conecte-se conosco


Cáceres e Região

Mato Grosso contará com mais duas etapas do Circuito Nelore de Qualidade

Publicado

Mato Grosso receberá mais duas etapas do Circuito Nelore de Qualidade no segundo semestre deste ano, nas cidades de Araputanga (em 16 e 17 de julho) e Barra do Garças (em 15 e 16 de agosto). A iniciativa, promovida pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e pela Associação dos Criadores de Nelore do Mato Grosso (ACNMT), acontecerá em unidades da Friboi. Pecuaristas da região já podem entrar em contato com o frigorífico e escalar seus animais para o abate (veja os contatos abaixo).

“O Circuito é uma ferramenta extremamente importante para avaliação dos animais, do sistema de produção, do manejo e da genética utilizada pelos pecuaristas. Fornecendo ao produtor informações detalhadas sobre idade, peso e cobertura de gordura nas carcaças de seus animais, podemos ajudá-lo a produzir o padrão desejado pelo frigorífico, buscando assim, melhor remuneração e propiciando ao consumidor um produto de melhor qualidade”, afirma o presidente da ACNB, Nabih Amin El Aouar.

Todos os pecuaristas, associados ou não à ACNB e entidades regionais, podem participar do Circuito Nelore de Qualidade, independentemente de tamanho do rebanho e foco da produção. Podem ser inscritos lotes a partir de 18 animais. Os associados da ACNB têm ainda a oportunidade de abater seus animais seguindo o Protocolo Nelore Natural Friboi, que oferece premiações de até R$ 10,50 por arroba, de acordo com as características de carcaças e habilitação da propriedade.

Leia mais:   Maior obra estrutural de Cáceres, projeto de coleta e tratamento de esgoto terá inicio ainda neste ano

“Os três melhores lotes de machos e fêmeas são premiados com troféus, reconhecendo o bom trabalho realizado”, diz Nabih. Além dos troféus, os primeiros colocados entre os lotes de machos e fêmeas receberão 500 quilos de suplementos minerais da Matsuda Sementes e Nutrição Animal, que, junto da Friboi, também apoia o circuito.

Contatos para inscrições – Para participar do Circuito Nelore de Qualidade, o produtor deve entrar em contato diretamente com as unidades Friboi. Em Araputanga, pelo telefone (65) 3211-2009 com Eden, e em Barra do Garças pelo tefefone (66) 3402-2982 com Antonio Carlos. Para dúvidas sobre a iniciativa e as avaliações, acesse www.nelore.org.br.

Circuito Nelore de Qualidade – Criado em 1999, o Circuito fortalece e promove a genética da raça e a carne mais consumida no país, contribuindo para elevar a produtividade da pecuária nacional. Este ano, a iniciativa terá 26 etapas em 10 estados brasileiros, com a avaliação de 20 mil animais.

Assessoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Final de semana será de muito calor na Região Oeste, e início da semana será marcado por chuvas em Cáceres

Publicado

A chance de chuva em Cáceres ficam em 90% na segunda-feira que tem mínimas de 22°C e 35°C.

O final de semana na região oeste do estado será marcado por altas temperaturas, muito sol, porém no inicio da semana será marcado pela previsão de chuva por Cáceres. Na segunda e terça-feira deve chover em Cáceres e outras cidades da região.

O Instituto de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Inpe) aponta mínima de 24°C e máxima de 40°C para este sábado (19), em Cáceres. O domingo (20) terá entre 24°C e 37°C. A chance de chuva ficam em 90% na segunda-feira que tem mínimas de 22°C e 35°C.

A previsão para Pontes e Lacerda (226 km de Cáceres) neste sábado é que a mínima chegue a 21°C nos próximos dias e a máxima 36°C. As chances de chuvas ficam em 5%. Sendo que no domingo teremos mínimas de 22°C e 36°C.
Em Mirassol D’Oeste (80 km de Cáceres), a temperatura deve variar entre 20°C e 39°C no fim de semana.

O Inpe mostra que o fim de semana em Araputanga (122 km de Cáceres) será sem chuva e a temperatura fica entre 20°C e 38°C.

Leia mais:   Vereadores acionam Hospital São Luiz para explicar denúncias

Em Porto Esperidião (190 km de Cáceres), a mínima será de 23°C e a máxima de 40°C no fim de semana. A chance de chuva é de 5%.

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Queimadas e seca do rio Paraguai levam prefeitura de Cáceres decretar situação de emergência

Publicado

A Prefeitura de Cáceres, um dos municípios mato-grossenses que abrangem o Pantanal, decretou situação de emergência em decorrência das queimadas na região causada pelo baixo volume de chuvas dos últimos meses.
Uma das áreas atingidas pelas chamas no município é a Estação Ecológica de Taiamã, uma unidade de conservação no Pantanal. O incêndio no Pantanal começou em julho e as chamas se alastraram, com o vento e o tempo seco, consumindo até agora mais de 2,9 milhões de hectares na região.
Outro problema grave é que a cidade é abastecida pela água do Rio Paraguai, que enfrenta a maior seca dos últimos anos.
De acordo com o prefeito Francis Maris, foram queimadas pontes, cercas, além de muitos animais que morreram queimado e outros danos nas propriedades rurais.
O decreto foi encaminhado para o governo do estado e Defesa Civil para homologação. O prefeito afirmou que, se for homologado e o município receber ajuda financeira, serão adquiridos mais caminhões-pipa e equipamentos usados no combate a incêndio.
Dos 24.593 km quadrados de extensão que o município possui, 60% fica no Pantanal e a maior parte dessa área foi atingida pelos incêndios.
Leia mais:   Após pedido de Dr. Leonardo, Governo Federal oferece ajuda para MT combater incêndio
O decreto do dia 9 de setembro argumenta que Cáceres apresenta tem alto índice de calor, sendo considerado um dos recordistas dentre os municípios do país.
De acordo com o decreto, os focos de calor geram grande prejuízos públicos e econômicos levando a população a perecer mediante e perante grandes incêndios.
O coordenador de Proteção e Defesa Civil de Cáceres, Orisvaldo José da Silva, afirmou que, com o decreto, o município poderá receber recurso do governo federal para ajudar no plano de ação.
O Rio Paraguai atingiu nesta semana o nível fluvial mais baixo registrado pela Agência Fluvial da Marinha nos últimos anos, de 58 centímetros.
Em comparação ao mesmo período do ano passado, o nível de água está bem mais baixo. No dia 15 de setembro do ano passado, o índice era de 86 centímetros, uma diferença era 30 centímetros.
Na cheia, em março deste ano, o nível chegou a 4,4 metros, o maior nível deste ano.
Do G 1 MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana