhecimento e aprendizado sobre aos órgãos públicos que visitou. “A palestra que tivemos na Assembleia Legislativa, de como funciona aquele poder, foi excelente, muito bem detalhada”, assinalou.

O colega dela, Fábio Henrique, também não conhecia Cuiabá e achou a cidade interessante e aprendeu principalmente sobre o funcionamento dos três poderes. “Também visitamos pontos turísticos como o Parque das Águas e conhecemos os shoppings centers”.

Leia mais:   Gestores governamentais atuarão em projeto estratégico na PGE

O estudante Biulen Souza Santos disse que conhecer a Capital e como funciona os poderes é uma experiência única, pois sempre ouviu falar de Cuiabá pelos meios de comunicação e nunca tinha posto os pés na Capital de Mato Grosso.

“É um prazer enorme conhecer a nossa Capital, apesar de ser uma viagem difícil e cansativa. Podemos passar informações daqui para nossos colegas”, comemorou.

Pontos Turísticos

Na quarta-feira, os alunos também visitaram o Palácio Paiaguás e na terça-feira (17.09) estiveram no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Os estudantes fizeram uma panorâmica – viagem pelos pontos principais de uma cidade – e conheceram o Balneário da Salgadeira, em Chapada dos Guimarães, e visitaram os shoppings centers. Nesta quinta-feira (19.09), os alunos ainda visitarão vários pontos turísticos da Capital.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sema promove ações de recuperação de nascente e plantio de espécies nativas

Publicado

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente realizará em Cuiabá e Barra do Garças ações alusivas ao Dia da Árvore, comemorado no dia 21 de setembro. Os eventos acontecerão nesta sexta-feira (20.09), com entrega de mudas e replantio de espécies.

A programação em Cuiabá está sendo organizada pela Superintendência de Educação Ambiental e abrange o início da recuperação de nascente e plantio de mudas de espécies arbóreas nativas do cerrado. O evento será realizado na Escola Municipal de Educação Básica 12 de outubro, no bairro Jardim Itamarati, às 7h30.

O evento tem como parceiros o Ministério Público de Mato Grosso; Projeto Água para o Futuro-MP; Prefeitura de Cuiabá; Projeto Verde Novo; 44º Batalhão de Infantaria Motorizado; Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, Juizado Volante Ambiental (Juvam) e Instituto Ação Verde.

Barra do Garças

A Diretoria da Unidade Desconcentrada de Barra do Garças é uma das participantes do Projeto Árvores Pela Vida, que realizará o plantio de árvores em escolas municipais e distribuirá mudas aos pais dos estudantes.

Leia mais:   Escolas estaduais atingem mais de 90% no índice de escolha do livro didático

Na parte da manhã, a ação começa às 8 horas, nas Escolas Municipais Maurenice Santos Cordeiro, Helena Esteves e Dona Delice Farias dos Santos. No período da tarde, serão atendidas as escolas Esmeralda Gomes de Carvalho, Francisco Marcucci e Arlinda Gomes, a partir das 13h30.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana